Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 11º

Restos mortais do último tigre da Tasmânia encontrados após 85 anos

Vestígios estavam... num armário do museu.

Restos mortais do último tigre da Tasmânia encontrados após 85 anos
Notícias ao Minuto

10:20 - 06/12/22 por Notícias ao Minuto

Mundo tigre-da-Tasmânia

Os restos mortais do último tigre da Tasmânia, considerado extinto há 85 anos, estavam, afinal, encontrados escondidos no armário de um museu australiano.

O último tilacino conhecido - que morreu no Zoológico de Beaumaris, em Hobart, Austrália - durante a noite de 7 de setembro de 1936, foi encontrado num armário do Museu e Galeria de Arte da Tasmânia (TMGA, sigla em inglês).

O último tilacino de que há registo foi uma fêmea, capturada e vendida ao Jardim Zoológico em maio de 1936, de acordo com informação divulgada esta segunda-feira pelo museu.

Tinha sido capturada pelo caçador Elias Churchill no vale florentino. A venda não foi registada ou divulgada pelo zoológico pois, já na época, era ilegal a captura de animais.

“O tilacino viveu apenas alguns meses [em cativeiro] e, quando morreu, o seu corpo foi transferido para o TMAG”, afirmou Robert Paddle, autor do livro sobre a extinção da espécie.

O museu acabou por se esquecer dos restos mortais e acredita-se que “o seu corpo tenha sido descartado”, acrescentou.

Investigadores descobriram agora que os restos mortais se encontravam no Museu, guardados num armário. Os responsáveis da instituição desconheciam a sua existência.

Leia Também: Cabo Verde quer museu Cesária Évora desenhado por arquiteto de "renome"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório