Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 24º

Lula vem fechar 13 acordos na 1.ª cimeira luso-brasileira em sete anos

O Presidente brasileiro chega a Lisboa hoje para uma visita de Estado de cinco dias em Portugal, onde fechará pelo menos 13 acordos bilaterais na cimeira luso-brasileira, que deveria ser anual, mas que será a primeira em sete anos.

Lula vem fechar 13 acordos na 1.ª cimeira luso-brasileira em sete anos
Notícias ao Minuto

08:04 - 21/04/23 por Lusa

Mundo Lula da Silva

"A viagem faz parte do relançamento das relações diplomáticas do Brasil com seus principais parceiros, como já foi o caso da visita à China, há 10 dias, e aos Estados Unidos, Argentina e Uruguai nesse início de governo", indicou a presidência brasileira, em comunicado.

"Cerca de 252 mil brasileiros residem legalmente em Portugal, de acordo com dados. Isso não contabiliza os brasileiros com nacionalidade portuguesa ou outra nacionalidade europeia. Segundo estimativas das repartições consulares do Brasil em Portugal, a comunidade brasileira poderia estar entre 275 mil e 300 mil pessoas", recordou o Governo brasileiro, de forma a enfatizar a importância desta viagem, a primeira à Europa desde que Lula tomou posse a 01 de Janeiro.

Lula da Silva aterra às 10:40 no Aeroporto Militar de Figo Maduro, mas é no sábado que arranca a sua agenda oficial que tem como um dos pontos altos a 13.ª cimeira luso-brasileira.

Na anterior cimeira luso-brasileira, em 2016, que também não se realizava há três anos, entre o primeiro-ministro, António Costa, e o então Presidente do Brasil, Michel Temer, foram assinados "cinco acordos bilaterais nas áreas da mobilidade elétrica, literatura e ciência e cooperação para o desenvolvimento", lê-se na página oficial do Governo português.

Agora, serão assinados mais do dobro dos acordos, com o Governo brasileiro a frisar que "a preparação para o encontro começou no fim do ano passado, após as eleições presidenciais", em outubro de 2022, nas quais Lula da Silva saiu vencedor contra Jair Bolsonaro.

"Serão pelo menos 13 documentos, incluindo cooperação entre as agências espaciais do Brasil e de Portugal, entre as agências de cinema dos dois países para produção audiovisual, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com diversos ministérios de Portugal e para equivalência de estudos nos níveis fundamental e médio, entre outros", indicou o Governo brasileiro.

Na quarta-feira, em conferência de imprensa no Palácio Itamaraty, em Brasília, a secretária de Europa e América do Norte, Embaixadora Maria Luisa Escorel de Moraes, detalhou que  serão ainda assinados, no Centro Cultural de Belém, memorandos de entendimento da área da energia, geologia e mineração, o "reconhecimento mútuo dos títulos de condução" entre os dois países, direitos de pessoas com deficiências, um memorando de área do turismo, entre outros.

O dia termina com um jantar de Estado oferecido pelo Presidente português no Palácio da Ajuda.

No dia seguinte, domingo, a agenda de Lula da Silva, para já, "está livre", disse a diplomata brasileira.

Na segunda-feira, Lula da Silva e a sua comitiva seguem para Matosinhos para participar da abertura do Fórum de Negócios Portugal-Brasil, juntamente com o primeiro-ministro, António Costa.

Haverá ainda a assinatura da renovação do protocolo de entendimento entre a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e a sua contraparte brasileira, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ÁPEX).

A partida para Lisboa será feita a bordo de um KC-390, produzido pela empresa brasileira Embraer. Portugal comprou recentemente cinco aeronaves KC-390.

Na chegada a Lisboa, o líder brasileiro irá à OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, em Alverca.

"O momento de muita emoção para todos" está guardado para as 16:00 no Palácio Queluz para a entrega do Prémio Camões, de 2019, ao cantor e escritor brasileiro Chico Buarque.

"O brasileiro foi escolhido para receber a premiação em 2019, mas a assinatura não foi feita pelo governo anterior", recordou o atual Governo brasileiro.

No dia 25 de Abril, está programado para as 10:00 uma  "sessão solene em homenagem ao Presidente Lula, que antecede as celebrações do 25 de Abril", na qual o Presidente brasileiro fará um discurso.

Lula da Silva seguirá para Madrid depois de discursar na Assembleia da República e não estará presente durante a sessão comemorativa do 25 de Abril.

"A informação que nós recebemos foi que o Presidente foi convidado para uma sessão especial para ele, para que ele fale com a Assembleia", confirmou a Embaixadora Maria Luisa Escorel de Moraes, quando questionada pela Lusa.

"Em principio ele partiria já com destino a Madrid e não participaria da sessão comemorativa do 25 de Abril. Essa é a informação que eu tenho no momento", acrescentou a diplomata brasileira que estará presente na comitiva de Lula da Silva.

Leia Também: Lula da Silva chega hoje a Portugal com imigrantes 'na agenda'

Recomendados para si

;
Campo obrigatório