Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 29º

Parlamento Europeu envia delegação de observação às eleições na Nigéria

O Parlamento Europeu vai enviar uma delegação de sete eurodeputados para observar as eleições gerais na Nigéria da próxima semana e "avaliar se estas decorreram de acordo com os compromissos internacionais e as leis nacionais do país".

Parlamento Europeu envia delegação de observação às eleições na Nigéria
Notícias ao Minuto

17:43 - 21/02/23 por Lusa

Mundo Parlamento Europeu

Esta delegação de observação da assembleia esta terça-feira anunciada estará na Nigéria entre 23 e 27 de fevereiro e juntar-se-á à missão de observação eleitoral da União Europeia para acompanhar as eleições gerais na Nigéria, de 25 de fevereiro e 11 de março, nomeada pelo chefe da diplomacia, Josep Borrell, e encabeçada pelo eurodeputado irlandês Barry Andews.

Já a delegação do Parlamento Europeu, que não conta com qualquer deputado português, será encabeçada pelo eurodeputado sueco Evin Incir.

A UE já anunciara em janeiro que, na sequência de um convite feito pela Comissão Nacional Eleitoral Independente da Nigéria, iria acompanhar o processo eleitoral, à imagem do que já fez em 2003, 2007, 2011, 2015 e 2019.

Também a União Africana anunciou, na semana passada, que enviará 90 observadores às eleições gerais na Nigéria agendadas para 25 de fevereiro, integrados numa missão liderada pelo antigo Presidente do Quénia, Uhuru Kenyatta.

O país mais populoso de África, com mais de 210 milhões de habitantes, escolherá no próximo sábado o sucessor do atual Presidente, Muhammadu Buhari, que não concorre à reeleição após terminar o segundo e último mandato de quatro anos.

As presidenciais são realizadas de acordo com um sistema a duas voltas, sendo que, para ser eleito na primeira volta, um candidato tem que receber a maioria dos votos e mais de 25% dos votos em, pelo menos, 24 dos 36 estados do país. Se nenhum candidato alcançar estes resultados, será realizada uma segunda volta entre os dois candidatos mais votados no maior número de estados.

Os eleitores nigerianos escolherão ainda os 109 membros do Senado, a serem eleitos em outros tantos círculos eleitorais de um único lugar (cada estado tem três círculos, e existe ainda um para o Território da Capital Federal); e os 360 deputados à Câmara dos Representantes, mais uma vez em círculos eleitorais de um único membro.

Leia Também: Oito mortos em onda de violência pré-eleitoral no sudeste da Nigéria

Recomendados para si

;
Campo obrigatório