Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2022
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 15º

EUA aprova lei para evitar paralisação de gastos federais na 6ª-feira

O Senado norte-americano aprovou hoje a possibilidade de o governo fazer gastos a curto prazo para evitar uma paralisação quando o atual ano fiscal terminar, à meia-noite de sexta-feira, e mais ajuda militar e económica à Ucrânia.

EUA aprova lei para evitar paralisação de gastos federais na 6ª-feira
Notícias ao Minuto

00:01 - 30/09/22 por Lusa

Mundo Senado

O projeto de lei hoje aprovado prevê o financiamento do governo federal até 16 de dezembro e dá aos congressistas mais tempo para chegar a um acordo sobre a previsão de gastos no ano fiscal de 2023.

A iniciativa legislativa foi aprovada por 72 votos a favor e contou com 25 contra (de republicanos), seguindo agora para apreciação da Câmara dos Representantes.

Como já se tornou habitual, os senadores esperaram até às últimas horas antes do final do ano fiscal e consequente paralisação de gastos.

No entanto, a aprovação deste projeto de lei não estava em dúvida, sobretudo depois de o senador democrata Joe Manchin ter "deixado cair" a proposta para incluir fundos para agilizar o licenciamento de projetos de energia e a construção um oleoduto no seu estado natal, Virgínia Ocidental.

Este financiamento parcial apenas adia por alguns meses -- para depois das eleições de meio de mandato, em novembro -, a discussão para aprovar o pacote anual de financiamento governamental, já que terão de ser superadas as diferenças relativamente a questões polémicas como o aborto, a segurança nas fronteiras ou as mudanças climáticas.

O projeto de lei aprovado hoje mantém, com algumas exceções, os gastos dos órgãos federais nos níveis atuais até meados de dezembro.

A mais notável dessas exceções foi a aprovação de um gasto extraordinário, de mais de 12 mil milhões de euros, para ajudar a Ucrânia, valor que vai somar-se aos mais de 50 mil milhões já aprovados em dois projetos de lei anteriores.

O dinheiro destina-se a dar formação, equipamentos e apoio logístico aos militares ucranianos, além de ajudar o Governo ucraniano a fornecer serviços básicos aos cidadãos.

A assistência para as comunidades do Novo México recuperarem do incêndio de abril, o mais destrutivo da história do estado, contará com cerca de 2,5 mil milhões de euros, enquanto a melhoria das infraestruturas de água e esgotos no Mississippi receberá cerca de 19 mil milhões.

Ao mesmo tempo foi aprovada a canalização de cerca de 19 mil milhões de euros para responder a desastres atuais e futuros, como o furacão Ian, que atingiu a Florida na quarta-feira, de mais mil milhões de euros para ajudar as famílias mais pobres a aquecer as suas casas e de mais 3 mil milhões para continuar as operações de ajuda ao Afeganistão.

Leia Também: Ucrânia. Senado dos EUA aprova 12,25 mil milhões em nova ajuda para Kyiv

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório