Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2022
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 17º

Japão doa 851,5 milhões para combate à corrupção na Guiné-Bissau 

O Japão doou hoje à Guiné-Bissau cerca de 851,5 milhões de euros para construção de mecanismos de combate à corrupção, promoção de transparência e responsabilização na administração pública.

Japão doa 851,5 milhões para combate à corrupção na Guiné-Bissau 

O ato de entrega do donativo, através de trocas de notas, ocorreu no palácio do Governo da Guiné-Bissau na presença do vice-primeiro-ministro guineense, Soares Sambu, do conselheiro da embaixada do Japão, Hirose Shinichi, e do representante residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Tjark Egenhoff.

Também assistiu ao ato e ainda assinou o documento de receção do apoio japonês o ministro guineense da Economia, Plano e Integração Regional, Carlos Varela Casimiro, para quem "a transparência dos assuntos políticos não é uma opção para quem governa, mas sim um imperativo da democracia".

Varela Casimiro destacou ainda que o donativo irá ajudar a Guiné-Bissau na 'e-governance' e ainda no combate à corrupção.

A verba será gerida pelo PNUD.

De acordo com o conselheiro para a embaixada do Japão na Guiné-Bissau, baseada no Senegal, o dinheiro destina-se a financiar um "projeto com elementos ambiciosos", nomeadamente a transformação digital da Administração Pública e investimento em infraestruturas das Tecnologias de Informação e Comunicação.

"Vamos construir uma nova instituição tecnológica para a modernização das administrações, fornecer equipamentos informáticos e formar funcionários" da Guiné-Bissau, destacou Hirose Shinichi.

O diplomata notou ainda que o Japão "está muito envolvido" no desenvolvimento da Guiné-Bissau a quem pretende ajudar a construir "instituições fortes de manutenção da paz".

Além do apoio hoje anunciado, Hirose Shinichi destacou as ajudas do seu país na construção de escolas profissionais, armazéns para medicamentos, concessão de bolsas de estudo, formação local e disponibilização de embarcações para o transporte entre as ilhas guineenses.

O donativo para promoção da digitalização da Administração Pública e criação de mecanismos de combate à corrupção enquadra-se enquadra na estratégia das prioridades definidas na Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento Africano (TICAD8), realizada no passado mês de agosto, na Tunísia, sublinhou.

Leia Também: Cabo Verde. PR veta alteração que corrigia erro na prescrição de crimes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório