Meteorologia

  • 31 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 14º

Bolsonaro vai reunir-se na ONU com presidentes do Equador e da Guatemala

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, planeou reuniões bilaterais com seus homólogos do Equador, Guillermo Lasso, e da Guatemala, Alejandro Giammattei, no âmbito da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), informaram hoje fontes oficiais.

Bolsonaro vai reunir-se na ONU com presidentes do Equador e da Guatemala
Notícias ao Minuto

19:11 - 15/09/22 por Lusa

Mundo Brasil

Bolsonaro viajará de Londres, onde assistirá ao funeral da rainha Isabel II na segunda-feira, para Nova Iorque onde fará o discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU, que tradicionalmente corresponde ao Presidente do Brasil.

O secretário de Assuntos Multilaterais do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Paulino Carvalho, disse numa entrevista coletiva que os encontros com Lasso e Giammattei ocorrerão após esse discurso e que Bolsonaro planeia outros dois encontros bilaterais para o mesmo dia, com os presidentes da Polónia, Andrzej Duda, e Sérvia, Aleksandar Vucic.

Bolsonaro, que aspira à reeleição nas presidenciais cuja primeira volta acontece em 02 de outubro, antecipou que seu discurso na Assembleia Geral da ONU servirá de plataforma eleitoral para "enviar notícias" ao Brasil.

No entanto, Carvalho disse que o Presidente também abordará diversos assuntos da agenda global no discurso.

Entre eles, citou a situação da economia mundial após a pandemia de covid-19, a guerra desencadeada pela invasão russa da Ucrânia, a necessidade de garantir a soberania alimentar e fortalecer o desenvolvimento.

Mesmo assim, o diplomata admitiu que a temática interna pode estar presente na intervenção de Bolsonaro.

"Ele ainda é candidato à reeleição", disse Carvalho.

A delegação brasileira que acompanhará Jair Bolsonaro às Nações Unidas incluirá, entre outras membros do Governo, o ministro da Relações Exteriores, Carlos França, que permanecerá em Nova Iorque durante a próxima semana.

O ministro terá uma agenda cheia de reuniões bilaterais e participará de algumas reuniões multilaterais, organizadas pela Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib) e pelo fórum BRICS, que o Brasil integra juntamente com Rússia, Índia, China e África do Sul.

Leia Também: Eleições. 7 em cada 10 brasileiros temem agressões por razões políticas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório