Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 14º

Presidente francês anuncia "contacto direto" com Putin nos próximos dias

O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou hoje que terá um "contacto direto" com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, "nos próximos dias" para falar sobre energia nuclear de uso civil e a central de Zaporíjia (Zaporizhzhya).

Presidente francês anuncia "contacto direto" com Putin nos próximos dias

"Pretendo ter um contacto direto com ele nos próximos dias sobre questões nucleares civis, em primeiro lugar, e sobre a central de Zaporíjia, após uma troca de informações" com o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Grossi, disse o Presidente francês à imprensa, durante uma visita ao Salon des Maires, em Paris.

A central nuclear de Zaporíjia, no sul da Ucrânia e considerada a maior da Europa, foi privada de energia por várias vezes desde o início da invasão russa, em 24 de fevereiro, após ataques pelos quais Kyiv e Moscovo se acusam mutuamente, levantando receios de um possível desastre nuclear em caso de danos nas instalações.

O operador ucraniano, Energoatom, informou hoje que três das centrais nucleares do país foram "desligadas" da rede elétrica, após ataques russos que atingiram infraestruturas energéticas e causaram cortes de energia em massa.

A Rússia tem vindo a atacar a rede elétrica e outras instalações com mísseis e 'drones' (aparelhos aéreos não tripulados) há várias semanas, aparentemente com o objetivo de transformar o frio e a escuridão do inverno numa arma contra a Ucrânia.

"A estratégia russa é desesperar as pessoas no terreno", considerou Macron, que recordou que a França vai acolher no dia 13 de dezembro uma conferência em Paris "pela resistência e resiliência ucraniana".

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, apelou na terça-feira aos autarcas franceses para que ajudem o seu país a impedir a Rússia de usar o frio neste inverno "como arma de destruição maciça", numa mensagem difundida no congresso da Associação de Autarcas de França (AMF).

"O Kremlin (Presidência russa) quer transformar o frio do inverno numa arma de destruição maciça", declarou o Presidente ucraniano num vídeo com legendas difundidas durante uma homenagem à Ucrânia organizada AMF, por ocasião do seu congresso, que contou com a presença de uma delegação de representantes locais ucranianos.

A invasão da Ucrânia pela Rússia mergulhou a Europa naquela que é considerada como a crise de segurança mais grave desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Leia Também: Começa na Rússia julgamento de célebre opositor à guerra na Ucrânia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório