Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
16º
MIN 6º MÁX 18º

Biden pede ao Congresso mais restrições na compra de armas de fogo

O Presidente dos EUA, Joe Biden, pediu ao Congresso para aprovar rapidamente um projeto de lei que fixe em 21 anos a idade legal para comprar uma espingarda de assalto, após nova série de assassínios com armas de fogo.

Biden pede ao Congresso mais restrições na compra de armas de fogo
Notícias ao Minuto

14:14 - 24/01/23 por Lusa

Mundo EUA

"O flagelo da violência armada na América exige uma ação mais forte", escreveu Biden numa carta enviada ao Congresso, depois de sete pessoas terem sido mortas num tiroteio em Half Moon Bay, Califórnia, na segunda-feira, o segundo em dois dias naquele Estado.

Condenando este "novo ato de violência sem sentido", o Presidente norte-americano fez menção a dois projetos de lei que foram apresentados hoje no Congresso por três senadores do seu partido.

Uma das propostas visa proibir completamente a comercialização de armas de assalto de "estilo militar"; a outra visa aumentar de 18 para 21 anos a idade legal para comprar uma arma de assalto normal nos Estados Unidos.

"Mais uma vez, peço às duas câmaras do Congresso que ajam rapidamente e enviem este projeto de lei de proibição de armas de assalto para o meu gabinete" para ratificação, escreveu Joe Biden.

O Presidente há muito que pede, em vão, que seja restaurada nos Estados Unidos a proibição de armas de assalto, como aconteceu entre 1994 e 2004, mas tem esbarrado na oposição do Partido Republicano, que surge em defesa do direito constitucional de posse de armas.

Desde o início do ano, o Partido Republicano controla a Câmara de Representantes, o que torna improvável uma proibição total.

No sábado, um homem asiático de 72 anos armado com uma arma de assalto invadiu o Star Ballroom Dance Studio, em Monterey Park, Califórnia, onde disparou 42 balas e matou 11 homens e mulheres, todos com mais de 50 anos.

Na segunda-feira, 600 quilómetros a norte desse local, em Half Moon Bay, outro homem, também de origem asiática, matou pelo menos sete trabalhadores agrícolas chineses em duas quintas.

Cerca de 49.000 pessoas morreram vítimas de armas em 2021 nos Estados Unidos, contra 45.000 em 2020, o que representa mais de 130 mortes por dia, mais da metade das quais são suicídios.

Leia Também: Sete mortos em dois tiroteios na Califórnia. Suspeito foi detido

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório