Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 20º

Pelo menos 40 mortos em queda de avião no Nepal

Pelo menos 40 pessoas morreram na sequência da queda de um avião de passageiros que se despenhou hoje com 72 pessoas a bordo em Pokhara, uma cidade turística no centro do Nepal, avançaram as autoridades.

Notícias ao Minuto

08:30 - 15/01/23 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Nepal

Segundo um alto funcionário administrativo no distrito de Kaski, citado pela agência Associated Press (AP), as equipas de resgate estão a percorrer o local do acidente, perto do Aeroporto Internacional de Pokhara, e preveem encontrar mais corpos.

Inicialmente foi avançado de que havia 32 mortos a registar, no entanto, a Sky News, que cita um porta-voz da autoridade de aviação do Nepal, refere que foram recuperados pelo menos 40 corpos do local onde caiu a aeronave.

"Esperamos recuperar mais corpos. O avião partiu-se em pedaços", disse ainda o porta-voz do exército, Krishna Bhandari.

De acordo com dados avançados pela Yeti Air lines ao Kathmandu Post, a aeronave transportava 68 passageiros e quatro tripulantes.

O primeiro-ministro do Nepal, Pushpa Kamal Dahal, disse que o avião tinha partido da capital, Katmandu, e operava uma rota doméstica com destino a Pokhara e apelou aos profissionais de segurança e ao público em geral que ajude nos esforços de resgate.

Pokhara, localizada a 200 quilómetros a oeste de Katmandu, é a porta de entrada para o Circuito de Annapurna, um trilho de caminhada popular nos Himalaias.

Imagens e vídeos do local mostram nuvens de fumo no local do acidente, enquanto equipas de resgate e grandes grupos de pessoas se acumulavam em torno dos destroços da aeronave. Soldados nepaleses também estão envolvidos nos esforços de resgate no local do acidente.

Ainda não é claro o que terá causado a queda do avião, sendo que o Nepal tem um histórico irregular de segurança aérea.

No ano passado, 22 pessoas morreram quando um avião caiu numa montanha no Nepal. Em 2018, um avião de passageiros da US-Bangla, do Bangladesh, despenhou-se quando aterrava em Katmandu, matando 49 das 71 pessoas a bordo.

Em 1992, todas as 167 pessoas a bordo de um avião da Pakistan International Airlines morreram perto de Katmandu, no acidente aéreo mais mortífero da história do Nepal.

A indústria aérea do Nepal cresceu nos últimos anos, transportando mercadorias e pessoas para áreas de difícil acesso, bem como caminhantes e alpinistas estrangeiros.

No entanto, o setor tem tido problemas de segurança devido à falta de formação dos pilotos e manutenção dos aviões.

Desde 2013 que a União Europeia proíbe as companhias aéreas do Nepal de aceder ao espaço aéreo europeu, por razões de segurança.

O país dos Himalaias tem ainda algumas das rotas mais isoladas e complexas do mundo, ladeadas por picos cobertos de neve que desafiam mesmo os pilotos experientes.

Pilotos dizem que o Nepal carece também de infraestruturas para fazer previsões meteorológicas precisas, especialmente em áreas remotas com terreno montanhoso acidentado onde o clima muda rapidamente.

Leia Também: Avião cai no Nepal com 72 pessoas a bordo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório