Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2023
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Chefe militar russo na Síria debateu com curdos ameaças da Turquia

O chefe das forças russas na Síria reuniu-se com um comandante curdo sobre as ameaças da Turquia em lançar uma nova incursão no norte daquele país, revelaram hoje um porta-voz curdo e uma estação de televisão árabe.

Chefe militar russo na Síria debateu com curdos ameaças da Turquia
Notícias ao Minuto

21:48 - 28/11/22 por Lusa

Mundo Síria

Siamand Ali, porta-voz das Forças Democráticas Sírias (FDS) lideradas pelos curdos, confirmou à agência Associated Press (AP) que o tenente-general Alexander Chaiko se encontrou no domingo com o comandante curdo Mazloum Abdi no nordeste da Síria.

A mesma fonte referiu que não tinha mais detalhes sobre o que discutiram.

A viagem de Chaiko ao nordeste ocorreu dias depois do Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, ter prometido lançar uma invasão por terra no norte da Síria, para visar grupos curdos, após a explosão de 03 de novembro em Istambul, que matou seis pessoas e feriu dezenas.

Ancara culpa as Unidades de Proteção Popular (YPG) da milícia curda e o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, ilegalizado), o grupo guerrilheiro curdo na Turquia, pelo atentado bombista de novembro, no centro de Istambul.

A Turquia lançou uma vaga de ataques aéreos contra supostos alvos militantes no norte da Síria e do Iraque na semana passada, em retaliação a este atentado.

Estes grupos negaram o envolvimento no atentado e dizem que os ataques turcos mataram civis e ameaçaram a luta contra o grupo Estado Islâmico.

A Rússia pediu a desescalada ao longo da fronteira Turquia-Síria.

A estação de televisão árabe Al-Mayadeen, baseada no Líbano, informou que Chaiko discutiu com Abdi as tensões ao longo da fronteira norte e o que pode ser feito para evitar uma nova grande incursão da Turquia.

Este órgão de comunicação, que tem repórteres em diferentes partes da Síria, adiantou que Chaiko sugeriu o envio de forças do Governo sírio ao longo da fronteira com a Turquia até 30 quilómetros (19 milhas) ao sul da fronteira.

Outro porta-voz do FDS, Aram Hanna, referiu hoje à estação de televisão Al-Arabiya que os russos apresentaram, durante o diálogo, as condições do lado turco.

Aram Hanna acrescentou, sem divulgar mais detalhes: "Rejeitamos todas as exigências dos ocupantes turcos".

Apoiadas por uma coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, as forças curdas sírias lideraram a luta contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), expulso dos seus redutos na Síria em 2019.

Entre 2016 e 2019, a Turquia realizou três grandes operações no norte da Síria contra milícias e organizações curdas.

Ancara reitera o desejo de criar uma "zona de segurança" de 30 quilómetros de largura ao longo da sua fronteira sul com a Síria.

Leia Também: Turquia lançou 471 ataques contra curdos na Síria e Iraque desde domingo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório