Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
24º
MIN 14º MÁX 27º

Eleições na Tailândia marcadas para 14 de maio

A comissão eleitoral da Tailândia marcou hoje as eleições gerais para 14 de maio, um dia após o primeiro-ministro, Prayut Chan-O-Cha, ter dissolvido a Assembleia Nacional.

Eleições na Tailândia marcadas para 14 de maio
Notícias ao Minuto

11:10 - 21/03/23 por Lusa

Mundo Tailândia

A coligação liderada por Prayut, um antigo general que chegou ao poder num golpe de Estado de 2014, tem dominado o parlamento desde as eleições de 2019.

Prayut, 68 anos, enfrentará uma oposição reforçada pela sua impopularidade à frente do Governo, segundo a agência francesa AFP.

As sondagens mais recentes dão a vitória ao principal partido da oposição, Pheu Thai, liderado por Taetongtarn Shinawatra, filha do influente bilionário e antigo primeiro-ministro (2001-2006) Thaksin Shinawatra.

O Pheu Thai obteria quase metade dos votos, contra 17 por cento do partido Move Forward, também da oposição, e 12% do Nação Unida Tailandesa, de Prayut, segundo uma sondagem citada pela agência espanhola EFE.

Taetongtarn Shinawatra, 36 anos, tem de lidar com uma Constituição redigida pela junta militar em 2017, que favorece os candidatos próximos das forças armadas e, por conseguinte, Prayut.

O Move Forward, a surpresa nas urnas em 2019 graças ao seu eleitorado jovem, espera conseguir o apoio de eleitores que participaram nas manifestações pró-democracia em 2020.

A dissolução do parlamento deu oficialmente início à campanha eleitoral, que tinha começado informalmente há algumas semanas, com comícios e ações de rua.

O primeiro-ministro é indicado pelos deputados e por 250 senadores nomeados pelo Governo, que tendem a favorecer um candidato próximo dos militares.

O reino da Tailândia, antigo Sião, tem uma história política repleta da golpes militares, com 12 bem sucedidos desde o fim da monarquia absoluta em 1932.

O país do Sudeste Asiático, com mais de 67 milhões de habitantes, tem como chefe de Estado o rei Maha Vajiralongkorn, que sucedeu ao pai, Bhumibol Adulyadej, no trono entre 1946 e 2016.

Leia Também: PIB da Tailândia sobe 2,6% impulsionado por reabertura do turismo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório