Meteorologia

  • 05 FEVEREIRO 2023
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 18º

Guterres "chocado e triste com terrível tiroteio" em creche tailandesa

O secretário-geral da ONU está "chocado e triste com o terrível tiroteio em massa" que teve hoje lugar numa creche na Tailândia, onde dezenas de pessoas foram mortas, maioritariamente crianças, disse o porta-voz de António Guterres.

Guterres "chocado e triste com terrível tiroteio" em creche tailandesa
Notícias ao Minuto

22:05 - 06/10/22 por Lusa

Mundo ONU

Em comunicado, o porta-voz, Stéphane Dujarric, acrescentou que o secretário-geral estende as suas condolências às famílias das vítimas e deseja aos feridos uma rápida recuperação.

As autoridades tailandesas atualizaram para 37 o número de vítimas mortais, e para 12 o número de feridos, no ataque de um ex-polícia tailandês a uma creche no nordeste da Tailândia.

O mais recente relatório da Polícia Real Tailandesa refere que o ataque no distrito rural de Na Klang, no nordeste do país, provocou 37 mortes, incluindo 23 crianças, e 12 feridos.

O atacante, depois de ter fugido, continuou a disparar do carro, atingindo várias pessoas na rua, disse o general Paisal Luesomboon, da polícia tailandesa.

As autoridades locais apelaram à população para que doasse sangue.

O ataque começou cerca das 12:30 locais (07:30 em Lisboa), e ocorreu numa creche frequentada por crianças com idades entre os 2 e os 5 anos.

"O assaltante estacionou a viatura em frente à creche, disparou e matou quatro dos funcionários que estavam a almoçar no edifício", disse uma responsável do estabelecimento.

A creche situa-se na cidade de Uthai Sawan, na província de Nong Bua Lamphu, a cerca de 200 quilómetros a nordeste da capital tailandesa, Banguecoque.

Desconhece-se o motivo do ataque, mas as autoridades disseram que o suspeito, identificado como Panya Khamrab, 34 anos, tinha sido expulso da polícia em junho, por ter sido encontrado na posse de drogas.

A polícia suspeita que o atacante estivesse sob a influência de droga na altura do ataque, segundo o jornal tailandês Bangkok Post.

O ex-polícia deveria comparecer perante um tribunal na sexta-feira, num processo relacionado com a posse de drogas, noticiou o jornal tailandês Daily News.

Segundo a polícia local, depois da matança o homicida dirigiu-se para casa, onde matou a sua mulher e filho antes de se suicidar.

Leia Também: António Guterres elogia conversações de paz na Colômbia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório