Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 20º

Envio de F-16 para a Ucrânia "não mudará a situação" da guerra

O Kremlin considera que o envio de caças F-16 ocidentais para a Ucrânia não mudará significativamente a situação no campo de batalha, disse hoje o porta-voz da Presidência russa, Dmitri Peskov.

Envio de F-16 para a Ucrânia "não mudará a situação" da guerra
Notícias ao Minuto

14:10 - 23/05/23 por Lusa

Mundo Kremlin

"Como o restante das armas [fornecidas pelo ocidente à Ucrânia], isto não mudará radicalmente a situação na frente de batalha", declarou o porta-voz da Presidência russa numa conferência de imprensa.

No entanto, Peskov reconheceu que este é um passo que provoca "riscos óbvios".

"É evidente que continua a espiral crescente de abastecimento de armas e equipamentos bélicos cada vez mais sofisticados. Ao que parece, decidiram acrescentar aviões também", afirmou.

Peskov acrescentou que, a cada volta nesta espiral, "os países do ocidente estão cada vez mais envolvidos neste conflito".

O porta-voz do Kremlin recusou-se a prever um prazo para a entrega dos aviões a Kiev, dizendo que não cabe às autoridades russas opinar a este respeito.

No fim de semana passado, no âmbito da cimeira do G7 realizada em Hiroxima, o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou a sua disposição para iniciar o treino de pilotos ucranianos nos caças F-16 e não descartou o envio destes aviões no futuro para a Ucrânia.

Desta forma, poderá juntar-se aos países que já enviaram caças F16 para a Ucrânia, como o Reino Unido, Holanda e França.

Leia Também: Stoltenberg rejeita falar sobre envio de F-16 para a Ucrânia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório