Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
35º
MIN 20º MÁX 37º

Tiroteio em escola na Rússia vitimou 15 pessoas, 11 delas crianças

O presidente russo, Vladimir Putin, já condenou o sucedido, sublinhando que este é um "ataque terrorista desumano de uma pessoa que aparentemente pertence a uma organização ou grupo neofascista".

Tiroteio em escola na Rússia vitimou 15 pessoas, 11 delas crianças
Notícias ao Minuto

15:40 - 26/09/22 por Beatriz Cavaca

Mundo Tiroteio

O tiroteio desta manhã na escola n.º 88 na cidade de Izhevsk, perto dos Montes Urais, fez pelo menos 15 mortos, com o Comité de Investigação russo a admitir que, pelo menos, 11 são crianças e que existem, ainda, 24 feridos.

Segundo a agência russa RIA Novosti, que cita uma entidade autárquica, um homem, identificado como Artem Kazantsev, entrou na escola e abriu fogo sobre adultos e crianças.

Depois disso, tirou a própria vida.

De acordo com o Telegram do Comité de Investigação da Rússia (a principal autoridade de investigação jurídica, equivalente ao Ministério Público), entre as vítimas mortais contam-se 11 crianças e quatro adultos.

Recorde-se que, conforme foi reportado esta manhã de segunda-feira pela a agência internacional AFP, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, referiu que o presidente russo, Vladimir Putin, condenou o sucedido, sublinhando que este é um "ataque terrorista desumano de uma pessoa que aparentemente pertence a uma organização ou grupo neofascista".

Na altura do acontecimento, a autoridade de investigação sublinhava que o corpo do atirador já tinha sido encontrado e que este "vestia uma camisola preta com símbolos nazis e uma balaclava (gorro de lã preto com um buraco na zona dos olhos)", referem também na rede social Telegram.

Leia Também: Tiroteio numa escola na Rússia faz 13 mortos, incluindo cinco crianças

Recomendados para si

;
Campo obrigatório