Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 24º

Partido do Presidente dos Camarões ganha todos os 70 lugares do Senado

O partido do Presidente Paul Biya, que governa os Camarões há mais de 40 anos, conquistou, sem surpresa, os 70 lugares no Senado indiretamente eleito em 12 de março, anunciou hoje o Conselho Constitucional.

Partido do Presidente dos Camarões ganha todos os 70 lugares do Senado
Notícias ao Minuto

20:20 - 23/03/23 por Lusa

Mundo Camarões

O Movimento Popular Democrático dos Camarões (RDPC) reforçou o seu domínio na câmara alta do Parlamento, já que a oposição perdeu os sete lugares que tinha no Senado, cabendo ainda ao Presidente a nomeação de mais 30 senadores nos próximos 10 dias, de acordo com a agência France-Presse.

As listas do RDPC, que venceram todas as 10 regiões administrativas dos Camarões, ganharam todos os lugares em cada uma destas regiões, de acordo com os resultados lidos pelo presidente do Conselho Constitucional, Clement Atangana, durante uma cerimónia transmitida em direto na CRTV, a televisão pública deste país africano que faz fronteira, a sul, com a Guiné Equatorial.

O partido do Presidente Paul Biya foi o único a apresentar listas candidatas a todas as 10 regiões do país, tendo vencido em 316 das 360 comunas, e também assegurado uma esmagadora maioria de 164 dos 180 eleitos em fevereiro de 2020.

O tema da sucessão de Paul Biya, de 90 anos e que governa o país há mais de 40, está na ordem do dia: em caso de morte ou incapacidade do chefe de Estado, o RDPC terá de designar um sucessor que muito provavelmente vencerá as eleições, mas nenhuma personalidade manifestou publicamente qualquer intenção de se posicionar para a sucessão.

Paul Biya governa os Camarões desde 1982 com mão de ferro, sendo regularmente acusado pelas Nações Unidas e pelas organizações não-governamentais de direitos humanos de reprimir impiedosamente a oposição nas ruas e uma rebelião separatista sangrenta nas duas regiões ocidentais povoadas principalmente pela minoria anglófona camaronesa.

Leia Também: Camarões denunciam tratamento "insultuoso" no caso da morte de jornalista

Recomendados para si

;
Campo obrigatório