Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
16º
MIN 6º MÁX 18º

Republicanos farão auditoria pós-eleitoral após deceção nas intercalares

Uma década após a sua última revisão eleitoral, o Comité Nacional Republicano está a avançar com uma nova auditoria pós-eleições projetada para examinar o seu desempenho abaixo do esperado nas intercalares deste mês.

Republicanos farão auditoria pós-eleitoral após deceção nas intercalares

Espera-se que o relatório, que provavelmente levará vários meses para ser concluído, explore as preocupações internas sobre a qualidade dos candidatos, a falta de uma agenda de Governo clara e a relutância do partido em adotar a votação antecipada, entre outras questões.

Há alguma discordância sobre o foco exato e o escopo da próxima revisão, mas os membros do Comité envolvidos no planeamento sugerem que não deixará de fora tópicos difíceis -- incluindo a intensa obsessão do ex-presidente Donald Trump com teorias da conspiração.

"Precisamos descobrir o que funcionou e o que não funcionou no ciclo de 2022 para garantir que nos colocamos na melhor posição para vencer em 2024 (ano de eleições presidenciais). Acho que há muito o que aprender", disse o membro do Comité Nacional Republicano Henry Barbour, do Mississippi.

A decisão de aceitar tal auditoria representa um raro momento de introspeção pública do Partido Republicano que resistiu desafiadoramente a todos e quaisquer apelos para mudar de rumo durante a era Trump.

De facto, nos últimos seis anos, o Partido Republicano tem-se concentrado quase exclusivamente na sua devoção a Trump e às suas prioridades, mesmo quando as perdas eleitorais aumentaram em 2018 e 2020.

Os dececionantes resultados do partido nas eleições intercalares de 08 de novembro marcaram uma espécie de ponto de rutura para alguns membros do Comité, que agora estão mais abertos a mudanças.

Dez anos passaram desde que o Comité Nacional Republicano encomendou pela última vez uma auditoria pós-eleitoral.

O denominado "Projeto de Crescimento e Oportunidade" de 2013, em última análise, pediu aos Republicanos que adotassem um tom mais inclusivo e acolhedor, ao mesmo tempo em que adotavam uma posição mais indulgente em relação à imigração.

No entanto, a surpreendente vitória de Trump na Casa Branca em 2016 convenceu os líderes do Partido a ignorar as suas próprias recomendações - pelo menos por um tempo.

A presidente do Comité Nacional Republicano , Ronna McDaniel, está a iniciar a revisão pós-eleitoral de 2022 enquanto enfrenta um sério teste de reeleição dentro do comité, que lidera desde que Trump chegou à Presidência norte-americana.

Num movimento destinado a demonstrar a sua força política, McDaniel também anunciou hoje a criação de um conselho consultivo informal composto por vários candidatos de 2022 - alguns bem-sucedidos e outros não - e proeminentes agentes Republicanos, incluindo a ex-conselheira de Trump Kellyanne Conway.

Não se espera que o conselho consultivo tenha qualquer influência na auditoria.

Alguns membros do comité ficaram particularmente preocupados depois que Ronna McDaniel fez uma avaliação otimista do desempenho do Partido Republicano durante uma teleconferência no dia seguinte às intercalares.

Os Republicanos obtiveram uma estreita maioria na Câmara dos Representantes, ficando muito aquém das expectativas, e não conseguiram obter a maioria no Senado.

Isso aconteceu num momento em que os Democratas enfrentavam ventos políticos historicamente adversos.

Leia Também: EUA. Candidatos Republicanos culpam-se mutuamente por resultados

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório