Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 22º

China confirma morte de 9 cidadãos em ataque na República Centro-Africana

A China confirmou hoje a morte de nove cidadãos chineses, num ataque ocorrido, este domingo, na República Centro-Africana, e pediu "punição severa" para os autores do crime.

China confirma morte de 9 cidadãos em ataque na República Centro-Africana
Notícias ao Minuto

07:08 - 20/03/23 por Lusa

Mundo República Centro-Africana

O ministério dos Negócios Estrangeiros chinês explicou, em comunicado, que o país "ativou imediatamente um mecanismo consular de emergência" e que o Presidente, Xi Jinping, atribui "grande importância" a este incidente.

Xi pediu "punição severa" e disse que a segurança dos cidadãos chineses deve ser garantida, de acordo com o ministério.

O ataque, que também causou ferimentos graves a dois cidadãos chineses, ocorreu numa mina administrada pela firma de capital chinês Gold Coast Group, a 25 quilómetros da cidade de Bambari.

Um grupo de homens armados abriu fogo contra as instalações da empresa.

O ministério dos Negócios Estrangeiros alertou para um "risco extremamente alto" na República Centro-Africana, exceto na capital, Bangui, e pediu aos cidadãos chineses para serem "muito cautelosos".

O ministério anunciou que vai pedir às embaixadas do país asiático em África que "tomem mais medidas para garantir a segurança dos cidadãos e das empresas chinesas".

A República Centro-Africana sofre violência sistémica desde o final de 2012, quando uma coligação de grupos rebeldes de maioria muçulmana - os Séléka - tomou Bangui e derrubou em março de 2013 o Presidente, François Bozizé, após dez anos de governo (2003-2013), desencadeando uma guerra civil.

Nos últimos meses, foram registados vários ataques contra cidadãos chineses no exterior, o que levou as embaixadas do país a emitir alertas de segurança e realizar evacuações.

Leia Também: Antigo presidente de Taiwan visita China na próxima semana

Recomendados para si

;
Campo obrigatório