Meteorologia

  • 22 JULHO 2024
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 38º

Moçambique quer recenseamento eleitoral em zonas de violência armada

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Moçambique disse hoje que estão a ser criadas condições para a realização do recenseamento para as eleições autárquicas de 11 de outubro nas zonas afetadas pela violência armada e cheias.

Moçambique quer recenseamento eleitoral em zonas de violência armada
Notícias ao Minuto

16:57 - 28/03/23 por Lusa

Mundo Moçambique

"Estamos a adaptar-nos para ultrapassarmos a questão das vias de acesso" danificadas pelas inundações e a trabalhar para que o recenseamento possa "ocorrer da melhor forma possível nos locais assolados por terrorismo", disse o porta-voz da CNE, Paulo Cuinica.

Cuinica falava aos jornalistas à margem de um encontro entre aquele órgão eleitoral e representantes da sociedade civil.

Classificando como uma "preocupação" o bloqueio de estradas pelas chuvas e a insegurança nalguns distritos da província de Cabo Delgado, norte do país, devido à ação de grupos armados, o porta-voz da CNE avançou que os órgãos eleitorais estão a coordenar-se com outras instituições do Estado, no terreno, para que o registo de eleitores possa acontecer nessas áreas.

Paulo Cuinica assegurou que o material necessário para o recenseamento eleitoral já está nas capitais provinciais, para depois ser colocado nas capitais distritais.

"Os camiões [transportando o material do recenseamento eleitoral] já chegaram às capitais provinciais. Resta, neste momento, o grande desafio de o fazer chegar às capitais distritais e aos postos de recenseamento", frisou Cuinica.

Por outro lado, continuou, estão a ser formados os agentes eleitorais encarregados da realização da educação cívica eleitoral e do registo de eleitores.

O recenseamento para as eleições autárquicas vai decorrer de 20 de abril a 03 de junho e a votação está marcada para 11 de outubro, nos 65 municípios do país, incluindo 12 novos, que vão ter o escrutínio pela primeira vez.

Leia Também: Violação de direitos humanos em Moçambique aumentou com conflito no norte

Recomendados para si

;
Campo obrigatório