Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 24º

Maputo. Polícia afasta marcha de homenagem a rapper com gás lacrimogéneo

A polícia moçambicana está a dispersar com gás lacrimogénio uma marcha em Maputo de homenagem ao 'rapper' de intervenção social Azagaia, que morreu há uma semana vítima de doença.

Maputo. Polícia afasta marcha de homenagem a rapper com gás lacrimogéneo
Notícias ao Minuto

07:20 - 18/03/23 por Lusa

Mundo Azagaia

Centenas de pessoas começaram a concentrar-se às primeiras horas da manhã, mas foram impedidas de marchar na capital moçambicana.

Hoje estavam agendadas para outras cidades marchas em homenagem ao artista chamado "rapper do povo": Inhambane, Xai-Xai, Beira, Quelimane e Nampula.

Na terça-feira, o funeral em Maputo juntou milhares de pessoas, mas o cortejo foi bloqueado por blindados e polícia fortemente armada num ponto do percurso que passaria em frente à residência oficial do Presidente da República.

Houve momentos de tensão e chegou a ser disparado gás lacrimogéneo para dispersar a multidão, que teve de recorrer a uma via alternativa.

Com mais de 20 anos de carreira, o 'rapper' ficou célebre pela crítica aberta à governação em Moçambique e por dar voz aos problemas da população, de tal forma que em 2008 chegou a ser questionado pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

As rimas não passavam na rádio e televisão públicas e os deputados da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), no poder desde a independência, apontavam-no como intérprete da oposição.

Azagaia, nome artístico de Edson da Luz, morreu na quinta-feira, aos 38 anos, em sua casa, após uma crise de epilepsia, segundo a família do artista.

Leia Também: Cidades moçambicanas marcham no sábado para homenagear o 'rapper' do povo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório