Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Corrupção. Polícia detém ex-membro do PE e mais três pessoas

Duas figuras públicas, incluindo um ex-deputado italiano do grupo Socialistas e Democratas (S&D), foram detidas, sob suspeita de corrupção, avançou o Le Soir.

Corrupção. Polícia detém ex-membro do PE e mais três pessoas
Notícias ao Minuto

13:15 - 09/12/22 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Corrupção

A Bélgica deteve quatro pessoas, esta sexta-feira, incluindo um ex-deputado do Parlamento Europeu, após investigação sobre suspeitas de corrupção a favor de "um país da nação do Golfo [Pérsico]" no seio do Parlamento Europeu.

As detenções ocorreram na sequência de 16 operações realizadas pela polícia belga em Bruxelas no âmbito de uma investigação sobre corrupção e lavagem de dinheiro.

A informação foi avançada pelo gabinete do procurador esta sexta-feira, citado pela AFP. Não foi divulgado quem são as quatro pessoas que foram detidas para interrogatórios.

A investigação, segundo avança o jornal belga Le Soir, foi aberta em julho de 2022 sobre uma suposta organização criminosa, infiltrada no Parlamento Europeu, existindo suspeitas de interferência política e corrupção por parte do Qatar.

O mesmo jornal revela ainda que as detenções aconteceram esta sexta-feira de manhã, nas quais foram apreendido 600 mil euros em numerário, juntamente com documentos sobre "suposta corrupção e branqueamento de capitais".

Foram detidas duas figuras públicas, incluindo um ex-deputado italiano do grupo Socialistas e Democratas, acrescentou o mesmo jornal.

O Parlamento Europeu tem 705 membros eleitos dos 27 Estados-membros da União Europeia, sendo que cada eurodeputado tem vários assessores.

A procuradoria adiantou que a polícia da Bélgica suspeita que um país não identificado do Golfo tentou "influenciar as decisões económicas e políticas do Parlamento Europeu", alegadamente "pagando grandes somas de dinheiro ou oferecendo grandes presentes a terceiros com uma posição política e/ou estratégica significativa dentro do Parlamento Europeu".

O gabinete de imprensa do Parlamento Europeu escusou-se a comentar as operações policiais enquanto a investigação estiver em curso, mas disse que aquele órgão da União Europeia pretende "cooperar totalmente" com a polícia belga.

[Notícia atualizada às 14h08]

Leia Também: UE vai proibir importação de produtos que contribuem para desflorestação

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório