Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 20º

PR da Zâmbia manifesta solidariedade com a população de Cabo Delgado

O presidente da Zâmbia, Hakainde Hichilema, manifestou hoje a sua solidariedade com Moçambique devido à violência armada em Cabo Delgado, no norte do país, durante um encontro com o homólogo moçambicano em Maputo.

PR da Zâmbia manifesta solidariedade com a população de Cabo Delgado
Notícias ao Minuto

19:33 - 04/04/23 por Lusa

Mundo Cabo Delgado

"Estamos convosco em relação à questão do norte de Moçambique, a situação é preocupante", disse o Presidente da Zâmbia, momentos após uma reunião com o chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, na Presidência da República.

Hakainde Hichilema chegou hoje a Moçambique para uma visita de Estado de três dias, na sequência de um convite feito pelo seu homólogo moçambicano.

O chefe de Estado da Zâmbia, país que integra a Missão Militar da África Austral que apoia Moçambique no combate ao terrorismo em Cabo Delgado, assegurou que vai "promover a paz e estabilidade" quando assumir a presidência rotativa da troika da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), reiterando que o organismo apoia e solidariza-se com a situação de Cabo Delgado.

"A estabilidade num país é a estabilidade num outro país, na região e no continente. Já vimos o que as guerras podem fazer", destacou Hichilema.

A província de Cabo Delgado enfrenta há cinco anos uma insurgência armada com alguns ataques reclamados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

A insurgência levou a uma resposta militar desde julho de 2021 com apoio do Ruanda e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), libertando distritos junto aos projetos de gás, mas surgiram novas vagas de ataques a sul da região e na vizinha província de Nampula.

Durante o encontro, os dois chefes de Estado falaram ainda, entre outros assuntos, do processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR) do braço armado da Resistência Nacional Moçambicana e da presidência mensal de Moçambique no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, além de terem debatido sobre a possibilidade de voos diretos entre Maputo e Lusaca.

"Esta foi uma oportunidade única, formal e oficial de aprofundarmos as nossas relações de amizade, solidariedade e cooperação", declarou o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, falando após a reunião com o seu homólogo.

A visita de Hakainde Hichilema a Moçambique visa "aprofundar e consolidar a boa vizinhança, solidariedade e cooperação" entre os dois países, além de servir para a troca de impressões sobre "o continente africano e do mundo", indica a Presidência moçambicana.

Trata-se da primeira visita que o Presidente da Zâmbia faz a Moçambique desde que assumiu o cargo em 2021.

Leia Também: Alemanha vai doar 27,5 milhões para deslocados de Moçambique

Recomendados para si

;
Campo obrigatório