Meteorologia

  • 20 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 27º

Grupo de migrantes preso no muro de fronteira da Polónia com Bielorrússia

Um grupo de cerca de 30 migrantes em busca de asilo, incluindo crianças, está preso no muro da fronteira da Polónia com a Bielorrússia há três dias, denunciaram hoje ativistas polacos de direitos humanos.

Grupo de migrantes preso no muro de fronteira da Polónia com Bielorrússia
Notícias ao Minuto

23:52 - 28/05/23 por Lusa

Mundo Migrações

Embora os migrantes estivessem fora do muro fronteiriço da Polónia, ativistas do Grupa Granica (Grupo da Fronteira) disseram que eles estavam em território polaco e que a Bielorrússia não permitia que voltassem.

"Na Bielorrússia, eles não estão seguros", disse a ativista Marta Staniszewska.

"Os serviços bielorrussos, como este grupo nos disse, ameaçam-nos de que, se retornarem, serão espancados ou mortos", disse Staniszewska à Associated Press.

Os migrantes dizem que vários deles estão doentes, segundo Staniszewska.

Um representante da comissão para a proteção dos direitos humanos da Polónia visitou e conversou hoje com o grupo, mas disse aos jornalistas que a decisão de permitir a entrada no país pertence à Guarda de Fronteira polaca.

No ano passado, a Polónia ergueu quase 190 quilómetros de um muro alto de metal com o objetivo de impedir que milhares de migrantes da Ásia e de África entrassem no país vindos da Bielorrússia.

A União Europeia acusou o autoritário presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, de ajudar na travessia ilegal da fronteira em retaliação a sanções.

Apesar do muro, mais de 150 migrantes de várias nacionalidades, muitas vezes com vistos russos, tentam atravessar ilegalmente para a Polónia todos os dias, de acordo com a Guarda de Fronteira.

Leia Também: Quinhentos migrantes que estavam à deriva foram devolvidos à Líbia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório