Meteorologia

  • 04 FEVEREIRO 2023
Tempo
16º
MIN 7º MÁX 18º

EUA. Homem poderá enfrentar pena de morte após desmembrar ciclistas

Aconteceu no estado norte-americano do Oklahoma.

EUA. Homem poderá enfrentar pena de morte após desmembrar ciclistas

Um homem foi acusado, na segunda-feira, de quatro crimes de homicídio em primeiro grau, no estado norte-americano de Oklahoma.

De acordo com as publicações internacionais, Joseph Kennedy é agora suspeito de ter matado e desmembrado quatro ciclistas. 

"As vítimas tinham ferimentos de bala e [os corpos] cortados pela cintura", explicou a procuradora-geral responsável pelo caso. "A Michael Sparks [uma das vítimas] foram também amputados os braços", acrescentou Carol Isaki.

As publicações internacionais contam que os quatro atletas foram vistos pela última vez a 9 de outubro, dia em que deixaram uma residência na cidade de Okmulgee e foram até um ferro velho que era propriedade do suspeito, Joseph Kennedy,

A ausência dos quatro homens resultou em operações de buscas nos dias seguintes. Os restos mortais foram encontrados no Rio Deep Fork, que atravessa o estado, no dia 14.

Dias depois o suspeito, de 67 anos, foi detido em Daytona Beach Shores, na Flórida, uma cidade a quase 1200 km do local do crime.

De acordo com o procurador, Kennedy foi rastreado a partir do telemóvel de duas das vítimas, cuja localização estava nas proximidades de uma bomba de gasolina, onde o suspeito foi gravado. 

Após a bomba de gasolina, as autoridades conseguiram ainda rastrear o caminho até uma outra propriedade do suspeito - após esta localização, o telemóvel deixou de transmitir informações.

Depois de os restos mortais terem sido descobertos, as autoridades conseguiram ainda com a ajuda de uma mandado de busca investigar na primeira propriedade, onde descobriram sangue, dentes e também a marca de uma bala numa árvore.

Aos investigadores, ainda antes de ser preso, Kennedy disse que tinha sofrido alguns furtos e que no dia 9 tinha inspecionado o local para para ver se conseguia apanhar os responsáveis.

As autoridades conseguiram também falar com uma mulher com quem o suspeito tinha uma relação. "Ela disse que o homem estava estranho [no dia seguinte aos homicídios acontecerem]", afirmou um procurador, acrescentando: "Garantiu que ele tinha trazido uma bicicleta".

A segunda vez que a mulher achou que o homem estava estranho foi a 15 de outubro, quando apareceu na sua casa de madrugada "e lhe disse que ele ela nunca mais o ia ver", de forma muito nervosa. "Explicou que quando lhe perguntou o que se passava ele lhe tinha dito que estavam todos contra ele e que ele perdeu e começou a disparar. E contou-lhe que depois de disparar, cortou os corpos", relataram as autoridades.

A procurado explicou ainda que não sabiam se iam pedir pena de morte para Kennedy. "Normalmente, decidimos isso depois de reunirmos com as famílias, e ainda não o fizemos", adiantou.

Leia Também: Especialistas russos criticam ineficácia perante ataques ucranianos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório