Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 27º

"Não temos sinais de que a Rússia vá deixar Kherson sem lutar"

O conselheiro de Volodymyr Zelensky mostrou-se reticente em relação à retirada das tropas russas de Kherson e frisou que a Ucrânia se baseia em "dados [dos serviços] de inteligência, não em declarações televisivas encenadas".

"Não temos sinais de que a Rússia vá deixar Kherson sem lutar"

O conselheiro presidencial ucraniano Mykhailo Podolyak reagiu, esta quarta-feira, às notícias que dão conta de que o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, ordenou às tropas russas para abandonarem a cidade ocupada de Kherson.

Numa publicação na rede social Twitter, o conselheiro do presidente Volodymyr Zelensky afirmou que “as ações falam mais alto do que as palavras” e que não há “sinais de que a Rússia vá deixar Kherson sem lutar”.

“A Ucrânia está a libertar territórios com base em dados [dos serviços] de inteligência, não em declarações televisivas encenadas”, sublinhou.

Esta quarta-feira, a agência de notícias russa TASS revelou que o ministro da Defesa ordenou a retirada das tropas russas de Kherson, que deverão agora fixar-se na margem esquerda do rio Dnipro.

“Comecem a retirada de tropas e tomem todas as medidas que garantam uma travessia segura de pessoal, armas e equipamento”, afirmou Shoigu, citado pela TASS.

O ministro foi informado esta quarta-feira pelos comandantes militares no terreno de que era impossível abastecer com mantimentos a cidade de Kherson e outras áreas da margem ocidental do rio Dnipro, tendo Shoigu concordado com a proposta de recuo das tropas para a margem leste.

Leia Também: "Uma coisa é certa: a Rússia não vai conseguir vencer esta guerra"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório