Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2022
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 18º

Senegal. Presidente pondera amnistia contra antigos adversários políticos

O Presidente do Senegal, Macky Sall, pediu ao Ministério da Justiça para examinar a possibilidade de conceder amnistias a antigos políticos, o que dividiria a oposição e beneficiaria a sua eventual candidatura a novo mandato, em 2024.

Senegal. Presidente pondera amnistia contra antigos adversários políticos
Notícias ao Minuto

20:34 - 29/09/22 por Lusa

Mundo Macky Sall

De acordo com as atas da reunião do Conselho de Ministros de quarta-feira à noite, citadas pela agência France-Presse, Sall pediu ao Ministério da Justiça "para examinar, o mais rapidamente possível, as possibilidades e o modelo apropriado para uma amnistia para pessoas que perderam os seus direitos de voto".

A imprensa local considerou o pedido como uma movimentação política para diminuir o poder do seu principal adversário político, Ousmane Sonko, trazendo de volta para a ribalta política os adversários condenados Khalifa Sall e Karim Wade.

Karim Wade, filho e colaborador próximo do ex-presidente Abdoulaye Wade, que liderou o país entre 2000 e 2012, foi condenado em 2015 a seis anos de prisão e multado em mais de 210 milhões de euros por enriquecimento ilícito durante a presidência do seu pai.

Foi preso em 2013, mas recebeu um indulto presidencial e foi libertado em 2016.

Khalifa Sall, presidente da Câmara de Dakar desde 2009, foi considerado culpado de desvio de cerca de 2,5 milhões de euros dos cofres municipais, e condenado em 2018 a cinco anos de prisão.

Foi preso em 2017, e libertado em 2019, também graças a um indulto presidencial.

Ambos foram impedidos de concorrer às presidenciais de 2019 devido a estas condenações, que consideraram ser uma manobra política para os manter afastados da possibilidade de disputar o poder.

Macky Sall não anunciou ainda a candidatura, mas a imprensa local escreve que o Presidente está a preparar a candidatura a um novo mandato nas eleições de 2024.

Leia Também: Senegal volta a ter primeiro-ministro após a abolição do cargo em 2019

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório