Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 8º MÁX 19º

AO MINUTO: Biden admite reunião com Putin; Desertores pedem asilo a EUA

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Biden admite reunião com Putin; Desertores pedem asilo a EUA
Notícias ao Minuto

07:59 - 06/10/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Guerra na Ucrânia

Depois de mais de 220 dias de guerra, continuam os avanços das forças ucranianas no sul e leste do país, tendo sido reconquistadas dezenas de localidades, nomeadamente nas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk e nas regiões de Kherson e Zaporíjia, anexadas pela Rússia.

Ontem, dia em que o presidente russo, Vladimir Putin, promulgou os tratados de anexação destes territórios, apesar dos recuos militares das suas tropas no campo de batalha, o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, anunciou a reconquista de três novas aldeias na região de Kherson. 

Na cidade de Lyman, recentemente reconquistada, foram encontradas mais de 50 campas.

Numa altura em que continuam a chegar alertas ao nível nuclear, Putin assinou também um decreto que dá ordem ao governo para tomar o controlo administrativo da central nuclear de Zaporíjia. 

Fim de acompanhamento

Teresa Banha | há 1 mês

Boa noite. Encerramos aqui mais um acompanhamento AO MINUTO da guerra na Ucrânia. Abriremos um novo registo na manhã de sexta-feira. Obrigada por ter estado desse lado.

13 militares russos "extremamente perigoso" fugiram em direção à Crimeia

Teresa Banha | há 1 mês

Um grupo de militares russos terá fugido da região de Kherson, de acordo com o que Radio Svoboda avançou, esta quinta-feira. O meio de comunicação social ucraniano dá conta de que os fugitivos estão armados, têm munições e roubaram material e alguns carros por forma a "entrar no território da Crimeia".

Os três homens são ainda "extremamente perigosos, com experiência de combate operacional e em combate e são ainda suspeitos de ter cometido vários crimes graves no território de Kherson".

Já a Nexta, dá ainda a informação de que um destes homens foi recrutado numa prisão.

França pondera enviar mais armas Caesar para a Ucrânia

Teresa Banha | há 1 mês

A França está a equacionar o envio para a Ucrânia de novas armas Caesar, a peça central da artilharia francesa que tem ajudado a tentar expulsar o exército russo do território ucraniano, informou, esta quinta-feira, o presidente, Emmanuel Macron.

França pondera enviar mais armas Caesar para a Ucrânia

A França está a equacionar o envio para a Ucrânia de novas armas Caesar, a peça central da artilharia francesa que tem ajudado a tentar expulsar o exército russo do território ucraniano, informou hoje o Presidente, Emmanuel Macron.

Lusa | 23:42 - 06/10/2022

"Chegará o dia em que também falaremos sobre a libertação da Crimeia"

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Ucrânia saudou, esta quinta-feira, a decisão do diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Rossi, que considerou hoje, em Kyiv, que a central nuclear de Zaporíjia, no sudeste da Ucrânia e ocupada e nacionalizada pela Rússia, continua a ser ucraniana.

“Foi importante ouvir do senhor Grossi que a comunidade internacional só contactará a Ucrânia em relação à central, porque se trata de propriedade ucraniana. Foi, é e será”, afirmou.

Volodymyr Zelensky acrescentou que “há também sucessos na direção oriental” e que “chegará certamente o dia” em que serão relatados sucessos na região de Zaporíjia, “nas áreas que ainda estão sob o controlo dos ocupantes”. “Chegará o dia em que também falaremos sobre a libertação da Crimeia”, frisou.

"Chegará o dia em que também falaremos sobre a libertação da Crimeia"

Desde sábado, as forças ucranianas já recuperaram mais de 500 quilómetros quadrados na região de Kherson, anexada pela Rússia.

Notícias ao Minuto | 23:39 - 06/10/2022

Número de vítimas dos ataque em Zaporíjia sobe para sete

Teresa Banha | há 1 mês

O número de vítimas mortais decorrentes dos ataques desta quinta-feira em Zaporíjia, na Ucrânia, aumentou para sete. De acordo com o responsável pela região, há ainda cinco pessoas desaparecidas.

"Tristemente, tenho que informar que o número de vítimas mortais do ataque de mísseis terrorista na cidade aumentou. Já confirmámos a morte de sete residentes, e há pelo menos outras cinco pessoas que estão desaparecidas", escreve Oleksandr Starukh numa mensagem no Telegram.

Moscovo convoca embaixador francês e condena entrega de armas a Kyiv

Teresa Banha | há 1 mês

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia convocou, esta quinta-feira, o embaixador francês em Moscovo, Pierre Lévy, para condenar as entregas de armas à Ucrânia pela França e outros países ocidentais.

Moscovo convoca embaixador francês e condena entrega de armas a Kyiv

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia convocou hoje o embaixador francês em Moscovo, Pierre Lévy, para condenar as entregas de armas à Ucrânia pela França e outros países ocidentais.

Lusa | 23:14 - 06/10/2022


  

Russos navegam cerca de 500 km até ao Alasca para fugir a serviço militar

Teresa Banha | há 1 mês

Dois russos pediram asilo ao governo dos Estados Unidos, depois de terem sido identificados quando atracaram na ilha de St. Lawrence, no estado norte-americano do Alasca. Apesar de o caso ter sido conhecido na terça-feira, não é especificado quando é que o desembarque nesta comunidade, com cerca de 600 pessoas, aconteceu.

Russos navegam cerca de 500 km até ao Alasca para fugir a serviço militar

Dupla pede agora asilo aos Estados Unidos.

Teresa Banha | 21:40 - 06/10/2022

Biden admite reunir-se com Putin durante cimeira do G20

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente dos EUA, Joe Biden, admitiu, esta quinta-feira, que pode reunir-se com o seu homólogo da Federação Russa, Vladimir Putin, durante a cimeira do Grupo dos 20 (G20), em novembro, na ilha indonésia de Bali.

Biden admite reunir-se com Putin durante cimeira do G20

O presidente dos EUA, Joe Biden, admitiu hoje que pode reunir-se com o seu homólogo da Federação Russa, Vladimir Putin, durante a cimeira do Grupo dos 20 (G20), em novembro, na ilha indonésia de Bali.

Lusa | 22:19 - 06/10/2022

500 quilómetros quadrados recuperados por Kyiv em seis dias

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Ucrânia disse, esta quinta-feira, que já foram reconquistados mais de 500 quilómetros quadrados no país desde o início deste mês.

De acordo com Volodymyr Zelensky, as tropas já se posicionaram em dezenas de localidades na região de Kherson no mesmo período.

O responsável ucraniano afirma ainda que o leste do país é onde tem havido mais sucesso.

"Chegará o dia em que também falaremos sobre a libertação da Crimeia"

Desde sábado, as forças ucranianas já recuperaram mais de 500 quilómetros quadrados na região de Kherson, anexada pela Rússia.

Notícias ao Minuto | 23:39 - 06/10/2022

Comunidade Política mostra "unidade de 44 países" na condenação da Rússia

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente francês considerou, esta quinta-feira, que a reunião inaugural da Comunidade Política Europeia mostrou a "unidade de 44 países europeus" na condenação clara da agressão militar russa à Ucrânia, contrariando a ideia de que a Europa poderia ser dividida.

Comunidade Política mostra "unidade de 44 países" na condenação da Rússia

O Presidente francês considerou hoje que a reunião inaugural da Comunidade Política Europeia mostrou a "unidade de 44 países europeus" na condenação clara da agressão militar russa à Ucrânia, contrariando a ideia de que a Europa poderia ser dividida.

Lusa | 21:33 - 06/10/2022


  

Rússia quer votação secreta da resolução da Assembleia-Geral da ONU

Teresa Banha | há 1 mês

A Rússia pediu que seja secreta a votação de uma resolução apoiada pelo ocidente que procura condenar a "tentativa de anexação ilegal" de quatro regiões ucranianas e que exigiria que Moscovo revertesse imediatamente as suas ações.

Rússia quer votação secreta da resolução da Assembleia-Geral da ONU

A Rússia pediu que seja secreta a votação de uma resolução apoiada pelo ocidente que procura condenar a "tentativa de anexação ilegal" de quatro regiões ucranianas e que exigiria que Moscovo revertesse imediatamente as suas ações.

Lusa | 21:26 - 06/10/2022

Peskov diz que afirmações de Kyiv são "apelo para iniciar guerra mundial"

Teresa Banha | há 1 mês

O porta-voz do Kremlin disse, esta quinta-feira, que algumas declarações do presidente da Ucrânia incitavam ao início de uma guerra mundial.

"Tais comentários não são nada mais do que um apelo para iniciar uma guerra mundial com consequências imprevisíveis e monstruosas", afirmou Dmitry Peskov, citado pela agência de notícias RIA.

Peskov referia-se a uma intervenção do Volodymyr Zelensky, durante a qual ele pediu a alguns líderes para "mostrarem força" perante a anexação ilegal de quatro territórios ucranianos - Donetsk, Lugansk, Zaporíjia e Kherson.

"Os responsáveis pela Rússia está a analisar agora a reação do mundo aos referendos vergonhosos que organizaram em território ucraniano e ao anúncio da anexação", disse Zelensky durante um discurso por videoconferência no 'think thank' Instituto Lowi da Austrália.

Moscovo critica declarações de Zelensky sobre "ataques preventivos" da NATO

Moscovo criticou hoje duramente declarações do Presidente ucraniano por falar de "ataques preventivos" da NATO contra a Rússia, tendo Kiev esclarecido que Volodymir Zelensky se referia a sanções preventivas e não ataques nucleares.

Lusa | 22:49 - 06/10/2022

Marcelo quer "regimes excecionais" na UE para lidar com custo da guerr

Teresa Banha | há 1 mês

O Presidente da República defendeu, esta quinta-feira, que a União Europeia deveria adotar "regimes excecionais" para lidar com os custos da guerra na Ucrânia, tal como fez na pandemia de Covid-19.

Marcelo defende "regimes excecionais" na UE para lidar com custos da guerra

O Presidente da República defendeu hoje que a União Europeia deveria adotar "regimes excecionais" para lidar com os custos da guerra na Ucrânia, tal como fez na pandemia de covid-19.

Lusa | 19:35 - 06/10/2022

ONU alerta que situação humanitária em Kharkiv é "preocupante"

Teresa Banha | há 1 mês

A situação humanitária na região de Kharkiv é "preocupante", obrigando a intensos esforços de organizações para ajudar as cerca de 140.000 pessoas que ali permanecem após a saída das tropas russas, anunciou, esta quinta-feira, a ONU.

ONU alerta que situação humanitária em Kharkiv é "preocupante"

A situação humanitária na região de Kharkiv é "preocupante", obrigando a intensos esforços de organizações para ajudar as cerca de 140.000 pessoas que ali permanecem após a saída das tropas russas, anunciou hoje a ONU.

Lusa | 19:19 - 06/10/2022

Medvedev acusa Ocidente de "destruição da estrutura do comércio mundial"

Teresa Banha | há 1 mês

O ex-presidente russo Dmitiri Medvedev acusou, esta quinta-feira, as potências ocidentais de terem "destruído a estrutura do comércio mundial", enquanto a porta-voz da diplomacia, Maria Zakharova, desafiou os EUA a admitirem o seu envolvimento "nos crimes de Kyiv".

Medvedev acusa Ocidente de "destruição da estrutura do comércio mundial"

O ex-presidente russo Dmitiri Medvedev acusou hoje as potências ocidentais de terem "destruído a estrutura do comércio mundial", enquanto a porta-voz da diplomacia, Maria Zakharova, desafiou os EUA a admitirem o seu envolvimento "nos crimes de Kiev".

Lusa | 19:12 - 06/10/2022


  

Kherson. Responsável russo sugere que ministro da Defesa acabe com a vida

Teresa Banha | há 1 mês

O oficial que foi indicado pela Rússia para vice-chefe de Kherson sugeriu, esta quinta-feira, que o ministro da Defesa do país que invadiu a Ucrânia a 24 de fevereiro deste ano acabasse com a vida.

Numa mensagem gravada, Kirill Stremousov, repreendeu os "generais e ministros" em Moscovo por não terem compreendido os problemas na frente de batalha.

"Muitas pessoas dizem que se fossem um ministro da Defesa que tivesse permitido que as coisas chegassem a este estado, eles podiam, como oficias, disparar sobre si", afirmou o responsável, acrescentando: "Mas sabem como a palavra 'oficial' é incompreensível para tantos", 

Esta foi uma posição insultuosa por alguém que foi nomeado pelo Kremlin, e que apontou o dedo a um superior, como Sergei Shoigu, que assumiu funções em 2012.

O responsável ter-se-á referido ainda aos combatentes com elogios por defenderem a Rússia até à morte, sublinhando ainda a "incompetência dos líderes militares de Moscovo".

Macron mantém oposição francesa a gasoduto desde Península Ibérica

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente francês, Emmanuel Macron, voltou a manifestar, esta quinta-feira, em Praga, na República Checa, a sua oposição a um gasoduto que ligue a Península Ibérica ao resto da Europa, argumentando que a Europa deve sim investir nas interconexões elétricas.

Macron mantém oposição francesa a gasoduto desde Península Ibérica

O Presidente francês, Emmanuel Macron, voltou a manifestar hoje, em Praga, a sua oposição a um gasoduto que ligue a Península Ibérica ao resto da Europa, argumentando que a Europa deve sim investir nas interconexões elétricas.

Lusa | 18:01 - 06/10/2022

AIEA sobre a central de Zaporíjia: "As instalações são da Ucrânia"

Teresa Banha | há 1 mês

O diretor da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Grossi, considerou, esta quinta-feira, que a central nuclear de Zaporíjia é uma infraestrutura ucraniana.

Isto é algo que está relacionado com o direito internacional. Queremos que a guerra acabe já, e claro que a posição da AIEA é a de que estas instalações são da Ucrânia

AIEA sobre a central de Zaporíjia: "As instalações são da Ucrânia"

O responsável pela energia nuclear está de visita a Kyiv, na Ucrânia, e deverá seguir para Moscovo, na Rússia.

Notícias ao Minuto | 18:13 - 06/10/2022

Presidente da Bielorrússia proíbe aumento de preços apesar da inflação

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Bielorrússia, Alexandr Lukashenko ordenou, esta quinta-feira, a proibição de qualquer aumento de preços para combater a inflação galopante naquela ex-república soviética aliada da Rússia.

Presidente da Bielorrússia proíbe aumento de preços apesar da inflação

O Presidente da Bielorrússia, Alexandr Lukashenko ordenou hoje a proibição de qualquer aumento de preços para combater a inflação galopante naquela ex-república soviética aliada da Rússia.

Lusa | 17:39 - 06/10/2022


  

Inclusão da Ucrânia na candidatura ibérica é apoiar "reconstrução"

Teresa Banha | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, falou, esta quinta-feira, com o seu homólogo ucraniano sobre a inclusão da Ucrânia na candidatura Portugal-Espanha à organização do Mundial 2030, uma forma de "participação na reconstrução" do país invadido pela Rússia.

Inclusão da Ucrânia na candidatura ibérica é apoiar "reconstrução"

O ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, falou hoje com o seu homólogo ucraniano sobre a inclusão da Ucrânia na candidatura Portugal-Espanha à organização do Mundial 2030, uma forma de "participação na reconstrução" do país invadido pela Rússia.

Lusa | 17:32 - 06/10/2022


  

Noruega restringe acessos dos barcos de pesca russos

Teresa Banha | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Noruega anunciou, esta quinta-feira, que o país vai restringir o acesso dos barcos russos de pesca aos portos do país.

"Temos vindo a monitorizar a atividade russa em águas norueguesas e em nos portos por forma a evitar que a Noruega se torne um país de trânsito para o transporte de bens ilegais para a Rússia", garantiu Anniken Huitfeldt, em confer~encia de imprensa. 

"Temos agora a informação de que há necessidade de aumentar o controlo nos barcos de pesca", explicou o responsável, acrescentando que haverá apenas dois portos onde os barcos podem atracar -  nas cidades de Kirkenes e Batsfjord. O ministro garantiu ainda que as inspeções a bordo também iam aumentar.

O anúncio surge quase duas semanas depois de as fugas de gás no mar Báltico terem acontecido - fugas estas que levantam suspeitas de sabotagem. De acordo com a agência France-Press, a Noruega reforçou a segurança das instalações de petróleo e gás natural.

Kara-Murza. O opositor que discursou em Lisboa e foi acusado pela Rússia

Teresa Banha | há 1 mês

As autoridades russas acusaram o político da oposição Vladimir Kara-Murza de alta traição, de acordo com o que o seu advogado disse às agências de notícias russas, esta quinta-feira.

O nosso cliente foi acusado depois de criticar abertamente as autoridades russas três vezes, em eventos públicos em Lisboa, Helsínquia e Washington. Estes discursos não foram uma ameaça [ao país], foram públicos e abertos a críticas

Kara-Murza. O opositor que discursou em Lisboa e foi acusado pela Rússia

Kara-Murza criticou o regime de Putin na capital portuguesa, e também em Helsínquia e Washington.

Notícias ao Minuto | 17:16 - 06/10/2022

Zaporíjia. Imagens mostram destruição no interior de uma casa após ataque

Teresa Banha | há 1 mês

Um homem mostrou, esta quinta-feira, a destruição deixada por um dos ataques que aconteceu hoje em Zaporíjia.

No vídeo, partilhado na conta de Twitter do Ministério dos Negócios Estrangeiros, consegue ver-se que grande parte da casa ficou destruída.

Kyiv acusa Rússia de usar espaço aéreo bielorrusso para atacar

Teresa Banha | há 1 mês

As Forças armadas ucranianas afirmaram, esta quinta-feira, que o Exército russo utilizou o espaço aéreo da Bielorrússia para desencadear um ataque contra a região de Jmelnitski, na região oeste do território ucraniano.

Kyiv acusa Rússia de usar espaço aéreo bielorrusso para atacar

As Forças armadas ucranianas afirmaram hoje que o Exército russo utilizou o espaço aéreo da Bielorrússia para desencadear um ataque contra a região de Jmelnitski, na região oeste do território ucraniano.

Lusa | 16:55 - 06/10/2022


  

Reino Unido poderá ficar 'às escuras' durante 3 horas por dia no inverno

Teresa Banha | há 1 mês

A possibilidade de o Reino Unido cortar a energia durante três horas por dia no próximo inverno está em cima da mesa, disse, esta quinta-feira, fonte da National Grid, a operadora de eletricidade e gás, citada pela Reuters.

Reino Unido poderá ficar 'às escuras' durante 3 horas por dia no inverno

Este 'corte' é "improvável", mas poderá vir a acontecer, no caso dos fluxos de energia pararem de chegar ao Reino Unido.

Notícias ao Minuto com Lusa | 16:22 - 06/10/2022

Zelensky diz que Kyiv se defende para Rússia "não avançar" noutros países

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Ucrânia disse, esta quinta-feira, que o país tinha que se defender para que "os tanques russos não avançassem em Cracóvia ou em Praga", de acordo com o que avança a agência France-Press.

Volodymyr Zelensky falava em videoconferência no 1.º encontro da Comunidade Política Europeia, que se realiza em Praga, na República Checa. Estão reunidos 27 líderes da União Europeia e de 17 outros países para discutirem a segurança e paz no continente europeu, em contexto de guerra.

O responsável ucraniano pediu ainda mais armas para "castigar o agressor".

Kyiv tem que vencer "para tanques russos não avançarem" na Europa

O chefe de Estado da Ucrânia falou, esta quinta-feira, em videoconferência, para 44 responsáveis envolvidos na Comunidade Política Europeia.

Notícias ao Minuto | 17:06 - 06/10/2022

Regiões anexadas aparecem na previsão do tempo da TV russa

Carmen Guilherme | há 1 mês

A televisão russa começou a mostrar nas previsões meteorológicas as quatro regiões ucranianas anexadas ilegalmente.

Esta informação foi destacada por Francis Scarr, da BBC Monitoring, que é responsável por analisar a televisão estatal russa. Scarr partilhou uma captura de ecrã de um boletim meteorológico transmitido na televisão da Rússia.

Regiões anexadas aparecem na previsão do tempo da TV russa

Rússia incluiu quatro regiões anexadas ilegalmente nas previsões meteorológicas do país.

Notícias ao Minuto | 15:35 - 06/10/2022

Pelo menos três mortos após ataques em Zaporíjia

Carmen Guilherme | há 1 mês

Pelo menos três pessoas morreram na sequência dos ataques russos contra um bairro residencial na cidade de Zaporíjia, esta quinta-feira. Este novo balanço foi avançado pelo governador da região, Oleksandr Starukh, após alguma confusão em torno das vítimas mortais, tendo sido avançados diferentes números. 

Numa atualização divulgada no Telegram, o governador indica que Anna Tkachenko, chefe do departamento de comunicação do governo da Ucrânia na região de Zaporíjia, confirmou que “três pessoas morreram como resultado da tragédia”.

Contudo, os dados podem mudar, uma vez que continuam meios no local.

Há ainda registo de vários feridos.

“Equipas de resgate estão a trabalhar rapidamente no local de impacto dos ‘rockets’ russos e libertaram os cidadãos feridos dos escombros de prédios residenciais destruídos”, disse. 

Oleksandr Starukh diz que o diretor do Departamento de Saúde, Oleksiy Kulinych, informou que 12 pacientes foram levados para unidades hospitalares em Zaporíjia: nove pacientes foram hospitalizados, três tiveram alta após exames médicos. 

“A condição das pessoas é satisfatória. Um paciente está em estado crítico. Entre os feridos estão duas crianças - meninos de 4 anos”, adiantou.

Gasodutos. Investigação sueca confirma "suspeitas de sabotagem grave"

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Serviço de Segurança Sueco disse que sua investigação preliminar fortaleceu as “suspeitas de sabotagem grave” como causa dos danos nos gasodutos Nord Stream 1 e Nord Stream 2. 

As autoridades suecas confirmaram que “detonações” confirmaram grandes dados nos gasodutos.

Não foram adiantados mais detalhes, mas um procurador sueco adiantou que foram feitas "apreensão" na "cena do crime", que agora "serão investigadas".

Primeiras inspeções suecas "fortalecem suspeitas de sabotagem" nos gasodutos

As primeiras inspeções efetuadas esta semana pelas autoridades suecas sobre fugas de gás nos gasodutos Nord Stream 1 e 2, no mar Báltico, "reforçam as suspeitas de sabotagem", com "detonações" e "danos significativos", anunciou hoje fonte da investigação.

Lusa | 12:48 - 06/10/2022

Mais de 530 corpos exumados na região de Kharkiv

Carmen Guilherme | há 1 mês

As autoridades ucranianas exumaram mais de 530 corpos de civis em territórios reconquistados às forças russas no nordeste do país desde o início da contraofensiva das suas forças armadas, anunciou hoje a polícia de Kharkiv.

"Contámos e removemos nos territórios libertados os corpos de 534 civis, incluindo 226 mulheres, 260 homens, 19 crianças e 29 outras pessoas cujo sexo ainda não foi determinado", disse o chefe do departamento de investigação da polícia de Kharkiv, Serhiy Bolvinov, numa conferência de imprensa.

Bolvinov disse que estes números incluem os corpos exumados de uma floresta perto de Izium, onde foram encontradas cerca de 440 sepulturas não assinaladas após a partida dos russos em 16 de setembro.

Mais de 530 corpos exumados na região de Kharkiv

As autoridades ucranianas exumaram mais de 530 corpos de civis em territórios reconquistados às forças russas no nordeste do país desde o início da contraofensiva das suas forças armadas, anunciou hoje a polícia de Kharkiv.

Lusa | 14:51 - 06/10/2022

Rússia apresentou objeções preliminares em caso de genocídio

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Tribunal Internacional de Justiça, o mais alto tribunal das Nações Unidas, revelou que recebeu, a 3 de outubro, por parte da Rússia, objeções preliminares no caso sobre alegações de genocídio sob a Convenção para a Prevenção e a Repressão do Crime de Genocídio, que tinha sido movido pela Ucrânia.

Sublinhe-se que as partes podem apresentar objeções preliminares se entenderem que o tribunal não tem jurisdição num caso. Em março, numa carta à ONU, Moscovo tinha argumento que o Tribunal Internacional de Justiça  não tinha jurisdição porque a Convenção de Genocídio não regula o uso da força entre os Estados.

Rússia "totalmente comprometida" em evitar guerra nuclear

Carmen Guilherme | há 1 mês

Numa altura em que surgem vários alertas em torno das ameaças nucleares deixadas pela Rússia, a Rússia assegurou que está “totalmente comprometida com o principio” de não permitir uma guerra nuclear.

 Esta posição foi transmitida pela porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, numa conferência de imprensa.

“Estamos totalmente comprometidos com o princípio de nunca permitir uma guerra nuclear”, afirmou Maria Zakharova.

“Não pretendemos participar nesse terrível discurso dedicado a empolar a retórica nuclear. O grau aumenta cada vez mais, mas isso é feito por estruturas e países centrados na NATO", acrescentou.

Recorde-se que, num discurso à nação, no passado mês de setembro, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, deixou no ar uma ameaça nuclear, acrescentando que não estava a fazer ‘bluff’.

Apoiante de Putin emociona-se na TV e sugere matar líderes Ocidentais

Carmen Guilherme | há 1 mês

Yevgeny Satanovsky, um dos mais conhecidos apoiantes de Vladimir Putin, emocionou-se na televisão estatal, adjetivando os russos que não apoiam a guerra como “decadência e lixo” e propondo uma solução mortal para acabar com o conflito: matar os Ocidentais que não estão do lado da Rússia. 

Tudo aconteceu no programa ‘Noites com Vladimir Solovyov’, na terça-feira à noite, depois de Yevgeny Satanovsky ser questionado sobre como a Rússia poderá vencer a guerra na Ucrânia. 

Leia mais aqui.

Kremlin diz que notícia sobre fuga de 700 mil homens é uma "farsa"

Anabela Sousa Dantas | há 1 mês

A presidência russa (Kremlin) classificou hoje como "uma farsa" a informação divulgada de que 700 mil russos saíram do país devido à mobilização militar parcial para a Ucrânia, anunciada em 21 de setembro pelo Presidente, Vladimir Putin.

PE condena referendos ilegais russos e apela a novas sanções

Anabela Sousa Dantas | há 1 mês

O Parlamento Europeu (PE) condenou hoje os referendos fraudulentos que resultaram na anexação pela Rússia de quatro províncias da Ucrânia e pediu à União Europeia (UE) que reforce as sanções a Moscovo.

Rússia arrisca-se "a perder [a guerra] de forma humilhante"

Anabela Sousa Dantas | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, afirmou hoje em Paris que as sanções à Rússia vão continuar até que acabe a invasão da Ucrânia, com Moscovo a arriscar perder a guerra "de forma humilhante".

Enquanto a Rússia estiver em território ucraniano, haverá sanções à Rússia. Todo o Mundo já começou a perceber que a Rússia não só não vai ganhar esta guerra, como se arrisca a perder de forma humilhante. Portanto, seria muito oportuno, do lado russo, se começasse a pensar como sair da situação que a própria Rússia criou

EUA acreditam no envolvimento de Kyiv na morte de Dugina? Kremlin reage

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Kremlin considerou, esta quinta-feira, que é “positivo” que os serviços secretos dos Estados Unidos da América (EUA) tenham confirmado que acreditam que alguns responsáveis pelo ataque que matou Darya Dugina, filha do filósofo ultranacionalista Alexander Dugin, pertenciam ao governo ucraniano. 

Em conferência de imprensa, o porta-voz do Kremlin, Dimitry Peskov, foi confrontado com a notícia avançada pelo New York Times, jornal ao qual fontes dos serviços secretos norte-americanos disseram acreditar que oficiais ucranianos autorizaram o ataque ao carro onde seguia Darya Dugina e que foram repreendidos, sem especificar os envolvidos e se o presidente ucraniano estaria a par deste plano.

Peskov notou que a inteligência russa sempre defendeu que a Ucrânia estava por detrás da morte, que ocorreu em agosto, e disse que era "positivo" que os Estados Unidos partilhassem essa avaliação.

Ucrânia reconquista seis localidades em Lugansk

Carmen Guilherme | há 1 mês

A Ucrânia recapturou seis localidades na região leste de Lugansk, anunciou o governador regional, Serhiy Hayday. 

Sublinhe-se que a república de Luhansk é uma das quatro regiões anexadas ilegalmente pela Rússia. 

 

Kuleba condena ataques em Zaporíjia

Carmen Guilherme | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Dmytro Kuleba, condenou, esta quinta-feira, os ataques russos levados a cabo na cidade de Zaporíjia. 

"Durante a noite, sete mísseis russos atingiram pessoas que dormiam pacificamente nas suas casas em Zaporíjia. Mais, atacaram durante o dia. Os russos continuam a atacar civis deliberadamente para semear medo. O terror russo deve ser detido – pela força de armas, sanções e isolamento total", escreveu no Twitter. 

UE aprova formalmente 8.º pacote de sanções à Rússia

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Conselho da União Europeia (UE) aprovou hoje formalmente o oitavo pacote de sanções à Rússia pela invasão da Ucrânia, que entrará em vigor assim que for publicado no Jornal Oficial, o que acontecerá "em breve".

O pacote formalmente acordado "introduz na legislação da UE a base para estabelecer um limite de preços relacionado com o transporte marítimo de petróleo russo para países terceiros e mais restrições ao transporte marítimo de petróleo bruto e produtos petrolíferos para países terceiros", de acordo com um comunicado de imprensa do Conselho.

UE aprova formalmente 8.º pacote de sanções à Rússia

O Conselho da União Europeia (UE) aprovou hoje formalmente o oitavo pacote de sanções à Rússia pela invasão da Ucrânia, que entrará em vigor assim que for publicado no Jornal Oficial, o que acontecerá "em breve".

Lusa | 11:03 - 06/10/2022

Ministro da Defesa ucraniano mostra mapa de território reconquistado

Carmen Guilherme | há 1 mês

O ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksii Reznikov, divulgou, esta quinta-feira, uma mapa, que mostra as áreas reconquistas pela Ucrânia no âmbito da sua contraofensiva. 

O mapa mostra que as tropas ucranianas estão a empurrar as forças russas ao longo do flanco leste do país.

"Ofensiva de outono do Exército ucraniano, dia após dia. Enquanto o 'parlamento russo' está embriagado pelas tentativas fúteis de anexação, os nossos soldados continuam a avançar. Esta é a melhor resposta para todo e qualquer 'referendo', 'decretos', 'tratados' e discursos patéticos", escreveu no Twitter. 

Zaporíjia. Revisto número de mortos em ataques durante a noite

Carmen Guilherme | há 1 mês

O governador da região de Zaporíjia divulgou uma atualização sobre os ataques, corrigindo o número de mortos inicialmente adiantado para um.

"Até agora sabe-se sobre a morte de uma mulher. A morte de outra pessoa não foi confirmada. Graças aos médicos, a sua vida foi salva. Sete pessoas ficaram feridas em vários graus de gravidade, elas foram tratadas, incluindo uma criança de três anos. A operação de resgate ainda está em andamento. O número de vítimas pode variar. O número de vítimas poderia ter sido muito maior, mas graças às ações oportunas e profissionais do serviço de emergência do estado de Zaporíjia, 21 vítimas já foram salvas", disse Oleksandr Starukh no Telegram.

Governador alerta para ataques em Zaporíjia: "Fiquem em abrigos"

Carmen Guilherme | há 1 mês

Oleksandr Starukh, governador da região de Zaporíjia, alertou para outros ataques, pedindo às pessoas que permaneçam nos abrigos.

"Atenção máxima! Há uma alta probabilidade de ataques repetidos de mísseis. Esteja atento. Siga as regras de segurança.
Fique em abrigos durante ataques aéreos. Cuidem-se", escreveu no Telegram.

"Atenção. Outro ataque de míssil inimigo. Fique em abrigos", acrescentou, pouco depois.

 

Ministério da Defesa britânico confirma avanços em Kherson

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Ministério da Defesa do Reino Unido confirmou que as tropas ucranianas iniciaram uma nova fase de operação ofensiva na cidade de Kherson, a 2 de outubro, e conseguiram avançar 20 quilómetros. 

Segundo o relatório diário divulgado pela tutela britânica, os soldados ucranianos conseguiram ganho ao longo da margem leste do rio Inhulets e margem oeste do Dnipro, contudo “ainda não estão a ameaçar as principais posições defensivas russas”. 

Ao mesmo tempo, as forças russas retiraram-se e os comandantes russos veem agora a ameaça à região de  Nova Kakhovka como uma das suas “preocupações mais urgentes”.

Com rotas limitadas, a Rússia “enfrenta um dilema”, o “imperativo político será permanecer e defender-se”.

“A Rússia, atualmente, tem poucas forças adicionais de alta qualidade disponíveis para estabilizar a frente: provavelmente visa mobilizar reservistas para o setor”, acrescenta.

Mais três explosões ouvidas em Zaporíjia

Carmen Guilherme | há 1 mês

Zaporíjia continua sob ataque. Segundo o jornalista da BBC Paul Adams foram ouvidas mais três explosões na cidade há poucos minutos.

"Mais três explosões altas foram ouvidas em Zaporíjia (às 10h35, horário local). O fumo está a sair de novos locais no centro da cidade", escreveu no Twitter.

Líder pró-Rússia de Kherson nega recuos militares na região

Carmen Guilherme | há 1 mês

Kirill Stremusov, um dos líderes pró-Rússia de Kherson, anexada por Moscovo, recorreu às redes sociais para tentar contrariar a narrativa de que as forças ucranianas estão a progredir no campo de batalha, nomeadamente na região, onde Kyiv diz já ter reconquistado várias localidades.

"A situação na região de Kherson permanece inalterada. A região de Kherson está a segurar o ataque dos Ukronazis que estão a tentar invadir Kherson. Repetimos mais uma vez que, apesar do pânico que está disperso na imprensa, na região de Kherson, o Ministério da Defesa e a Guarda Russa estão até à morte. Os avanços dos Ukronazis, fascistas, alemães, americanos e outros mercenários foram interrompidos”, escreveu no Telegram, esta quinta-feira.

Continuam trabalhos de resgate em Zaporíjia. "Número de vítimas aumenta"

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Ministério da Administração Interna da Ucrânia confirmou, esta quinta-feira, sete ataques com ‘rockets’ na cidade de Zaporíjia, durante a noite. 

A tutela confirma o que já havia sido dito pelo governador regional, Oleksandr Starukh, referindo que os socorristas continuam no local. 

Sublinhe-se que  Oleksandr Starukh disse que pelo menos duas pessoas morreram, mas que muitas outras estavam presas sob os escombros de prédios.

Ivan Fedorov, autarca de Melitopol, disse que “o número de vítimas aumenta a cada hora”.

“É assim que o terrorista russo atinge civis com as suas armas de ‘alta precisão’. Atinge civis e infraestruturas, porque demonstra ao mundo inteiro a sua inutilidade no campo de batalha”, escreveu no Telegram.

Recorde-se que a cidade de Zaporíjia faz parte das regiões anexadas pela Rússia, apesar de não controlar a totalidade do território.

Milhares de russos estão a ligar para linha direta de rendição, diz Kyiv

Carmen Guilherme | há 1 mês

As autoridades da Ucrânia alegam que milhares de soldados russos estão a ligar para uma linha direta ucraniana, que foi criada para ajudar aqueles que desejam render-se.

Segundo Andriy Yusov, porta-voz da inteligência militar da Ucrânia, cerca de 2.000 pessoas ligaram para a linha direta 'Eu quero viver' nas últimas semanas.

"A linha direta recebeu muitas chamadas de russos que foram chamados recentemente e até de alguns que ainda nem foram chamados. Estão a ligar e a perguntar: 'O que devo fazer se for mobilizado? O que eu tenho que fazer, qual é a maneira certa de me render?'", disse ao jornal Ukrainska Pravda.

O responsável adiantou também que o número de chamadas aumentou desde a ofensiva em Kharkiv.

Pelo menos dois mortos após ataques a Zaporíjia durante a noite

Carmen Guilherme | há 1 mês

As forças russas bombardearam, durante a noite de hoje, a cidade de Zaporíjia, causando, pelo menos, dois mortos, segundo revelou o governador da região, Oleksandr Starukh, através do Telegram. 

Segundo o responsável, uma mulher morreu no local e a outra vítima mortal acabou por sucumbir quando já estava a caminho do hospital.

"Pelo menos cinco pessoas estão sob os escombros de prédios", disse.

"Muitas pessoas foram salvas. Entre elas está uma menina de três anos, a criança está a ser cuidada. Uma operação de resgate continua", acrescentou.

Comunidade Política Europeia reúne pela 1.ª vez em Praga e 'isola' Rússia

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Castelo de Praga recebe hoje a primeira reunião da recém-formada Comunidade Política Europeia, com os 27 líderes da União Europeia e de 17 outros países a discutirem a segurança e paz no continente europeu, num contexto de guerra.

A reunião da Comunidade Política Europeia, que contará com uma intervenção, por videoconferência, do Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, juntará assim 44 chefes de Estado ou de Governo da Europa, sublinhando o isolamento da Rússia na comunidade internacional, face à agressão militar à Ucrânia lançada em fevereiro passado.

Comunidade Política Europeia reúne pela 1.ª vez em Praga e 'isola' Rússia

O Castelo de Praga recebe hoje a primeira reunião da recém-formada Comunidade Política Europeia, com os 27 líderes da União Europeia e de 17 outros países a discutirem a segurança e paz no continente europeu, num contexto de guerra.

Lusa | 06:34 - 06/10/2022

Início de cobertura

Carmen Guilherme | há 1 mês

Bom dia. Iniciamos mais uma cobertura AO MINUTO de todos os acontecimentos mais relevantes da guerra na Ucrânia, que já dura há mais de sete meses. 

Recorde abaixo os últimos acontecimentos de quarta-feira, 5 de outubro:

AO MINUTO: Dezenas de corpos em Lyman; Regiões reconquistadas em Kherson

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 08:05 - 05/10/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório