Meteorologia

  • 19 MAIO 2024
Tempo
21º
MIN 13º MÁX 21º

Avião caiu no Nepal com 72 pessoas a bordo. O que se sabe até agora?

As causas do acidente, que ocorreu quando a aeronave se encontrava a realizar as manobras de aproximação ao aeroporto internacional de Pokhara, ainda não foram estabelecidas. Porém, as autoridades encontraram já as caixas negras do avião, que podem ser determinantes para esse fim.

Avião caiu no Nepal com 72 pessoas a bordo. O que se sabe até agora?
Notícias ao Minuto

07:43 - 16/01/23 por Ema Gil Pires

Mundo Nepal

Domingo foi um dia trágico para a população nepalesa. Um avião, que seguia com 72 pessoas a bordo e que fazia a ligação entre a capital do país, Katmandu, e uma região no centro do país, Pokhara, caiu quando se encontrava a realizar as manobras de aproximação ao aeroporto para onde estava prevista a aterragem - o aeroporto internacional de Pokhara.

O episódio ocorreu, essa manhã, num avião da Yeti Airlines, companhia aérea do Nepal. O acidente foi imediatamente confirmado por fonte da própria empresa de aviação.

A aeronave ATR-72 saiu da capital nepalesa por volta das 10h30, hora local (4h30 em Portugal Continental) - tendo o último contacto com o aeroporto sido estabelecido cerca de vinte minutos depois. Depois disso, pouco se sabe acerca do que se terá passado dentro do avião. 

Porém, algumas pistas podem ser oferecidas por um vídeo, que circula já nas redes sociais, e que é, alegadamente, da autoria de um dos passageiros que seguia a bordo do avião. O indivíduo estaria a fazer um direto na altura em que tudo aconteceu, retratando os últimos momentos de vida daqueles que se encontravam dentro da aeronave.

De momento, as esperanças de encontrar sobreviventes são já praticamente nulas, visto que 66 das 72 pessoas que seguiam a bordo da aeronave foram já dadas como mortas.

Um número que, recorde-se, foi revisto esta manhã pelas autoridades locais - que, segundo adiantado pelo Exercito nepalês no domingo, teriam já identificado a existência de 68 óbitos derivados desta tragédia.

Apesar disso, as buscas pelos restantes corpos prosseguem no local esta segunda-feira - num dia que é já de luto nacional  no Nepal, em memória das vidas perdidas com esta tragédia. 

Além do mais, as equipas no terreno pretendiam também encontrar as caixas negras do avião, com intuito de obter algumas conclusões sobre as causas do incidente - que, de momento, ainda não foram estabelecidas. Objetivo que foi, efetivamente, cumprido já na manhã desta segunda-feira - com as autoridades do país a confirmarem essa descoberta, segundo reporta a Bloomberg.

Das vítimas, de acordo com a informação avançada pelo porta-voz da Yeti Airlines, Sudrashan Bardaula, citado pela Agence France-Press (AFP), destacam-se seis menores e quatro tripulantes da aeronave. Há ainda a lamentar a morte de cinco cidadãos indianos, quatro russos, dois sul-coreanos, um australiano, um argentino, um irlandês e um francês, segundo a mesma fonte. Não seguia nenhum português a bordo.

Segundo os dados que constam da base de dados da Aviation Safety Network, aqui citados pela Sky News, este tratou-se do acidente aéreo mais mortal desde 1992 no Nepal. Porém, acidentes desta natureza não são, de todo, pouco usuais no país, onde se situam oito das 14 montanhas mais altas do mundo.

Em 1992, recorde-se, todas as 167 pessoas que seguiam a bordo de um avião da companhia aérea Pakistan International Airlines que se despenhou numa colina ao tentar aterrar, também, em Katmandu, perderam a vida.

[Notícia atualizada às 08h12]

Leia Também: Nepal revê para 66 número de mortos em acidente aéreo de domingo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório