Meteorologia

  • 05 FEVEREIRO 2023
Tempo
15º
MIN 8º MÁX 18º

Britânica aloja assassino pensando que era apenas um refugiado

Lawangeen Abdulrahimzai foi agora acusado da morte de um aspirante a oficial da Marinha britânica. Porém, já antes disso tinha sido responsabilizado por outras duas mortes.

Britânica aloja assassino pensando que era apenas um refugiado
Notícias ao Minuto

15:24 - 24/01/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Reino Unido

Uma mulher britânica, que se mostrava disponível para fornecer acolhimento a requerentes de asilo no país, acabou por abrir as portas de sua casa a um jovem que tinha já sido, na verdade, responsável por um assassinato - ao contrário daquilo que esperava inicialmente.

Lawangeen Abdulrahimzai foi agora acusado da morte de um aspirante a oficial da Marinha britânica, de 21 anos, à entrada de uma loja da Subway em Bournemouth.

Mas, segundo reporta o Mirror, esse não teria sido o primeiro homicídio a acontecer por sua responsabilidade. Até porque o jovem já tinha sido condenado a 20 anos de prisão, na sequência de dois brutais assassinatos na Sérvia.

Nicola Marchant-Jones, a sua mãe adotiva, veio depois prestar algumas declarações acerca do tempo em que o jovem, de nacionalidade afegão, passou em sua casa. Nas suas palavras, tratava-se, a princípio, de um "rapaz tímido e brilhante" - que, no entanto, sofria de "pesadelos noturnos".

Lawangeen Abdulrahimzai acabou, depois, por abandonar os cuidados de Marchant-Jones quando o jovem começou a demonstrar comportamentos mais violentos - e, inclusive, quase lhe deu uma cabeçada durante uma discussão.

Apesar de tudo isso, o violento passado do seu filho adotivo mostrou-se bastante "chocante" para esta britânica.

Leia Também: Homem encontra bebé abandonado dentro de mochila em bairro de Barcelona

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório