Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2022
Tempo
14º
MIN 8º MÁX 16º

Militares franceses saem da RCA onde estavam desde 1962

Os últimos 130 militares da missão logística francesa deslocada em Bangui, capital da República Centro-Africana (RCA), deixarão o país no final do ano, confirmaram as autoridades francesas ao Ministério da Defesa do país africano, noticiou a imprensa francesa.

Militares franceses saem da RCA onde estavam desde 1962

Segundo o jornal Ouest-Franc, o Exército francês vai deixar a RCA após 62 anos de presença contínua através da sua missão logística, instalada no aeroporto da capital, Bangui.

Depois de anunciar a retirada das suas forças do Mali, devido a tensões com a junta militar naquele país, a França acusou Bangui de se aliar ao grupo Wagner, propriedade de um empresário russo ligado ao Presidente Vladimir Putin.

A França suspendeu o seu acordo de cooperação militar com a República Centro-Africana em abril de 2021, e a União Europeia congelou as suas missões de treino militar apoiadas pela missão logística, que também apoia soldados destacados na missão das Nações Unidas (Minusca) e na Missão de Treino da UE, em dezembro de 2021, recordou a emissora Radio France Internationale (RFI).

A RCA mergulhou numa grave crise como resultado da eliminação da candidatura presidencial de 2020 do ex-presidente François Bozizé, que regressou ao país no final de 2019 para ser novamente candidato à Presidência, cargo que abandonou em 2014 antes da ascensão dos rebeldes Séléka, predominantemente muçulmanos.

A eliminação da candidatura de Bozizé levou à criação da aliança armada Coligação de Patriotas pela Mudança - atualmente liderada pelo ex-presidente -, que desencadeou um conflito armado no qual o Exército governamental também contaria com o apoio dos mercenários do grupo Wagner.

Portugal integra a Minusca. De acordo com dados disponibilizados pelo Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) na sua página oficial, estão empenhados na RCA 193 militares portugueses e 45 meios.

Também na RCA, mas no âmbito da missão de treino da União Europeia (EUTM-RCA), estão atualmente empenhados 21 militares.

Leia Também: RCA: Três "capacetes azuis" morreram devido a explosão de bomba

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório