Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 14º

AO MINUTO: Dezenas de corpos em Lyman; Regiões reconquistadas em Kherson

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

 AO MINUTO: Dezenas de corpos em Lyman; Regiões reconquistadas em Kherson
Notícias ao Minuto

08:05 - 05/10/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Guerra na Ucrânia

Depois de quase oito meses de guerra, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, anunciou que as forças ucranianas estão a alcançar avanços "rápidos e poderosos" no sul do país e que já foram reconquistadas dezenas de localidades nas quatro regiões anexadas pela Rússia. 

Face à ameaça nuclear deixada por Vladimir Putin, o Pentágono disse, na terça-feira, que não tem informações que corroborem os relatórios que sugerem que a Rússia pode estar a movimentar armas nucleares por via ferroviária. No mesmo dia, a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) anunciou que o seu diretor-geral irá esta semana a Kyiv e depois a Moscovo, para discutir a instalação de uma zona de segurança em torno da central nuclear ucraniana de Zaporíjia.

Continuam a ser encontradas evidências de "crimes de guerra" nos territórios que estiveram ocupados pelas forças russas. Na região de Kharkiv, mais especificamente em Pisky-Radkivski, as autoridades ucranianas encontraram mais uma câmara de tortura.

Fim de acompanhamento

Teresa Banha | há 1 mês

Boa noite. Encerramos aqui mais um acompanhamento AO MINUTO da guerra na Ucrânia. Abriremos um novo registo na manhã de quinta-feira. Obrigada por ter estado desse lado.
 

EUA acreditam que Kyiv deu 'luz verde' a explosão que matou Daria Dugina

Teresa Banha | há 1 mês

Ao New York Times, fontes dos serviços secretos norte-americanos dizem que oficiais ucranianos foram repreendidos, mas não explicaram se o presidente da Ucrânia estaria a par deste plano.

EUA acreditam que Kyiv deu 'luz verde' a explosão que matou Daria Dugina

Ao The New York Times, fontes dos serviços secretos norte-americanos dizem que oficiais ucranianos foram repreendidos, mas não explicaram se o presidente da Ucrânia estaria a par deste plano.

Notícias ao Minuto | 23:53 - 05/10/2022


  

Kyiv pede sanções face ao anúncio da Rússia sobre o controlo da central

Teresa Banha | há 1 mês

O conselheiro da presidência da Ucrânia comentou, esta quarta-feira, o anúncio de que o governo russo assumia a partir de hoje o controlo administrativo da central nuclear de Zaporíjia. Mykhaylo Podolyak pediu que perante este anúncio a resposta imeadiata fosse "de sanções contra a Rosatom [Empresa Estatal de Energia Nuclear russa], a interrupção de todas as construções de instalações nucleares com a Rússia e a rejeição de qualquer colaboração na indústria nuclear com o país". 
 

Stoltenberg elogia "corajoso povo ucraniano" e militares pelo progresso

Teresa Banha | há 1 mês

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte elogiou, esta quarta-feira, "o corajoso povo ucraniano" pelo progresso que têm feito no campo de batalha.

"Falei hoje com o presidente Volodymyr Zelenksy e elogiei o corajoso povo ucraniano e os militares pelo progresso impressionante em reconquistar território dos agressores russos. A Rússia tem que parar esta guerra. A NATO vai apoiar e manter o apoio à Ucrânia durante o tempo que for necessário", escreve Jens Stoltenberg no Twitter.

Três localidades em Kherson libertadas do exército russo

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Ucrânia disse, esta quarta-feira, que foram libertadas mais três localidades na região de Kherson. De acordo com Volodymyr Zelensky, as localidades que deixaram de estar nas mãos dos russos são Novovoskresenske, Novohryhorivka and Petropavlivka - a leste da cidade de Kherson.

O anúncio foi feito durante o discurso diário do responsável ucraniano, durante o qual também falou sobre a candidatura conjunto ao Mundial 2030 da Ucrânia, Portugal e Espanha.

Zelensky diz que exército ucraniano reconquistou três aldeias em Kherson

O exército ucraniano reconquistou três novas aldeias, na região de Kherson, no sul do país, que estavam sob domínio russo, anunciou hoje o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, noticia a agência AFP.

Lusa | 22:36 - 05/10/2022

Mais de 50 sepulturas encontradas em Lyman (maioria está identificada)

Teresa Banha | há 1 mês

Mais de 50 campas terão sido encontradas em Lyman, a cidade de Donetsk que, na semana passada foi reconquistada pelas tropas ucranianas.

De acordo com a imprensa ucraniana, a maioria das campas estavam identificadas com nomes, e as restantes com números.

A cidade Lyman foi recuperada no dia em que o presidente da Rússia anunciou a anexação de quatro regiões - incluindo Donetsk.

Candidatura conjunta ao Mundial? "É mais do que símbolo de fé na vitória"

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, saudou hoje o simbolismo de vitória, após ter sido conhecido que a Ucrânia vai integrar a candidatura conjunta de Portugal e Espanha à organização do Mundial2030 de futebol.

Esta candidatura "é mais do que um símbolo de fé na nossa vitória comum", escreveu Zelensky na sua conta oficial na rede social Twitter, acrescentando que "a Ucrânia vai resistir, prevalecer e ser reconstruída com a solidariedade dos seus parceiros".

As federações dos dois países ibéricos oficializaram hoje, em conferência de imprensa na sede da UEFA, que a Ucrânia vai acompanhar Portugal e Espanha numa candidatura conjunta à organização do Mundial2030 de futebol.

Saiba mais aqui.

Marcelo considera que Ucrânia reforça candidatura ibérica ao Mundial 2030

Teresa Banha | há 1 mês

O Presidente da República considerou, esta quarta-feira, que a participação da Ucrânia na candidatura de Portugal e Espanha ao Mundial2030 de futebol representa mais um gesto de solidariedade para com esse país, mas também reforça a pretensão ibérica.

Marcelo considera que Ucrânia reforça candidatura ibérica ao Mundial 2030

O Presidente da República considerou, esta quarta-feira, que a participação da Ucrânia na candidatura de Portugal e Espanha ao Mundial2030 de futebol representa mais um gesto de solidariedade para com esse país, mas também reforça a pretensão ibérica.

Lusa | 19:35 - 05/10/2022

Fugas nos gasodutos? "Equivalentes a emissões de Paris ao longo do ano"

Teresa Banha | há 1 mês

As fugas de gás nos gasodutos Nord Stream 1 e 2 libertaram cerca de 70 mil toneladas de metano, um gás com um importante efeito de estufa, segundo estimativas de investigadores franceses com base em observações atmosféricas, divulgadas esta quarta-feira.

Fugas nos gasodutos? "Equivalentes a emissões de Paris ao longo do ano"

As fugas de gás nos gasodutos Nord Stream 1 e 2 libertaram cerca de 70 mil toneladas de metano, um gás com um importante efeito de estufa, segundo estimativas de investigadores franceses com base em observações atmosféricas, divulgadas esta quarta-feira.

Lusa | 19:27 - 05/10/2022

Défices e consequências? Marcelo quer "tratamento justo" na UE

Teresa Banha | há 1 mês

O Presidente da República defendeu, esta quarta-feira, que deve haver um "tratamento justo" a nível europeu do eventual aumento dos défices orçamentais devido à guerra e à situação económica, para que uns "não sejam apontados como incumpridores".

Neste encontro, que decorre durante todo o dia de quinta-feira, em La Valletta, o chefe de Estado português espera que sejam abordadas também as consequências económicas da guerra na Ucrânia, quer em cada país, quer a nível europeu.

Défices e consequências? Marcelo quer "tratamento justo" na UE

O Presidente da República defendeu, esta quarta-feira, que deve haver um "tratamento justo" a nível europeu do eventual aumento dos défices orçamentais devido à guerra e à situação económica, para que uns "não sejam apontados como incumpridores".

Lusa | 19:15 - 05/10/2022

Rússia não exportará petróleo a países que não respeitem preço de mercado

Teresa Banha | há 1 mês

A Rússia não exportará petróleo para os países que não respeitem os preços de mercado e que tentem limita-los, alertou, esta quarta-feira, o vice primeiro-ministro russo, Alexander Novak, ao comentar a decisão de fixação do preço do crude russo pelo Ocidente.

Rússia não exportará petróleo a países que não respeitem preço de mercado

A Rússia não exportará petróleo para os países que não respeitem os preços de mercado e que tentem limita-los, alertou hoje o vice primeiro-ministro russo, Alexander Novak, ao comentar a decisão de fixação do preço do crude russo pelo Ocidente.

Lusa | 18:30 - 05/10/2022

TotalEnergies continuará a importar gás liquefeito "até haver sanções"

Teresa Banha | há 1 mês

A TotalEnergies, empresa energética francesa, anunciou, esta quarta-feira, que vai continuar a importar gás natural liquefeito à Rússia.

"Vamos continuar a importar gás natural liquefeito enquanto não houver sanções, ou pressões, da Europa no gás, porque estamos a contribuir para a segurança do fornecimento na Europa", explicou o CEO da empresa, Patrick Pouyanne, durante uma conferência sobre energia, em Londres.

"Se houver sanções, vamos parar imediatamente"

Central de Zaporíjia prepara-se para reativar um dos reatores desligados

Teresa Banha | há 1 mês

A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) anunciou, esta quarta-feira, que os funcionários da central nuclear de Zaporíjia, na Ucrãnia, se prepararam para reativar um dos reatores nucleares - os seis reatores do local fora, ao longo deste conflito, sendo desativados.

"Os representantes informaram os epsceialistas na central de Zaporíjia que estão a preparar-se para ativar o reator n.º 5 com energia reduzida para produzir vapor e calor para as necessidades da planta", escreve a agência em comunicado.

A AIEA explica, no entanto, que esta reativação deverá levar algum tempo.

OCDE inicia procedimento para adesão da Ucrânia à organização

Teresa Banha | há 1 mês

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) iniciou o procedimento para a adesão da Ucrânia, depois do Conselho da organização o ter designado hoje como um potencial país membro.

OCDE inicia procedimento para adesão da Ucrânia à organização

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) iniciou o procedimento para a adesão da Ucrânia, depois do Conselho da organização o ter designado hoje como um potencial país membro.

Lusa | 17:41 - 05/10/2022

Grossi a caminho de Kyiv (e também esperando em Moscovo)

Teresa Banha | há 1 mês

O diretor da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) visita, esta semana, Kyiv, na Ucrânia. "A caminho de Kyivb para encontros importantes", lê-se no Twitter do responsável, Rafael Grossi. "A necessidade de segurança nuclear e proteção da zona (de Zaporíjia) é mais urgente do que nunca", escreve.

Para além da visita à capital ucraniana, é esperado que Grossi visite também Moscovo, na Rússia, por forma a discutir a segurança nuclear, que está sob ameaça desde que a guerra começou.

Governo russo assume controlo administrativo de central de Zaporíjia

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Rússia ordenou, esta quarta-feira, que o governo russo assuma funções na central nuclear de Zaporíjia, a maior na Europa, que está sob controlo das forças armadas do país praticamente desde o início da invasão na Ucrânia. A informação é avançada prla agência France-Press.

"O governo vai garantir que as instalações da central são integradas como propriedades do Estado"

Líder checheno promovido por Putin a coronel-general

Teresa Banha | há 1 mês

O líder da República Russa da Chechénia, Ramzan Kadyrov, anunciou, esta quarta-feira, que foi promovido a coronel-general pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, numa altura em que as forças de Moscovo sofrem retrocessos na Ucrânia, adianta a AFP.

Líder checheno promovido por Putin a coronel-general

O líder da República Russa da Chechénia, Ramzan Kadyrov, anunciou hoje que foi promovido a coronel-general pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, numa altura em que as forças de Moscovo sofrem retrocessos na Ucrânia, adianta a AFP.

Lusa | 16:10 - 05/10/2022


  

Bruxelas quer reforço do orçamento da UE para ajuda humanitária

Teresa Banha | há 1 mês

A Comissão Europeia propôs, esta quarta-feira, um reforço das verbas destinadas à ajuda humanitária nos orçamentos da União Europeia (UE) para 2022 e 2023, em resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Ucrânia: Bruxelas quer reforço do orçamento da UE para ajuda humanitária

A Comissão Europeia propôs hoje um reforço das verbas destinadas à ajuda humanitária nos orçamentos da União Europeia (UE) para 2022 e 2023, em resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Lusa | 14:25 - 05/10/2022

Russo pede que autoridades digam verdade sobre derrotas

Carmen Guilherme | há 1 mês

O presidente do Comité de Defesa da Duma pediu, esta quarta-feira, às autoridades militares da Rússia, que digam a verdade sobre os desenvolvimentos no campo de batalha na Ucrânia, depois de várias derrotas. 

"Precisamos de parar de mentir. Os relatórios do Ministério da Defesa não mudam. O povo sabe. O nosso povo não é burro. Isto pode levar à perda de credibilidade", disse Andrei Kartapolov, que é presidente do Comité de Defesa da câmara baixa do parlamento russo (Duma), em declarações a um jornalista da imprensa estatal russa, segundo cita a AFP.

Guerra na Ucrânia? Alto-funcionário russo pede que se diga a verdade

Palavras são do presidente do Comité de Defesa da Duma, que já foi vice-chefe do Estado-Maior russo.

Notícias ao Minuto | 16:33 - 05/10/2022

 

Guerra na Ucrânia aumentou risco de desastre nuclear, diz especialista

Teresa Banha | há 1 mês

A guerra na Ucrânia aumentou o risco de um desastre nuclear e poderá atrasar a construção de centrais por empresas russas noutros países, caso as sanções económicas sejam alargadas a este setor, afirmou o especialista Mycle Schneider. 

Guerra na Ucrânia aumentou risco de desastre nuclear, diz especialista

A guerra na Ucrânia aumentou o risco de um desastre nuclear e poderá atrasar a construção de centrais por empresas russas noutros países, caso as sanções económicas sejam alargadas a este setor, afirmou o especialista Mycle Schneider. 

Lusa | 15:10 - 05/10/2022

Putin espera que situação militar em territórios anexados "se estabilize"

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Presidente russo, Vladimir Putin, declarou hoje que espera que a situação militar nos territórios ucranianos anexados recentemente por Moscovo "se estabilize", apesar das dificuldades das tropas russas que estão a recuar diante das forças de Kyiv.

"Assumimos que a situação irá estabilizar-se e que podemos desenvolver essas áreas pacificamente", disse Putin durante uma reunião transmitida pela televisão russa.

Putin assegurou hoje que o resultado dos "referendos" de anexação "não apenas provocou satisfação, mas também surpreendeu", dadas as "condições difíceis" no local.

"O resultado é mais do que convincente, é absolutamente transparente e sem dúvidas", garantiu Putin.

Leia mais aqui.

Presidente da Rússia assinou decreto que faz "correções" a mobilização

Carmen Guilherme | há 1 mês

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que assinou um decreto que faz "correções" à mobilização militar parcial anunciada no passado dia 21 de setembro.

Estas declarações foram feitas pelo chefe de Estado russo durante uma reunião com professores, no âmbito do Dia Mundial do Professor, que foi transmitida na televisão, segundo a Reuters.

Putin disse que o decreto adiaria o recrutamento para categorias adicionais de estudantes, incluindo matriculados em universidades privadas credenciadas e alguns estudantes de pós-graduação.

Oficial: Ucrânia junta-se à candidatura ibérica ao Mundial'2030

Carmen Guilherme | há 1 mês

A Ucrânia junta-se a Portugal e Espanha numa candidatura conjunta à organização do Mundial2030 de futebol, oficializaram hoje as federações dos dois países ibéricos.

"É uma honra anunciar que a Ucrânia se junta à candidatura. As duas federações comunicaram a decisão à UEFA, que manifestou o seu total apoio. É, por isso, que aqui estamos hoje. Tem especial significado fazer este anúncio na casa do futebol europeu. O futebol é muito mais do que futebol. Futebol é superação, compromisso, resiliência e inspiração", disse Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, numa conferência de imprensa que decorreu na sede da UEFA, na cidade suíça de Nyon.

Oficial: Ucrânia junta-se à candidatura ibérica ao Mundial'2030

Decisão foi confirmada na tarde desta quarta-feira.

Notícias ao Minuto | 13:09 - 05/10/2022

Territórios anexados "ficarão com a Rússia para sempre", diz Kremlin

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Kremlin afirmou, esta quarta-feira, que as regiões ucranianas anexadas “ficarão com a Rússia para sempre” apesar dos recuos das tropas russas no terreno.

Em conferência de imprensa, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que os planos de anexar quatros regiões ucranianas vão ser levados adiante e que não há contradição entre a incorporação destes territórios na Rússia e retiradas militares.

"Eles [territórios] ficarão com a Rússia para sempre e serão devolvidos", disse, segundo a Reuters, numa altura em que a Ucrânia está a avançar no campo de batalha e a chegar às regiões anexadas ilegalmente. 

Territórios anexados "ficarão com a Rússia para sempre", diz Kremlin

Retiradas militares não afetam planos de anexação, assegura Moscovo.

Notícias ao Minuto | 12:00 - 05/10/2022

Guerra entrou em "fase perigosa" de "cenário assustador" ao nível nuclear

Carmen Guilherme | há 1 mês

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, considerou hoje que a guerra da Ucrânia, causada pela invasão russa, está agora "numa fase perigosa" devido ao "cenário assustador" relativo às armas nucleares da Rússia.

"A guerra continua e as notícias do campo de batalha são boas para a Ucrânia. A Ucrânia está a voltar à ofensiva, [mas] a guerra entrou numa nova fase, uma fase que é sem dúvida perigosa porque estamos perante um cenário assustador, ao qual não devemos fechar os olhos", declarou o Alto representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança.

Leia mais aqui.

Von der Leyen quer proteger melhor infraestruturas após "sabotagem" russa

Carmen Guilherme | há 1 mês

A presidente da Comissão Europeia defendeu hoje a proteção das infraestruturas energéticas da União Europeia (UE), após a sabotagem russa nos gasodutos da Nordstream I e II, propondo testes de 'stress' e melhor reação a ruturas súbitas.

"Os atos de sabotagem contra os gasodutos Nordstream [I e II] mostraram quão vulneráveis são as nossas infraestruturas energéticas, [já que], pela primeira vez na história recente, tornaram-se um alvo", afirmou Ursula von der Leyen.

"Os oleodutos e cabos submarinos ligam cidadãos e empresas europeias ao mundo e são oleodutos e gasodutos de dados e energia, [sendo] do interesse de todos os europeus proteger melhor esta infraestrutura crítica", salientou.

Von der Leyen quer proteger melhor infraestruturas após "sabotagem" russa

A presidente da Comissão Europeia defendeu hoje a proteção das infraestruturas energéticas da União Europeia (UE), após a sabotagem russa nos gasodutos da Nordstream I e II, propondo testes de 'stress' e melhor reação a ruturas súbitas.

Lusa | 11:25 - 05/10/2022

Alcançado acordo entre países da UE para novo pacote de sanções à Rússia

Carmen Guilherme | há 1 mês

Os Estados-membros da União Europeia (UE) chegaram hoje a acordo político sobre novas sanções à Rússia pela invasão da Ucrânia, um oitavo pacote que deverá entrar em vigor na quinta-feira como "forte resposta" à anexação de territórios ucranianos.

A informação foi avançada aos meios de comunicação social europeus por fonte oficial da presidência checa do Conselho da UE, que indicou que "os embaixadores [dos Estados-membros] acabam de chegar a um acordo político sobre novas sanções contra a Rússia".

Vincando que esta é "uma forte resposta da UE à anexação ilegal de Putin de territórios ucranianos", a mesma fonte adiantou que o texto será agora finalizado para o procedimento escrito estar concluído na quinta-feira de manhã, prevendo-se publicação no Jornal Oficial da União Europeia nesse dia.

Comissão Europeia "preparada" para discutir teto ao preço do gás na luz

Carmen Guilherme | há 1 mês

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, garantiu hoje que a instituição está "preparada" para discutir tetos ao preço do gás para produção de eletricidade na União Europeia (UE), "primeiro passo" para reformar o mercado elétrico.

"Os preços elevados do gás estão a fazer subir os preços da eletricidade, [pelo que] temos de limitar este impacto inflacionário do gás na eletricidade em toda a Europa. É por isso que estamos prontos a discutir um limite ao preço do gás que é utilizado para gerar eletricidade", disse Ursula von der Leyen.

"Mas também temos de olhar para os preços do gás para além do mercado da eletricidade" e, por isso, "trabalharemos também em conjunto com os Estados-membros para reduzir os preços do gás e limitar a volatilidade e o impacto da manipulação dos preços pela Rússia", indicou, sem concretizar.

Leia mais aqui.

Gazprom e ENI anunciam restabelecimento de gás da Rússia a Itália

Carmen Guilherme | há 1 mês

O fluxo de gás russo entre a Rússia e a Itália através do território austríaco foi restabelecido hoje, depois de vários dias de suspensão devido a recentes alterações regulamentares na Áustria, confirmaram as empresas Gazprom (russa) e ENI (italiana).

Gazprom e ENI anunciam restabelecimento de gás da Rússia a Itália

O fluxo de gás russo entre a Rússia e a Itália através do território austríaco foi restabelecido hoje, depois de vários dias de suspensão devido a recentes alterações regulamentares na Áustria, confirmaram as empresas Gazprom (russa) e ENI (italiana).

Lusa | 10:15 - 05/10/2022

Putin poderá dirigir-se à nação esta quarta-feira

Carmen Guilherme | há 1 mês

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, poderá dirigir-se à nação, ainda esta quarta-feira, para mudar o estatuto da "operação militar especial". A informação é avançada pelo jornal russo independente Readovka e não pela imprensa estatal. 

Jovem irlandês morre a lutar pela Ucrânia

Carmen Guilherme | há 1 mês

Um jovem irlandês, de 23 anos, morreu enquanto lutava na Ucrânia, confirmou a família, de acordo com a Sky News.

Rory Mason integrava a Legião Internacional do Exército ucraniano e morreu perto da fronteira russa.

"Embora estejamos profundamente tristes com sua morte, estamos muito orgulhosos da sua coragem, determinação e altruísmo em alistar-se imediatamente para apoiar a Ucrânia", disse o pai de Rory.

Em comunicado, a Legião Internacional para a Defesa da Ucrânia disse que, enquanto conduzia as operações de contraofensiva em Kharkiv, a unidade de Mason foi atacada.

Um ferido em ataques com drones iranianos a 100 quilómetros de Kyiv

Carmen Guilherme | há 1 mês

Uma pessoa ficou ferida em ataques suicidas com drones iranianos contra a cidade de Bila Tserkva, a cerca de 100 quilómetros a sul de Kyiv, disse hoje o governador regional, sendo uma estreia do género nesta região.

"Durante a noite, o inimigo realizou ataques com drones kamikaze do tipo Shahed-136 contra Bila Tserkva", disse o governador Oleksiy Kouleba no Telegram, relatando que do ataque resultou um ferido e danos em infraestruturas.

O que dizem os tratados de anexação promulgados pelo presidente russo?

Carmen Guilherme | há 1 mês

Segundo a agência estatal russa Tass, os tratados promulgados por Putin definem que "os limites dos novos súditos da Federação" serão "determinados pelos limites que 'existiam no dia da sua formação e aceitação na Federação Russa'".

Além disso, "até à eleição dos chefes das novas regiões, de acordo com a lei russa", os territórios "serão liderados por funcionários temporários nomeados por Putin". "As eleições dos parlamentos regionais serão realizadas num único dia de votação em setembro de 2023", escreve ainda a agência. 

A Tass noticia que as "novas regiões serão integradas no âmbito do período de transição, que durará até 2026". Até 2023, "será possível pagar em hryvnias" (moeda ucraniana) e depois "apenas o rublo russo se tornará a unidade monetária nesses territórios".

"As forças armadas das novas regiões" devem "ser incluídas nas russas", e "as normas legislativas que contradizem a Constituição" da Federação Russa, "não serão aplicadas".

Putin promulga tratados de anexação

Carmen Guilherme | há 1 mês

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, já promulgou os tratados de anexação de quatro regiões ucranianas, após a sua ratificação pelo Parlamento russo, avança, esta quarta-feira, a imprensa local.

Recorde-se que Putin formalizou na sexta-feira em Moscovo a anexação das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk e das regiões de Kherson e Zaporijia, áreas parcialmente ocupadas pela Rússia no leste e sul da Ucrânia, após a realização de referendos, considerados ilegais por grande parte da comunidade internacional.

As quatro regiões representam cerca de 15% do território da Ucrânia, ou cerca de 100.000 quilómetros quadrados, um pouco mais do que a dimensão de países como a Hungria e Portugal ou um pouco menos do que a Bulgária, segundo a agência espanhola EFE.

Zelensky partilha imagens de Lyman, libertada das forças russas

Carmen Guilherme | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, partilhou uma série de imagens da cidade de Lyman, recentemente libertada, na região de Donetsk.

"A nossa Lyman depois do ocupante. Todos os fundamentos da vida foram destruídos aqui. Eles [russos] estão a fazer isto em todos os territórios que apreendem. Isto só pode ser interrompido de uma maneira: libertar a Ucrânia, a vida, a humanidade, a lei e a verdade o mais rápido possível".

Forças ucranianas aproximam-se das fronteiras de Luhansk

Carmen Guilherme | há 1 mês

O Ministério da Defesa do Reino Unido avança que as forças ucranianas se estão a aproximar das fronteiras de Luhansk, uma área da qual a Rússia anunciou a anexação na semana passada.

No seu relatório diário, a Defesa do Reino Unido disse que é "altamente provável que a Ucrânia possa agora atacar a estrada principal Svatove-Kremina com a maioria de seus sistemas de artilharia, sobrecarregando ainda mais a capacidade da Rússia de reabastecer as suas unidades no leste".

"Politicamente, os líderes russos provavelmente estarão preocupados com o facto de as principais unidades ucranianas estarem a aproximar-se das fronteiras de Luhansk, que a Rússia afirmou ter formalmente anexado na sexta-feira passada", acrescenta.

"A Ucrânia continua a progredir nas operações ofensivas nas frentes nordeste e sul. No nordeste, em Kharkiv Oblast, a Ucrânia agora consolidou uma área substancial de território a leste do rio Oskil", lê-se ainda.

 

 

Início da cobertura

Carmen Guilherme | há 1 mês

Bom dia. Iniciamos mais uma cobertura AO MINUTO de todos os acontecimentos mais relevantes da guerra na Ucrânia, que já dura há mais de sete meses. 

Recorde abaixo os últimos acontecimentos de terça-feira, 4 de outubro:

AO MINUTO: Avanços "rápidos e poderosos"; Câmara de tortura em Kharkiv

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:47 - 04/10/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório