Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 13º

Argentina e EUA acordam troca de dados em busca de mais de 94 mil milhões

Estados Unidos e Argentina firmaram hoje um acordo de partilha automática de dados de bancos e investimentos dos cidadãos, esperando Buenos Aires detetar 100.000 milhões de dólares (94,8 mil milhões de euros) abrigados pelos argentinos nos EUA.

Argentina e EUA acordam troca de dados em busca de mais de 94 mil milhões
Notícias ao Minuto

23:48 - 05/12/22 por Lusa

Mundo Argentina e EUA

Os dados financeiros já são compartilhados entre os dois governos caso a caso, mas o acordo hoje celebrado dá às autoridades fiscais de ambos os países acesso automático a informações sobre esses investimentos, sejam eles feitos por indivíduos ou por empresas e fundos, explicou o ministro da Economia da Argentina, Sergio Massa.

O acordo tem como objetivo a transparência fiscal, para que "o argentino que paga os seus impostos e cumpre as suas obrigações, esforçando-se diariamente para contribuir para a sustentabilidade do Estado, não seja enganado por aqueles que encontram mecanismos de evasão através de paraísos fiscais", afirmou o governante.

O acordo entra em vigor no início de 2023 e, segundo o ministro argentino, é um reflexo da confiança mútua e cooperação, "abrindo um capítulo mais maduro nas relações" entre as duas nações.

Sergio Massa pediu ao congresso da Argentina que aprove uma legislação que incentive os cidadãos a transferir o seu dinheiro de volta para a Argentina, e a punir aqueles que não declaram os rendimentos.

Governos anteriores iniciaram esforços semelhantes no passado, mas a Argentina estima que cerca de 100 mil milhões de dólares, não declarados pelos argentinos, estão abrigados nos Estados Unidos.

Leia Também: Inflação homóloga na Venezuela atingiu 213% em novembro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório