Meteorologia

  • 02 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 5º MÁX 13º

Irão. Estados-membros da UE chegam a acordo para mais sanções

A União Europeia (UE) chegou hoje a um acordo para alargar a lista de pessoas e entidades no Irão sancionadas por violação dos direitos humanos e pela entrega de armas à Rússia, que tem usado no conflito russo-ucraniano.

Irão. Estados-membros da UE chegam a acordo para mais sanções
Notícias ao Minuto

23:34 - 09/12/22 por Lusa

Mundo Irão

Os embaixadores dos 27 Estados-membros chegaram ao acordo político, confirmaram à agência de notícias EFE fonte comunitárias, prevendo-se que seja depois ratificado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros comunitários no Conselho Europeu que se realiza na segunda-feira em Bruxelas.

Trata-se da aprovação de medidas restritivas em duas áreas distintas.

Em primeiro lugar, novos nomes vão ser adicionados à lista de punidos por participar na repressão de manifestantes que protestam desde o óbito, em setembro, da jovem Masha Amina, que morreu sob custódia policial após ser presa por alegadamente ter usado o véu islâmico incorretamente.

A lista já tinha sido alargada em 14 de novembro, quando a UE sancionou o ministro do Interior do Irão, Ahmad Vahidi, juntamente com outras 28 personalidades e três entidades consideradas responsáveis por "graves violações dos direitos humanos" no país.

Anteriormente, numa primeira ronda de medidas restritivas neste âmbito, a UE sancionou 11 cidadãos iranianos e quatro empresas que considerava implicadas na morte de Amini.

Na quinta-feira, a UE condenou veementemente a primeira execução no Irão de uma pessoa presa - Mohsen Shekari, de 23 anos - nos protestos em setembro.

Por outro lado, os países da UE decidiram hoje alargar a lista personalidades e entidades iranianas sancionadas por apoiarem militarmente a Rússia.

A primeira ronda de sanções contra o Irão por apoiar a Rússia foi acordada em 20 de outubro, mais especificamente por fornecer drones kamikaze que usa para destruir a infraestrutura civil na Ucrânia.

De Bruxelas, querem impedir que o Irão ajude a Rússia a escapar das sanções que UE lhe impôs por invadir a Ucrânia, bem como apoiá-la militarmente.

Os Estados-membros também estudam o nono pacote de sanções contra a Rússia proposto pela Comissão Europeia, que inclui a possibilidade de cortar o acesso de Moscovo a drones fornecidos por países como o Irão.

Leia Também: Cerca de 70 pessoas na vigília de solidariedade com iranianos em Lisboa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório