Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 25º

Adolescente violada e morta em França. É o segundo caso num mês

Vanessa, de apenas 14 anos, foi raptada à saída da escola. Depois, foi violada e estrangulada até à morte e o corpo deixado numa casa abandonada. Há cerca de um mês, Lola, de 12 anos, fora encontrada morta dentro de uma mala em Paris.

Adolescente violada e morta em França. É o segundo caso num mês
Notícias ao Minuto

23:01 - 21/11/22 por Notícias ao Minuto

Mundo França

Uma menina de 14 anos foi encontrada morta, na noite de sexta-feira, em Lot-et-Garonne, na comuna francesa de Agen. Segundo as autoridades locais, a jovem foi violada antes de ser estrangulada até à morte. Trata-se do segundo caso semelhante no espaço de um mês.

O desaparecimento foi dado pelas 12h de sexta-feira, após a adolescente - identificada como Vanessa - não ter regressado da escola, em Tonneins. Através da análise das câmaras de vigilância,  as autoridades conseguiram ver a menina a passar pelas ruas da cidade e verificaram que um carro a abordou. O motorista foi posteriormente identificado. 

Segundo o procurador de Agen, foi levada a cabo uma ação policial nessa mesma noite. O suspeito foi detido pelas 22h45 sob acusações de sequestro. “Eu sei porque é que estão aqui”, disse aos agentes da polícia.

O procurador adiantou ainda que o suspeito admitiu “rapidamente” ter matado a adolescente, cujo corpo viria a ser encontrado “pouco antes da meia noite” numa “casa abandonada” a alguns quilómetros de distância.

O suspeito é um homem de “nacionalidade francesa, 31 anos, trabalhador temporário, que vive em Marmandais”, afirmou o procurador. De acordo com a France TV, o homem já tinha sido acusado, aos 15 anos, de atos de agressão sexual contra uma menor, tendo sido condenado a 15 dias de prisão.

Já o 20 Minutes France avançou que o homem reside com a mulher, mãe de uma criança de cinco anos e de um bebé, fruto do relacionamento de ambos. 

À polícia, o suspeito terá afirmado que passou a manhã no carro a fumar canábis, nas imediações da escola. Quando avistou a vítima, obrigou-a a “entrar à força no veículo, antes de abandonar rapidamente o local”. Depois violou-a e estrangulou-a até à morte, segundo revelou, no domingo, a procuradoria.

Esta segunda-feira, o autarca de Tonneins, Dante Rinaudo, afirmou, em conferência de imprensa, que o corpo da jovem será trasladado para Espanha, onde viveu durante vários anos com os pais.

“A família quer enterrar a pequena na região de Granada, de onde veio”, disse Rinaudo. “A população ficou preocupada. Podia ter sido a minha filha, a minha irmã. Para nós, ela é uma filha da nossa cidade”, acrescentou, adiantando que será aberto um fundo para “ajudar financeiramente” a família.

Esta é a segunda vez, no espaço de um mês, que uma menina é violada e morta em França. Em meados de outubro, Lola, uma menina de 12 anos, foi encontrada morta dentro de uma mala em Paris

A principal suspeita do assassinato, Dahbia B., uma argelina de 24 anos, foi filmada, no dia do desaparecimento, a entrar com a adolescente no prédio onde Lola vivia, tendo testemunhas locais garantido que a viram, pouco depois, sair para a rua com uma mala "manchada de sangue".

A acusada disse à polícia ter levado a adolescente para o apartamento da sua irmã, tendo-a forçado a tomar banho para depois cometer "danos de natureza sexual e outros atos violentos" que causaram a morte de Lola.

Leia Também: Espanha. Terapeuta detido após matar paciente (que era seu amigo)

Recomendados para si

;
Campo obrigatório