Meteorologia

  • 31 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 14º

EUA pagam a três tribos obrigadas a deslocar pelas alterações climáticas

As autoridades vão indemnizar um total superior a 72 milhões de euros.

EUA pagam a três tribos obrigadas a deslocar pelas alterações climáticas
Notícias ao Minuto

14:39 - 30/11/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Crise Climática

O governo norte-americano vai pagar 75 milhões de dólares (cerca de 72,3 milhões de euros) a duas tribos no estado do Alaska e uma tribo no estado de Washington, para as indemnizar por estas terem sido forçadas a mudar de localização devido ao impacto das alterações climáticas.

Cada uma das tribos vai receber cerca de 24 milhões de euros para deslocar todos os seus edifícios para uma zona onde a subida das águas não os ameace. Oito outras tribos vão receber 4,8 milhões de euros cada para planearem a relocalização.

Segundo o New York Times, o projeto visa criar uma espécie de rascunho para futuras indemnizações a povos nativos norte-americanos, que cada vez mais são obrigados a realojar as suas comunidades devido ao impacto que as alterações climáticas têm tido nos ecossistemas dos quais dependem.

Ao jornal norte-americano, um membro do concelho de Newtok, uma vila no sudoeste do Alaska que se situa em terreno próximo da costa, disse que o valor "significa muito" para as comunidades. Além de Newtok, foi selecionada a aldeia de Napakiak (que está a perder entre 7 a 15 metros de costa por ano) e a vila de Taholah, a principal localização da nação indiana de Quinault.

Esta não é a primeira vez que uma administração norte-americana paga a tribos nativas para saírem de um determinado local devido Às alterações climáticas, sendo que a prática é considerada útil, pois é mais barato adaptar as comunidades a uma nova localização antes de um desastre climático. Em 2016, durante o mandato de Barack Obama, o governo federal deu 48 milhões de dólares ao estado do Louisiana para realojar a pequena vila de Isle de Jean Charles, que foi sendo consumida pela costa do Golfo do México.

O problema em Isle de Jean Charles deu-se quando os residentes demoraram cerca de um ano a decidir onde seria construída a nova aldeia. E este ano, o processo não deixou de ter problemas, já que o comité de assuntos nativos abriu um concurso público para decidir as tribos que iriam ser abrangidas pelo apoio e, depois de escolher cinco em onze tribos, não especificou os critérios adotados.

Com esta indemnização de 24 milhões de euros, o estado norte-americano contou ao New York Times que decidiu simplesmente pagar às tribos que considerou já terem planeado um plano de realojamento e que foram aplicados cinco critérios, incluindo o risco que a tribo enfrenta e a sua capacidade para se moverem rapidamente.

Leia Também: Ativistas indígenas expulsos da COP27 queixam-se de censura

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório