Meteorologia

  • 18 JULHO 2024
Tempo
30º
MIN 17º MÁX 33º

Petróleo? OPEP vai "esperar para ver" antes de alterar produção

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) vai esperar antes de decidir se aumenta a produção, afirmou hoje em Londres o presidente em exercício, o guiné-equatoriano Gabriel Mbaga Obiang Lima.

Petróleo? OPEP vai "esperar para ver" antes de alterar produção
Notícias ao Minuto

06:47 - 27/01/23 por Lusa

Mundo Petróleo

melhor esperar para ver", afirmou à margem do encontro "Investir na Energia Africana", na quinta-feira à noite, o ministro das Minas e Hidrocarbonetos da Guiné Equatorial, que em 2023 vai presidir à OPEP e ao Fórum dos Países Exportadores de Gás (GECF). 

Os mercados dos preços do petróleo e gás continuam voláteis devido ao aumento da procura mundial após o levantamento das restrições ligadas à covid-19 na China e também por causa das sanções internacionais contra o petróleo russo devido à invasão da Ucrânia. 

Apesar de a 35ª Reunião Ministerial dos países da OPEP e aliados só estar prevista para 04 de junho, o Comité Ministerial Misto de Acompanhamento (JMMC na sigla inglesa) junta-se todos os dois meses e pode convocar encontros extraordinários. 

"Vamos reunir e falar sobre os números e depois o JMMC tomará uma decisão, mas nesta altura devemos ter muito cuidado. (...) O nosso objetivo é estabilidade, detestamos volatilidade", disse aos jornalistas. 

Obiang Lima referiu outros fatores de instabilidade, como as situações na Líbia e Irão. 

Em dezembro, apesar dos preços elevados, a OPEP e dez países aliados decidiram manter a produção, depois de um corte em outubro. 

A OPEP é integrada por Arábia Saudita, Argélia, Angola, República do Congo, Emirados Árabes Unidos, Guiné Equatorial, Gabão, Irão, Iraque, Koweit, Líbia, Nigéria e Venezuela.

Leia Também: Guiné Equatorial disposta a negociar com russos para investir em África 

Recomendados para si

;
Campo obrigatório