Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2022
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 16º

Bélgica apreendeu tanta cocaína que não tem capacidade para a destruir

O país tornou-se na principal porta de entrada para o narcotráfico proveniente da América Latina.

Bélgica apreendeu tanta cocaína que não tem capacidade para a destruir
Notícias ao Minuto

10:41 - 24/11/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Tráfico de droga

As autoridades belgas alertaram na segunda-feira que o país apreendeu tanta cocaína que, de momento, precisa de investir em mais crematórios para destruir a droga que chega ao país.

Nos últimos anos, o porto de Antuérpia, um dos principais portos comerciais da Europa, tornou-se na maior porta de entrada para o narcotráfico proveniente da América Latina, e têm sido apreendidas quantidades enormes de cocaína pela polícia.

Segundo a agência France-Presse, citando as autoridades locais, a Bélgica já apreendeu mais de 100 toneladas de cocaína em 2022. A pouco mais de um mês do final do ano, o recorde foi, portanto, facilmente ultrapassado, depois de em 2021 terem sido apreendidas 89,5 toneladas deste estupefaciente.

Em outubro, numa única operação policial foram apreendidas mais de seis toneladas, traficadas no interior de dois contentores provenientes do Suriname, na América do Sul.

À comunicação social, o porta-voz da autoridade alfandegária, Francisc Adyns, reconheceu que o país tem "um problema com a capacidade dos crematórios", garantindo que "uma solução estrutural está a caminho".

"Se tivermos uma grande operação, apreendendo entre cinco a oito toneladas, nem tudo pode ser imediatamente destruído por causa da capacidade dos crematórios e as restrições ambientais implementadas para a destruição de quantidades elevadas de droga", explicou Adyns, citado pela Euronews, acrescentando que estão a ser feitos acordos com empresas privadas para aumentar a capacidade destrutiva das autoridades.

As autoridades alertam, no entanto, que devido ao elevado preço de mercado da cocaína na Bélgica, o risco de interações violentas com organizações criminosas é elevado, pelo que estas negociações e as localizações dos contentores estão a ser salvaguardadas.

A violência em torno do narcotráfico é tão preocupante que, em outubro, o ministro da Justiça belga, Vincent Van Quickenborne, foi alvo de um esquema de rapto, obrigando a polícia a implementar medidas excecionais para proteger o governante.

Já a AFP acrescenta que estas organizações têm usado drones para procurar os centros onde a droga está apreendida, sobrevoando infraestruturas da guarda costeira e da autoridade alfandegária.

Leia Também: Ministro da Justiça belga alvo de plano de rapto por traficantes de droga

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório