Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 8º MÁX 19º

Meloni deverá ser a próxima primeira-ministra de Itália

Sondagens à boca das urnas dão vitória à coligação Irmãos da Itália.

Meloni deverá ser a próxima primeira-ministra de Itália
Notícias ao Minuto

22:18 - 25/09/22 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Itália/Eleições

A coligação de direita e extrema-direita, liderada pelo partido Irmãos de Itália, pode obter entre 41% a 45% dos votos nas legislativas de hoje em Itália, segundo as sondagens à boca das urnas.


A sondagem do Consorzio Opinio Italia para a cadeia de televisão Rai, citada pela ANSA, aponta um resultado entre os 25,5% e os 29,5% para o bloco de centro-esquerda, liderado pelo Partido Democrático, de Enrico Letta, enquanto o Movimento 5 Estrelas terá entre 15,5% e 17,5%.

A Liga, de Matteo Salvini, obtém entre 8,5% a 12,5%, enquanto o partido conservador Força Italia, de Silvio Berlusconi, recolhe entre 6% e 8% dos votos neste estudo. Liga e Força Itália são os potenciais aliados de Giorgia Meloni, dos Irmãos de Itália, numa eventual maioria governamental.

Os primeiros resultados oficiais das legislativas só deverão ser conhecidos durante a madrugada de segunda-feira.

A taxa de abstenção poderá atingir cerca de 36%, mais nove pontos do que nas eleições de 2018.

Segundo a Rai, sondagem tem uma margem de erro de 3,5%.

Mais de 50 milhões de italianos foram hoje chamados a votar nestas eleições legislativas.

De acordo com esta projeção, a coligação de direita também deverá obter mais de 100 dos 315 lugares elegíveis no Senado.

A líder dos Irmãos de Itália votou cerca de meia hora antes do encerramento das urnas.

Entretanto, o líder da Liga Norte, Matteo Salvini, já celebrou as projeções, através de uma publicação no Twitter.

“A centro-direita está em larga vatangem na Câmara [dos Deputados] e no Senado. Será uma longa noite. Para já, o que vos quero dizer é obrigado”, escreveu.

As últimas sondagens, publicadas há cerca de 15 dias porque não são permitidas nas últimas semanas de campanha, já apontavam para uma vitória do partido de Giorgia Meloni, com 24% a 25% das intenções de voto, à frente do Partido Democrático, de Enrico Letta, com 21% a 22% dos votos.

Devido à pulverização partidária, nenhum partido deverá obter uma maioria suficiente para governar sozinho.

A direita e a extrema-direita conseguiram um acordo de coligação que poderá levar Giorgia Meloni ao poder, juntamente com o partido conservador Força Itália, do ex-primeiro-ministro Sílvio Berlusconi, e da Liga, de Matteo Salvini, conhecido pela sua política dura contra a imigração.

[Notícia atualizada às 23h12]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório