Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2022
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 15º

Mali acusa França de armar e financiar terroristas no seu território

O Governo do Mali acusou hoje a França de "armar, financiar e equipar grupos terroristas" em território maliano, numa dura acusação contra a antiga potência colonial proferida durante o seu discurso perante a Assembleia-Geral da ONU.

Mali acusa França de armar e financiar terroristas no seu território
Notícias ao Minuto

19:15 - 24/09/22 por Lusa

Mundo ONU

O discurso foi lido por Abdoulaye Maiga, primeiro-ministro interino das autoridades de transição surgidas após o último golpe militar, em 2021, que prometeu respeitar o calendário de transferência de poderes para um Governo democrático em 2024.

Maiga dedicou boa parte da sua intervenção nas Nações Unidas a acusar a França, referindo que este país "apunhalou o povo maliano pelas costas" quando anunciou unilateralmente, em junho de 2021, a retirada da força antiterrorista francesa Barkhane do país, concluída este ano, e que levou a uma grave crise bilateral e a grandes mobilizações antifrancesas em Bamako.

O responsável maliano chegou a pronunciar em três ocasiões uma frase que dizia que a França "se transformou numa junta ao serviço do obscurantismo", antes de descrever o Governo de Paris como "nostálgico de uma era colonialista, paternalista, condescendente e vingativa".

No seu discurso, Abdoulaye Maiga referiu-se ainda à responsabilidade da França no genocídio dos tutsis, no Ruanda, em 1994; ao tráfico de escravos africanos, que ajudaram -- segundo disse -- a construir a Europa do iluminismo e da modernidade; e ao recrutamento de milhares de soldados africanos para lutar nas guerras francesas.

Por outro lado, Maiga afirmou que a missão de estabilização da ONU, instalada no centro e norte do Mali (Minusma) desde 2013, não tem conseguido atingir os seus objetivos, pelo que é necessária uma "mudança de paradigma" e uma maior coordenação com as autoridades malianas.

A Minusma é a missão da ONU com maior mortalidade devido aos constantes ataques terroristas, sendo também objeto da crescente hostilidade da população.

Leia Também: Líder da junta no poder em Conacri chega ao Mali para cimeira da CEDEAO

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório