Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Protestos na África do Sul contra libertação de assassino de ativista

Centenas de manifestantes protestaram hoje na África do Sul, particularmente em Pretória, contra a anunciada libertação do assassino do ativista anti-apartheid Chris Hani, que foi esfaqueado na prisão na terça-feira, reavivando memórias da segregação racial.

Notícias ao Minuto

13:13 - 30/11/22 por Lusa

Mundo Chris Hani

Usando t-shirts pretas com o rosto de Chris Hani impresso, os manifestantes, que responderam ao apelo do Partido Comunista (SACP) e do ANC, marcharam em direção à prisão, guardados por oficiais armados e cães, segundo a agência France-Presse (AFP).

"Apresentámos um recurso para nos opormos à libertação de Janusz Walus", disse Solly Mapaila, o atual secretário-geral do Partido Comunista.

Dezenas de pessoas já se tinham manifestado em Joanesburgo no sábado.

O SACP, que foi aliado do ANC na sua luta contra o apartheid e que Hani liderou quando foi alvejado à queima-roupa na sua garagem, em 1993, está também a tentar fazer com que a sua libertação da prisão seja invertida.

Na semana passada, o Tribunal Constitucional concedeu a libertação antecipada a Janusz Walus, 69 anos, após cerca de 30 anos atrás das grades.

Condenado à morte e depois à prisão perpétua, o imigrante polaco com ligações à extrema-direita branca Afrikaner deveria ser libertado da prisão, o mais tardar até quinta-feira.

Algumas horas antes da sua libertação, que foi repetidamente recusada pelos tribunais, foi esfaqueado na prisão de Pretória onde cumpre a sua pena, aparentemente por outro recluso.

No início desta semana, um memorial a Hani foi também vandalizado no extremo leste de Joanesburgo.

Chris Hani, 50 anos, foi morto em 10 de abril de 1993, numa altura de delicadas negociações com o Governo branco para as primeiras eleições democráticas. A sua morte violenta exacerbou as tensões raciais e levou a violentos tumultos.

Leia Também: Homicida de ativista anti-apartheid na África do Sul esfaqueado na prisão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório