Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 8º MÁX 19º

AO MINUTO: Rússia veta condenação na ONU; "Cada centímetro" defendido

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Rússia veta condenação na ONU; "Cada centímetro" defendido
Notícias ao Minuto

08:27 - 30/09/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Ucrânia/Rússia

O presidente russo, Vladimir Putin, reconheceu hoje a independência das regiões ucranianas de Kherson e Zaporíjia, no sul da Ucrânia, depois de já o ter feito com as autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk em fevereiro passado.

Este foi o último passo antes de Putin formalizar, esta sexta-feira, a anexação dos quatro territórios ucranianos com a assinatura dos tratados correspondentes.

A Ucrânia garante que tanto os referendos quanto a anexação são ilegais, enquanto o Ocidente também anunciou que adotará novas sanções contra o Kremlin.

Fim de acompanhamento

Teresa Banha | há 1 mês

Boa noite. Encerramos aqui este acompanhamento AO MINUTO de todas as notícias relacionadas com a guerra na Ucrânia. Iniciaremos um novo registo na manhã de sábado. Bom fim de semana!

Noruega protege petróleo e gás com ajuda alemã, britânica e francesa

Teresa Banha | há 1 mês

A Noruega, que é o principal fornecedor de gás da Europa, aceitou as contribuições militares alemã, britânica e francesa, para garantir a segurança das suas explorações de petróleo e gás, anunciou, esta sexta-feira, o seu primeiro-ministro.

Noruega protege petróleo e gás com ajuda alemã, britânica e francesa

A Noruega, que é o principal fornecedor de gás da Europa, aceitou as contribuições militares alemã, britânica e francesa, para garantir a segurança das suas explorações de petróleo e gás, anunciou hoje o seu primeiro-ministro.

Lusa | 00:01 - 01/10/2022

Alemanha patrulha Mar do Norte e Báltico com todas as forças disponíveis

Teresa Banha | há 1 mês

A polícia alemã está a patrulhar o Mar do Norte e o Mar Báltico com "todas as forças disponíveis", depois de explosões terem danificado os gasodutos submarinos Nord Stream provenientes da Federação Russa, assegurou, esta sexta-feira, a ministra do Interior da Alemanha.

Alemanha patrulha Mar do Norte e Báltico com todas as forças disponíveis

A polícia alemã está a patrulhar o Mar do Norte e o Mar Báltico com "todas as forças disponíveis", depois de explosões terem danificado os gasodutos submarinos Nord Stream provenientes da Federação Russa, assegurou hoje a ministra do Interior.

Lusa | 23:37 - 30/09/2022

120 mil russos convocados para o serviço militar obrigatório no outono

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Rússia assinou, esta sexta-feira, um decreto-lei no qual está prevista uma campanha de recrutamento no outono.

De acordo com a Tass, citada pela Reuters, o documento prevê a convocatória de 120 mil cidadãos para o serviço militar obrigatório. Segundo avançou a agência estatal russa, o ministro da Defesa do país, Sergei Shoigul, disse que este recrutamento "em nada estava relacionada com a operação especial".

Todos os homens na Rússia deverão fazer um ano de serviço militar entre os 18 e os 27 anos, ou treino euqivalente enquanto estiverem no ensino superior.

Após anexação, Ucrânia faz pedido ao Tribunal de Haia

Teresa Banha | há 1 mês

O ministro da Defesa dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia disse, esta sexta-feira, que na sequência da anexação ilegal de territórios do país por parte da Rússia, foi contactado o Tribunal de Haia, responsável pelos crimes de guerra.

"Na sequência da tentativa de anexação de Putin, a Ucrãnia informou, oficialmente, o Tribunal Internacional de Crimes de Guerra de que esta ação viola de forma flagrante a sua ordem juridicamente vinculativa sobre Medidas Provisórias emitida a 16 de março", escreveu numa publicação no Twitter. "Instamos o Tribunal a ouvir o caso sobre o mérito o mais rápido possível", rematou Dmytro Kuleba.

Michel pede 'União de Energia' para combater "míssil energético" russo

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, defendeu, esta sexta-feira, o desenvolvimento de uma nova 'União de Energia' para combater o "míssil energético" que a Rússia lançou contra o "coração" do sistema económico e social da Europa.

Michel pede 'União de Energia' para combater "míssil energético" russo

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, defendeu hoje o desenvolvimento de uma nova 'União de Energia' para combater o "míssil energético" que a Rússia lançou contra o "coração" do sistema económico e social da Europa.

Lusa | 21:58 - 30/09/2022

Ex-diplomata dos EUA na Rússia diz que se "estão a fazer passar" por ele

Teresa Banha | há 1 mês

Um antigo embaixador dos Estados Unidos na Rússia informou, esta sexta-feira, que alguém "se estava a fazer passar" por ele. "Alguém que está a usar o número de telefone  +1 (202) 7549885 está a fazer-se passar por mim. Se aceitarem uma ligação de vídeo com este número vão ver uma uma imagem gerada pela Inteligência Artificial que se parece comigo e fala como eu. Não sou eu. Este é um novo tipo de arma de guerra. Tenham cuidado", escreve Michael McFaul numa publicação partilhada no Twitter.

O ex-diplomata sublinha ainda que "não consegue confirmar de quem se trata", e que podem ser apenas vândalos, mas alertou para que as perguntas que eles fazem serem com o objetivo de "minar os esforços diplomáticos e de guerra da Ucrânia".

Let me add an obvious caveat. I cannot confirm who this caller is. It could just be hooligans. But the questions they ask are obviously designed to undermine Ukraine's diplomatic and war efforts.

Gasodutos. Blinken diz que acusações de Putin são "absurdas"

Teresa Banha | há 1 mês

O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, negou, esta sexta-feira, as acusações "absurdas" e "ultrajantes" do Presidente russo, Vladimir Putin, que acusou os países anglo-saxónicos de serem responsáveis pelas fugas nos gasodutos Nord Stream 1 e 2.

Fuga de Gás no Nord Stream. "Libertação de metano sem precedentes"

É estimado que entre 50% a 100% do total de metano emitido após a fuga de gás deverá chegar à atmosfera.

Notícias ao Minuto | 23:45 - 29/09/2022


  

ONU: Fuga de metano no Báltico é "provavelmente maior emissão registada"

Teresa Banha | há 1 mês

Um dos responsáveis do Programa Ambiental da Organização das Nações Unidas (ONU) disse, esta sexta-feira, que a fuga de gás do Nord Stream poderá ser a maior libertação de metano prejudicial de que há registo.

"Isto é muito mau - muito provavelmente a maior emissão alguma vez registada", explicou à Reuters o diretor do Observatório Internacional de Emissões de Metano da ONU. "Isto não vem ajudar numa altura em que nós precisamos mesmo de reduzir as emissões", afirmou Manfredi Caltagirone.

Não se sabe qual a quantidade exata que foi libertada na fuga de gás, que aconteceu na segunda-feira, no Mar Báltico, mas a ideia de que esta fuga de gás é a maior de sempre já foi também defendida por alguns cientistas à Associated Press.

Fuga de Gás no Nord Stream. "Libertação de metano sem precedentes"

É estimado que entre 50% a 100% do total de metano emitido após a fuga de gás deverá chegar à atmosfera.

Notícias ao Minuto | 23:45 - 29/09/2022

Embaixada da Rússia nos EUA vandalizada. Veja as imagens

Teresa Banha | há 1 mês

A embaixada da Rússia nos Estados Unidos foi vandalizada, esta sexta-feira. O local, que fica em Nova Iorque, foi pintado com tinta vermelha, no dia em que o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou e celebrou a anexação ilegal de quatro territórios ucranianos.

Guterres? "Instrumento de propaganda", diz MNE russo

Teresa Banha | há 1 mês

A porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia disse, esta sexta-feira, que o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) era um "instrumento de propaganda".

"Consideramos inaceitável que o secretário-geral da ONU se esteja a tornar num instrumento de propaganda e pressão nos estados-membros quando ele guiar-se pela Carta das Nações Unidas", afirmou Maria Zakharova em comunicado.

As declarações surgem depois de António Guterres ter dito, na quinta-feira, que a anexação ilegal destes quatro territórios ia levar a uma "escalada de tensão na guerra".

Zelensky sobre anexação ilegal: "Outra farsa aconteceu em Moscovo hoje"

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Ucrânia voltou a considerar, esta sexta-feira, que a anexação dos territórios ucranianos eram uma "farsa".

"Outra farsa aconteceu em Moscovo hoje", disse, durante o seu discurso diário habitual, acrescentando:  "Alguma coisa foi celebrada lá. Eles entoaram algo e cantaram". Volodymyr Zelensky referia-se, nomeadamente, à cerimónia que decorreu na Praça Vermelha, na capital russa, onde o presidente da Rússia disse que "a vitória" seria do país.

"Estavam a falar de Zaporíjia - quando foram eles que arranjaram algo em Zaporíjia", mencionou, referindo-se ao ataque que matou, pelo menos, 30 pessoas que estavam numa escola humanitária.

O responsável disse também que as negociações com o Ocidente continuavam, por forma a "sancionar algumas pessoas em especial".

"Claro que as sanções vão ser também aplicadas aos cidadãos de outros países que fizeram parte da farsa da Rússia quanto aos territórios ocupados na Ucrânia", notou, referindo-se às regiõoes de Donetsk, Lugansk, Zaporíjia e Kherson, cuja anexação à Rússia foi hoje anunciada e celebrada.

Zelensky referiu ainda ao cerco que as tropas ucranianas fizeram hoje aos militares russos em Lyman, na região de Donetsk. "São passos importantes para nós. E agradeço aos nossos combatentes por implementarem estes planos de defesa. São muito importantes", acrescentou.

 

Rússia veta no Conselho de Segurança resolução que condena referendos

Teresa Banha | há 1 mês

A Rússia vetou, esta terça-feira, como esperado, uma resolução apresentada pelos Estados Unidos e pela Albânia no Conselho de Segurança da ONU que condenava os referendos de anexação russos em territórios ucranianos sob ocupação de Moscovo.

Rússia veta no Conselho de Segurança resolução que condena referendos

A Rússia vetou hoje, como esperado, uma resolução apresentada pelos Estados Unidos e pela Albânia no Conselho de Segurança da ONU que condenava os referendos de anexação russos em territórios ucranianos sob ocupação de Moscovo.

Lusa | 20:36 - 30/09/2022

Discurso de Putin prova que para a Rússia "a culpa é sempre dos outros"

Teresa Banha | há 1 mês

O historiador e jornalista José Milhazes comentou, esta sexta-feira, o discurso do presidente russo, Vladimir Putin, no âmbito da assinatura dos tratados de anexação das regiões ucranianas de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporíjia.

Milhazes considerou que o discurso de Putin, marcado por críticas ao Ocidente, são a prova de que para a Rússia “a culpa é sempre dos outros”. “A Rússia não tem culpa de nada, os culpados são os outros. São os ocidentais, a NATO, os Estados Unidos. Depois são os europeus porque não reagem, não apoiam a Rússia”, ironizou.

Discurso de Putin prova que para a Rússia "a culpa é sempre dos outros"

"A Rússia não tem culpa de nada, os culpados são os outros", ironizou José Milhazes.

Márcia Guímaro Rodrigues | 20:25 - 30/09/2022

Blinken não vê sinais de que Putin vai usar armas nucleares

Teresa Banha | há 1 mês

O secretário de Estado dos Estados Unidos (EUA) disse, esta sexta-feira, que o país não vê sinais de que a Rússia esteja a pensar utilizar armas nucleares.

"Estamos a averiguar cautelosamente por forma a perceber se a Rússia está a fazer alguma coisa que leve ao uso de armas nucleares. Até agora, não vimos isso", explicou Antony Blinkend, durante uma conferência de imprensa, em Washington.

O responsável alertou, no entanto, que a Rússia estava "comprometida com a violência horrível na Ucrânia" e que por esse mesmo motivo os EUA "levam muito a sério as ameaças" feitas não só pelo presidente do país, Vladimir Putin, como também pelo ex-presidente DmitrY Medvedev, ou mesmo o ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov.

Blinken sublinhou ainda que não ia especular sobre o que o presidente da Rússia podia fazer, mas que os EUA tinham planos "para todos os cenários possíveis, incluindo o das ameaças nucleares".

Russos celebram anexação. Na Praça Vermelha fala-se numa "Ucrânia russa"

Teresa Banha | há 1 mês

Celebridades russas subiram ao palco e discursaram para a multidão que encheu a Praça Vermelha, na capital russa, Moscovo. Também Putin falou ao público para assinalar "dia histórico".

Russos celebram anexação. Na Praça Vermelha fala-se numa "Ucrânia russa"

Celebridades russas subiram ao palco e discursaram para a multidão que encheu a Praça Vermelha. Também Putin falou ao público para assinalar "dia histórico".

Notícias ao Minuto | 19:27 - 30/09/2022

 

Países e organizações condenam anexação e convocam embaixadores russos

Teresa Banha | há 1 mês

Vários países e organizações condenaram, esta sexta-feira, a anexação russa de territórios ucranianos, denunciando violações de soberania, e alguns aumentaram as sanções a Moscovo e chamaram embaixadores russos para explicações.

Países e organizações condenam anexação e convocam embaixadores russos

Vários países e organizações condenaram hoje a anexação russa de territórios ucranianos, denunciando violações de soberania, e alguns aumentaram as sanções a Moscovo e chamaram embaixadores russos para explicações.

Lusa | 19:25 - 30/09/2022


  

Kyiv e Moscovo trocam acusações por morte de onze civis no leste

Teresa Banha | há 1 mês

Pelo menos 11 civis foram encontrados mortos numa estrada após a retirada das tropas russas de grande parte da região de Kharkiv, com as duas partes em conflito a responsabilizarem-se mutuamente, indicou a agência France-Press.

Kyiv e Moscovo trocam acusações por morte de onze civis no leste

Pelo menos 11 civis foram encontrados mortos numa estrada após a retirada das tropas russas de grande parte da região de Kharkiv, com as duas partes em conflito a responsabilizarem-se mutuamente, indicou a agência noticiosa AFP.

Lusa | 19:11 - 30/09/2022

"A Rússia precisa de um sinal". Navalny e a "obsessão sangrenta" do país

Teresa Banha | há 1 mês

O opositor ao regime do presidente da Rússia sublinha, num artigo de opinião publicado no Washington Post, que os países do Ocidente têm que dar "um sinal" à Rússia e fala ainda do vice-presidente do Conselho de Segurança, Dmitry Medvedev, que diz ser "uma caricatura de Putin".

"A Rússia precisa de um sinal". Navalny e a "obsessão sangrenta" do país

O opositor ao regime do presidente da Rússia sublinha, num artigo de opinião publicado no Washington Post, que os países do Ocidente têm que dar "um sinal" à Rússia e fala ainda do vice-presidente do Conselho de Segurança, Dmitry Medvedev, que diz ser "uma caricatura de Putin".

Teresa Banha | 18:57 - 30/09/2022


  

Rússia facilita acesso a nacionalidade a estrangeiros que se alistem

Teresa Banha | há 1 mês

A Rússia vai facilitar o acesso à nacionalidade russa para estrangeiros que assinem um contrato com as Forças Armadas, através de um decreto assinado, esta sexta-feira, pelo presidente, Vladimir Putin.

Rússia facilita acesso a nacionalidade a estrangeiros que se alistem

A Rússia vai facilitar o acesso à nacionalidade russa para estrangeiros que assinem um contrato com as Forças Armadas, através de um decreto assinado hoje pelo Presidente, Vladimir Putin.

Lusa | 18:18 - 30/09/2022


  

NATO investigada explosões no Nord Stream

Teresa Banha | há 1 mês

O secretário-geral da NATO disse, esta sexta-feira, que os recursos militares da NATO estavam a participar nas investigações sobre as quatro fugas de gás no Nord Stream, que ocorrem na segunda-feira passada.

De acordo com Jens Stoltenberg, os envolvidos estão a recolher informações sobre os motivos que levaram à explosão, assim como a averiguar quem foram os responsáveis pelo incidente.

Os responsáveis, que estão a atuar no Mar Báltico, onde estão os gasodutos, estão a rever informações recolhidas ao longo das últimas semanas, por forma a "conseguirem descobrir alguma coisa que possa estar relacionada com o ataque".
 
 
 
 

EUA "preparados para defender qualquer centímetro de território da NATO"

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente dos Estados Unidos voltou a condenar, esta sexta-feira, a anexação dos territórios ucranianos. "O mundo nunca reconhecerá esta anexação. Não se pode roubar o território e sair impune", afirmou, durante uma conferência de imprensa na Casa Branca.

Joe Biden anunciou ainda que serão enviados cerca de 13 mil milhões de dólares pelo Congresso norte-americano no âmbito desta guerra. "Estamos preparados para defender qualquer centímetro de território da NATO", referiu, acrescentando que que será anunciado um novo pacote de sanções, no qual se irá incluir "qualquer pessoa que fornece apoio político a Putin e aos seus aliados".

Senhor Putin, não se engane. Estou a falar a sério

Ainda quanto às fugas de gás no Nord Stream, Biden considerou que foi um "ato de sabotagem" e que a Rússia está a transmitir desinformação, dado que estes negaram a responsabilidade pelas quatro fugas no Mar Báltico e disseram que este incidente só poderia ter sido levado a cabo por um Estado - e apontaram o dedo aos Estados Unidos.

As cinco regiões anexadas pela Rússia desde 2014

Teresa Banha | há 1 mês

Da região industrial do Donbass (nordeste) até à península da Crimeia (sul), a Rússia anexou até agora total ou parcialmente cinco regiões da Ucrânia, após referendos ilegais condenados pela comunidade internacional.

As cinco regiões anexadas pela Rússia desde 2014

Da região industrial do Donbass (nordeste) até à península da Crimeia (sul), a Rússia anexou até agora total ou parcialmente cinco regiões da Ucrânia, após referendos ilegais condenados pela comunidade internacional.

Lusa | 18:17 - 30/09/2022

Sobe para 30 o número de mortos em ataque a escolta humanitária

Teresa Banha | há 1 mês

O número de vítimas mortais decorrentes de um ataque a um autocarro humanitário, em Zaporíjia, na Ucrânia, subiu para 30, de acordo com as autoridades ucranianas.

"O inimigo lançou um ataque de mísseis numa escola humanitária com civis que estavam a caminho de Zaporíjia", escreveu o responsável pela região numa mensagem partilhada no Telegram.

De acordo com Oleksandr Starukh, há ainda 88 pessoas que ficaram feridas no ataque, que aconteceu enquanto as pessoas estavam "numa para ir buscar alguns familiares e e ajudar".

De acordo com o responsável da polícia, uma menina, de 11 anos, morreu, assim como um outro rapaz, que tinha 14 anos.

Número de mortos em ataque russo a Zaporíjia sobe para 30 pessoas

O número de vítimas hoje causado por um ataque russo contra um comboio humanitário na cidade de Zaporíjia, pouco antes de a Rússia anunciar a sua anexação, subiu para 30 mortos e 88 feridos, anunciou a polícia ucraniana.

Lusa | 22:12 - 30/09/2022

"Portugal não reconhece nem reconhecerá anexações" pela Rússia

Teresa Banha | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, garantiu, esta sexta-feira, que “Portugal não reconhece nem reconhecerá anexações” levadas a cabo pela Federação Russa e acusou o presidente Vladimir Putin, de “demonstrar absoluto desprezo pelo direito internacional”.

"Portugal não reconhece nem reconhecerá anexações" pela Rússia

Gomes Cravinho acusou Vladimir Putin de “demonstrar absoluto desprezo pelo direito internacional”.

Márcia Guímaro Rodrigues | 17:56 - 30/09/2022

Pedidos de vistos por russos disparam nas embaixadas alemãs

Teresa Banha | há 1 mês

Embaixadas alemãs em países vizinhos à Rússia veem os pedidos de autorização para entrar na Alemanha aumentarem.

Pedidos de vistos por russos disparam nas embaixadas alemãs

Embaixadas alemãs em países vizinhos à Rússia veem os pedidos de autorização para entrar na Alemanha aumentarem.

Notícias ao Minuto | 17:46 - 30/09/2022

NATO e G7 garantem não reconhecimento de anexação pela Rússia

Teresa Banha | há 1 mês

A NATO e o G7 expressaram, esta sexta-feira, o seu compromisso com a "soberania e integridade territorial" da Ucrânia, assegurando que não aceitam a anexação de quatro territórios ucranianos pela Rússia.

Ucrânia. NATO e G7 garantem não reconhecimento de anexação pela Rússia

A NATO e o G7 expressaram hoje o seu compromisso com a "soberania e integridade territorial" da Ucrânia, assegurando que não aceitam a anexação de quatro territórios ucranianos pela Rússia.

Lusa | 17:34 - 30/09/2022

Anexação, mobilização e ameaças? "Levarão a escalada na guerra", diz OSCE

Teresa Banha | há 1 mês

A organização europeia condenou as ações de Vladimir Putin e sublinhou que comportamentos como o da anexação ilegal de quatro territórios ucranianos, anunciada esta sexta-feira, são "ilegais".

Anexação, mobilização e ameaças? "Levarão a escalada na guerra", diz OSCE

A organização europeia condenou as ações de Vladimir Putin e sublinhou que comportamentos como o da anexação ilegal de quatro territórios ucranianos, anunciada esta sexta-feira, são "ilegais".

Notícias ao Minuto | 16:59 - 30/09/2022


  

"A vitória será nossa"

Teresa Banha | há 1 mês

Na Praça Vermelha, no centro de Moscovo, Putin garantiu que ia recuperar as zonas destruídas no Donbass, que a partir de hoje considera como parte do país.

"Tornamo-nos mais fortes porque estamos juntos, porque a verdade está do nosso lado e a força está do nosso lado. A vitória será nossa"

Militares "estão a defender a escolha que foi feita há poucos dias"

Teresa Banha | há 1 mês

Devemos esta festa aos nossos oficiais, às milícias do Donbass, aos voluntários. Hoje, aqui, na Praça Vermelha, estamos aqui enquanto eles não estão numa parada. Estão a defender a escolha que foi feita há poucos dias, estão no campo de batalha", continuou, propondo que como sinal de reconhecimento do "sacrifício" dos militares quem assistisse gritasse para que os militares "pudessem a ouvir a milhares de quilómetros".

"Bem vindos a casa", diz Putin

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Rússia discursou acerca dos referendos e consequente anexação, esta sexta-feira, em Moscovo, após a cerimónia de formalização.

"Ao longo das décadas estas pessoas tentaram retirar deles a sua consciência histórica, poríberem-nos de falar a língua materna e a cultura - e não conseguiram", afirmou, referindo-se aos ucranianos nas zonas separatistas do Donbass.

"A Rússia não apenas abre as portas da casa no Natal, estamos a abrir o nosso coração - bem vindos a casa", sublinhou, depois de dizer que durante os referendos, e enquanto houve ataques, "ninguém deixou a fila".

"É a maior escalada de tensão desde o início da guerra"

Teresa Banha | há 1 mês

"Pedimos a Putin que acabe com a guerra [...]. É ele que tem a responsabilidade de acabar com a guerra", afirmou Jens Stoltenberg, sublinhando que há "um agressor, que é a Rússia".

"O que vimos nestes últimos dias é a maior escalada de tensão da guerra desde o início da invasão", afirmou.

NATO diz que territórios anexados são da Ucrânia. "Incluindo Crimeia"

Teresa Banha | há 1 mês

O responsável pela NATO sublinhou, durante uma conferência de imprensa, o apoio que dará à Ucrânia durante "todo o tempo que for preciso".

Stoltenberg reiterou que a anexação é ilegal e que todas as regiões anexadas pela Rússia pertence ao Estado sobrenao da Ucrânia. "Incluindo a Crimeia", lembrou.

NATO promete apoio a Kyiv após anexação ilegal "do tamanho de Portugal"

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, assegurou hoje que a anexação ilegal pela Rússia de quatro províncias ucranianas, com "uma área aproximadamente do tamanho de Portugal", não altera o compromisso da Aliança em apoiar a Ucrânia.

Lusa | 17:59 - 30/09/2022

 

NATO: "A anexação Ilegal é do tamanho de Portugal"

Teresa Banha | há 1 mês

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, condenou, esta sexta-feira, a anexação dos territórios russos da Rússia, anunciada hoje.

"Este é a maior anexação desde a II Guerra Mundial [...]. A anexação ilegal é do tamanho de Portugal"

Rajoy e González dizem que Europa "esteve bem" na reação à invasão

Teresa Banha | há 1 mês

Os ex-presidentes do Governo espanhol Felipe González e Mariano Rajoy consideraram hoje que a Europa "esteve bem" na reação à invasão russa da Ucrania, salientando que o conflito mostrou que sozinhos os países europeus "valem menos que nada".

Rajoy e González dizem que Europa "esteve bem" na reação à invasão

Os ex-presidentes do Governo espanhol Felipe González e Mariano Rajoy consideraram hoje que a Europa "esteve bem" na reação à invasão russa da Ucrania, salientando que o conflito mostrou que sozinhos os países europeus "valem menos que nada".

Lusa | 16:45 - 30/09/2022


  

MNE do Reino Unido reunido com embaixador russo para "protestar"

Teresa Banha | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido convocou, esta sexta-feira, uma reunião com o embaixador da Rússia na Ucrânia.

"Reuni-me com o embaixador russo, Andrey Kremlin, para protestar contra o anúncio de [Vladimir] Putin acerca da anexação ilegal dos territórios soberanos da Ucrânia", escreveu James Cleverly numa publicação partilhada no Twitter.

Defesa britânica visitou Ucrânia esta semana e discutiu "mais apoios"

Teresa Banha | há 1 mês

O ministro da Defesa do Reino Unido esteve reunido, esta semana, em Kyiv, com o seu homólogo ucraniano sobre os acontecimentos mais recentes no conflito no leste europeu.

"Falaram sobre como o armamento enviado pelo Reino Unido, assim como da eficácia dos soldados que foram treinados pelos britânicos", lê-se num comunicado emitido pelo Ministério tutelado por Ben Wallace. A nota acrescenta que também foram discutidos com Oleksii Reznikov "mais apoios" que possam ser dados à Ucrânia 

"O Reino Unido é um dos maiores apoiantes em termos de equipamento militar para a Ucrânia", lembram no comunicado.

"Nenhum valor jurídico ou político" na anexação russa, diz Meloni

Teresa Banha | há 1 mês

A provável líder do futuro Governo italiano, Giorgia Meloni, considerou, esta sexta-feira, sem "qualquer valor jurídico ou político" a anexação pela Rússia de quatro regiões ucranianas, demonstrando que o Presidente russo "está a ameaçar" a segurança europeia.

Ucrânia. "Nenhum valor jurídico ou político" na anexação russa

A provável líder do futuro Governo italiano, Giorgia Meloni, considerou hoje sem "qualquer valor jurídico ou político" a anexação pela Rússia de quatro regiões ucranianas, demonstrando que o Presidente russo "está a ameaçar" a segurança europeia.

Lusa | 16:02 - 30/09/2022

Biden fala em "anexação fraudulenta"

Tomásia Sousa | há 1 mês

O presidente dos EUA, Joe Biden, condenou esta sexta-feira a declaração de anexação "fraudulenta" de quatro regiões ucranianas à Rússia.

Biden garante que os Estados Unidos irão honrar sempre "as fronteiras internacionalmente reconhecidas da Ucrânia". 

Biden condena "anexação fraudulenta" e promete continuar a apoiar Ucrânia

Chefe de Estado dos Estados Unidos pede à comunidade internacional que rejeite as "tentativas" de anexação de território ucraniano por parte da Rússia.

Notícias ao Minuto | 16:15 - 30/09/2022

Estados Unidos anunciam novas e "severas" sanções

Tomásia Sousa | há 1 mês

Os Estados Unidos da América anunciaram que vão adotar novas e "severas" sanções contra a Rússia, depois daquele país ter anexado formalmente quatro regiões ucranianas ocupadas.

Os EUA garantem ainda que o G7 vai impor "custos" a qualquer país que apoie as tentativas de anexação da Rússia. 
 

Ucrânia apresenta formalmente pedido de adesão "apressado" à NATO

Tomásia Sousa | há 1 mês

A Ucrânia apresenta formalmente pedido de adesão à NATO, momentos depois de a Rússia assinar formalmente a anexação de quatro territórios ucranianos ocupados.

Bruxelas aperta regras para emissão de vistos Schengen a russos

Tomásia Sousa | há 1 mês

A Comissão Europeia apresentou hoje diretrizes mais exigentes para a emissão de vistos a cidadãos russos indicando que, em caso de dúvida, estes não sejam emitidos.

"Temos uma avaliação mais rigorosa e uma avaliação de segurança mais completa quando se trata de novos vistos", disse, em conferência de imprensa, a comissária europeia para os Assuntos Internos, Ylva Johansson.

"Putin tornou-se o pior dos piores e agora mata pessoas em todo o mundo"

Tomásia Sousa | há 1 mês

O investidor Bill Browder acreditou em Vladimir Putin em 2000, quando sucedeu na Presidência russa a Boris Ieltsin, pois assumia que a democracia e a liberdade de expressão numa Rússia pós-União Soviética era o caminho a seguir.

"Putin tornou-se o pior dos piores e agora mata pessoas em todo o mundo"

O investidor Bill Browder acreditou em Vladimir Putin em 2000, quando sucedeu na Presidência russa a Boris Ieltsin, pois assumia que a democracia e a liberdade de expressão numa Rússia pós-União Soviética era o caminho a seguir.

Lusa | 13:34 - 30/09/2022

Depois de assinar tratados, Putin e líderes pró-russos festejam

Tomásia Sousa | há 1 mês

No final da cerimónia, depois de assinarem formalmente os tratados de anexação das regiões ucranianas de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporíjia, Putin e os líderes pró-Rússia destas regiões deram as mãos e gritaram: "Rússia!"

Notícias ao Minuto Presidente da Rússia e os líderes pró-russos de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporíjia© Getty Images  

 

Relatório imputa fugas no gasoduto Nord Stream a fortes explosões de TNT

Tomásia Sousa | há 1 mês

As quatro fugas nos gasodutos Nord Stream devem-se a explosões submarinas correspondentes a centenas de quilogramas de TNT, concluiu um relatório oficial da Suécia e da Dinamarca apresentado hoje às Nações Unidas.

Relatório imputa fugas no gasoduto Nord Stream a fortes explosões de TNT

As quatro fugas nos gasodutos Nord Stream devem-se a explosões submarinas correspondentes a centenas de quilogramas de TNT, concluiu um relatório oficial da Suécia e da Dinamarca apresentado hoje às Nações Unidas.

Lusa | 14:21 - 30/09/2022

União Europeia condena e rejeita "anexação ilegal"

Tomásia Sousa | há 1 mês

Os líderes da União Europeia "rejeitam" e "condenam" a "anexação ilegal" das regiões de Donetsk, Lugansk, Zaporijia e Kherson pela Rússia, anunciaram os 27 num comunicado esta sexta-feira, acusando Moscovo de colocar "em risco a segurança mundial".

"Nós não reconhecemos e nunca reconheceremos os 'referendos' ilegais que a Rússia organizou como pretexto para esta nova violação da independência, soberania e integridade territorial da Ucrânia", lê-se no documento, partilhado há momentos por Charles Michel nas redes sociais.

"O Ocidente corrompe as crianças desde cedo"

Tomásia Sousa | há 1 mês

Putin refere-se, por fim, aos valores ocidentais e diz que a "russofobia" está a espalhar-se.

"Nós não queremos dois pais em vez de um pai e de uma mãe", assegurou. "O Ocidente corrompe as crianças desde cedo", acusou também.

"Os nossos valores são a justiça e a misericórdia", conclui.

Presidente russo pede à Ucrânia o fim da guerra

Tomásia Sousa | há 1 mês

Vladimir Putin aproveitou ainda o discurso, proferido no Salão de São Jorge, para apelar à Ucrânia para "voltar à mesa de negociações".

"Estamos abertos a isso e afirmámos isso muitas vezes", garantiu o líder russo, dizendo contudo que Kyiv deve respeitar a expressão da "vontade do povo", referindo-se aos referendos realizados na semana passada nas quatro regiões agora anexadas.

Rússia acusa Ocidente de querer dividir país "em estados menores"

Tomásia Sousa | há 1 mês

O presidente da Rússia acusou também o Ocidente de tentar dividir a Rússia em estados menores.

"Em 1991, o Ocidente acreditava que a URSS não voltaria, que a Rússia não se ergueria daquele golpe", referiu. "Mas a Rússia resistiu a isso e tornou-se mais poderosa."

"Mas o Ocidente está sempre à procura de novas oportunidades para nos atingir e sempre sonhou em dividir o nosso estado em estados menores que lutarão uns contra os outros", sublinhou Vladimir Putin.

"A Rússia é um grande país, é uma grande civilização e não vai continuar a viver sob essas falsas regras", garantiu.

Putin acusou ainda os Estados Unidos de ter sido aquele país a criar o precedente do uso de armas nucleares, lançando bombas atómicas em Hiroshima e Nagasaki durante a Segunda Guerra Mundial.

"As pessoas que vivem nas quatro regiões são nossos cidadãos para sempre"

Tomásia Sousa | há 1 mês

"Não há nada mais forte que a escolha de milhões de pessoas", considerou o presidente russo, referindo-se aos referendos nas regiões de Donetsk, Lugansk, Zaporjíjia e Kherson. Putin defendeu também o direito desses povos de "voltar à sua verdadeira pátria".

As pessoas que vivem nas quatro regiões são nossos cidadãos para sempre", frisou ainda. "E devem imediatamente pôr fim ao conflito que começou em 2014. Nós estamos prontos para conversações."

Putin prometeu ainda reconstruir as cidades devastadas pelo conflito e garantiu que a Rússia não irá viver em função da vontade "dos outros".

"O Ocidente deixou cair a máscara", apontou, criticando os Aliados de estarem "contra os Estados independentes, contra as culturas independentes".

Putin anuncia a anexação de Donetsk, Lugansk, Zaporíjia e Kherson

Tomásia Sousa | há 1 mês

"Assinámos o acordo sobre a entrada dessas repúblicas na Federação da Rússia", anunciou Vladimir Putin, esta sexta-feira, num discurso à nação.

"Os nossos antepassados defenderam estas regiões. O povo fez a sua escolha inequívoca", acrescentou o presidente russo, que sustentou a anexação das quatro regiões ucranianas ocupadas com o "passado histórico" da Rússia.

Siga aqui a cerimónia de anexação dos territórios ucranianos ocupados

Tomásia Sousa | há 1 mês

Oficial russo em Kherson morto por ataque de artilharia ucraniana

Hélio Carvalho | há 1 mês

Um ataque ucraniano com recurso a artilharia avançado atingiu uma casa onde morava um oficial russo, imposto pelo Kremlin na região de Kherson. Segundo o The Guardian, citando a agência russa TASS, Alexei Katerinichev era vice-diretor de segurança no governo russo que ocupou Kherson desde os primeiros dias da guerra.

Segundo a TASS, Katerinichev "morreu como resultado de um ataque certeiro de um sistema HIMARS", acrescentando que "dois mísseis atingiram a casa onde ele estava".

Trabalhadores da Administração Interna proibidos de sair da Rússia

Hélio Carvalho | há 1 mês

Os trabalhadores da Administração Interna da Rússia foram proibidos de se deslocarem a países estrangeiros, avança, esta sexta-feira, o meio bielorrusso Nexta. O decreto foi assinado pelo próprio ministro, Vladimir Kolokoltsev.

Neste documento, é ainda adiantado, todos os polícias que têm acesso a segredos de Estado são obrigados a entregar os respetivos passaportes.

Lukashenko nega envolvimento militar da Bielorrússia ao lado da Rússia

Hélio Carvalho | há 1 mês

O presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, reiterou hoje que a Bielorrússia não vai combater ao lado da Rússia na Ucrânia, reagindo a notícias sobre o possível envio de milhares de soldados para as zonas de combate.

"Temos com a Rússia uma aliança mais estreita do que a NATO. O que é que querem de nós? Insistimos que não vamos combater na Ucrânia", disse Lukashenko na altura em que recebeu as credenciais de onze embaixadores estrangeiros creditados em Minsk, entre os quais os novos diplomatas de Cuba e da Argentina.

Lukashenko nega envolvimento militar da Bielorrússia ao lado da Rússia

O presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, reiterou hoje que a Bielorrússia não vai combater ao lado da Rússia na Ucrânia, reagindo a notícias sobre o possível envio de milhares de soldados para as zonas de combate.

Lusa | 11:27 - 30/09/2022

Kremlin diz que clarificará incertezas quanto a zonas a anexar

Hélio Carvalho | há 1 mês

Numa altura em que o presidente russo Vladimir Putin se prepara para anunciar a anexação de quatro regiões ucranianas (Kherson, Zaporíjia, Lugansk e Donetsk), continua a ser incerto se a Rússia pretende anexar a totalidade dos territórios ou apenas as zonas que controla. Isto porque em algumas destas regiões, a contraofensiva ucraniana tem feito os russos recuar e perder terreno - em Donetsk, por exemplo, a cidade de Lyman encontra-se cercada pelos ucranianos.

Em Zaporíjia, os russos controlam 70% do território, incluindo a central nuclear.

Citado pelo The Guardian, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que a Rússia vai anunciar a anexação de toda a região de Donetsk, mas manteve o véu sobre os restantes territórios. "Vamos clarificar tudo hoje", garantiu Peskov.

Forças russas cercadas na cidade de Lyman

Tomásia Sousa | há 1 mês

As forças russas estão "parcialmente cercadas" na cidade estratégica de Lyman, no leste da Ucrânia, reconheceu um alto funcionário separatista esta sexta-feira, dia em que a Rússia pretende oficializar a anexação de quatro regiões ocupadas.

"Neste momento, Lyman está parcialmente cercada. A estrada para Svatove está sob o nosso controle, mas periodicamente sob fogo", escreveu Denis Pushilin, chefe do reduto separatista de Donetsk, ao Telegram.

Sobe número de vítimas no ataque a comboio humanitário

Tomásia Sousa | há 1 mês

Subiu para 25 o número de vítimas mortais e para 50 o número de feridos resultantes do ataque ao comboio humanitário na cidade de Zaporíjia (Zaporizhzhia).

Cinco horas após o ataque, o cenário é de carnificina, com carros com vidros partidos e corpos espalhados no local. O míssil explodiu a cerca de dez metros dos carros, deixando uma enorme cratera no chão.

Inimigo n.º1 de Putin: "Objetivo é a guerra. Não é NATO ou Império Russo"

Tomásia Sousa | há 1 mês

Bill Browder deu uma entrevista à CNN Portugal onde recordou o advogado Sergei Magnitsky, que o ajudou a desvendar a corrupção na Rússia: "Prenderam-no, colocaram-no na prisão a aguardar julgamento e torturaram-no por 358 dias"

Inimigo n.º1 de Putin: "Objetivo é a guerra. Não é NATO ou Império Russo"

Bill Browder deu uma entrevista à CNN Portugal onde recordou o advogado Sergei Magnitsky, que o ajudou a desvendar a corrupção na Rússia: "Prenderam-no, colocaram-no na prisão a aguardar julgamento e torturaram-no por 358 dias". 

Notícias ao Minuto | 10:23 - 30/09/2022

"Escória sanguinária!", responde Zelensky ao ataque em Zaporíjia

Tomásia Sousa | há 1 mês

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, reagiu ao ataque em Zaporíjia através do Telegram, onde escreveu: "O estado terrorista [Rússia] dispara mísseis contra a população civil em Zaporizhzhia, Mykolaiv e Dnipropetrovsk. Atinge as regiões ucranianas com vários mísseis e drones. Somente terroristas completos podem fazer isso, algo que nem deveria ter lugar no mundo civilizado".

"O inimigo enfurece-se e procura vingança pela nossa firmeza e pelos seus fracassos. Ele destrói ucranianos pacíficos cinicamente. Escória sanguinária! Com certeza vão responder por cada vida ucraniana perdida!", acrescentou.

 

Reino Unido "jamais aceitará" anexação de regiões ucranianas à Rússia

Tomásia Sousa | há 1 mês

O Reino Unido "jamais aceitará" a anexação de quatro regiões ucranianas pela Rússia, afirmou hoje a primeira-ministra britânica, Liz Truss, acusando o Presidente russo de usar "força bruta" para "alterar as fronteiras internacionais".

Reino Unido "jamais aceitará" anexação de regiões ucranianas à Rússia

O Reino Unido "jamais aceitará" a anexação de quatro regiões ucranianas pela Rússia, afirmou hoje a primeira-ministra britânica, Liz Truss, acusando o Presidente russo de usar "força bruta" para "alterar as fronteiras internacionais".

Lusa | 10:01 - 30/09/2022

Praça Vermelha vai receber celebrações de anexação das regiões ucranianas

Tomásia Sousa | há 1 mês

Os preparativos para a grande cerimónia que deverá oficializar a anexação de quatro regiões ucranianas à Rússia estão em curso na Praça Vermelha, em Moscovo.

A área está vedada a visitantes e turistas, enquanto os funcionários montam um palco e colocam grandes ecrãs e cartazes onde pode ler-se: "Donestsk, Luhansk, Zaporizhzhia, Kherson - Rússia", declarando assim a inclusão destas regiões no território russo. Veja aqui as imagens.

Notícias ao Minuto Praça Vermelha prepara-se para receber celebrações da anexação das regiões ucranianas ocupadas© REUTERS  

Ataque a comboio humanitário faz 23 mortos em Zaporíjia

Tomásia Sousa | há 1 mês

Vinte e três pessoas morreram e 28 ficaram feridas num ataque com mísseis russos a um comboio humanitário perto de Zaporíjia (Zaporizhzhia). Os organizadores do comboio humanitário pretendiam viajar para território ocupado pela Rússia para resgatar familiares e depois levá-los para local seguro.

Japão admite aplicar novas sanções contra a Rússia

Tomásia Sousa | há 1 mês

O Japão recusou hoje os referendos pró-russos de adesão de territórios na Ucrânia assim como os planos de anexação de Moscovo, ameaçando que prevê aplicar novas sanções contra o Kremlin em coordenação com a "comunidade internacional". 

Ucrânia. Japão admite aplicar novas sanções contra a Rússia

O Japão recusou hoje os referendos pró-russos de adesão de territórios na Ucrânia assim como os planos de anexação de Moscovo, ameaçando que prevê aplicar novas sanções contra o Kremlin em coordenação com a "comunidade internacional". 

Lusa | 08:06 - 30/09/2022

Conselho de Segurança vota resolução a condenar referendos na Ucrânia

Tomásia Sousa | há 1 mês

O Conselho de Segurança da ONU irá votar hoje uma resolução a condenar os referendos realizados em quatro regiões ucranianas, que abriram caminho à anexação destes territórios pela Rússia.

A reunião terá lugar às 15h00 (20h00 em Lisboa), antes de outra discussão sobre as fugas descobertas nos gasodutos Nord Stream no Mar Báltico, disse a presidência francesa do Conselho.

Putin reconhece independência das regiões de Kherson e Zaporíjia

Tomásia Sousa | há 1 mês

O Presidente russo, Vladimir Putin, reconheceu hoje a independência das regiões ucranianas de Kherson e Zaporíjia, no sul da Ucrânia, um passo antes da anexação destes territórios pela Rússia.

Em comunicado, o Kremlin indicou que Putin assinou o decreto com base nos recentes referendos em que a maioria dos eleitores apoiou a separação da Ucrânia e a adesão à Federação Russa.

Putin reconhece independência das regiões de Kherson e Zaporíjia

O Presidente russo, Vladimir Putin, reconheceu hoje a independência das regiões ucranianas de Kherson e Zaporíjia, no sul da Ucrânia, um passo antes da anexação destes territórios pela Rússia.

Lusa | 06:15 - 30/09/2022

Anexação? Rússia acusa Guterres de ter "dois pesos e duas medidas"

Tomásia Sousa | há 1 mês

A missão permanente da Rússia junto das Nações Unidas acusou o secretário-geral da ONU, António Guterres, de usar "dois pesos e duas medidas" ao condenar a anexação de territórios ucranianos.

Um ataque tão direto do secretário-geral da ONU ao direito fundamental de autodeterminação expresso pela população das regiões de Lugansk, Donetsk, Kherson e Zaporijia representa outro exemplo de dois pesos e duas medidas", disse a missão diplomática.

Para recordar

Tomásia Sousa | há 1 mês
  • O governo finlandês encerrou totalmente as suas fronteiras aos turistas russos, mesmo aos cidadãos portadores de um visto emitido num país do espaço Schengen, uma medida que entrou em vigor à meia-noite e que pretende restringir o fluxo de cidadãos russos que entram naquele país;
  • Vladimir Putin formalizará esta sexta-feira a anexação dos quatro territórios ucranianos, durante uma cerimónia solene no Kremlin com a assinatura dos tratados correspondentes;
  • O presidente norte-americano, Joe Biden, já garantiu que os Estados Unidos nunca reconhecerão os resultados dos referendos "orquestrados pela Rússia" na Ucrânia e acusou o homólogo russo Vladimir Putin de "violação flagrante" da Carta das Nações Unidas;
  • Também o secretário-geral das Nações Unidas (ONU) transmitiu diretamente ao embaixador russo junto da organização a sua oposição à anexação de territórios ucranianos ocupados pela Rússia.

Início de cobertura

Tomásia Sousa | há 1 mês

Bom dia. Retomamos aqui a nossa cobertura AO MINUTO dos principais acontecimentos sobre a guerra na Ucrânia. Pode recordar tudo o que aconteceu na quinta-feira através da ligação abaixo:

AO MINUTO: UE manterá ajuda; Putin reconhece independência de regiões

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:54 - 29/09/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório