Meteorologia

  • 05 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 30º

Presidente da Bielorrússia nega ter planos para atacar ucranianos

O Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, aliado do Kremlin, negou hoje ter planos para atacar a Ucrânia durante uma reunião com habitantes no distrito de Pruzana, no sudoeste da Bielorrússia.

Presidente da Bielorrússia nega ter planos para atacar ucranianos

"Não pensem que planeio um ataque, que vamos bombardear a Ucrânia a partir do território da Bielorrússia ou algo assim", disse o Presidente, citado pela agência oficial bielorrussa BELTA.

Lukashenko acrescentou que "não deseja" que os seus filhos e os filhos de cidadãos bielorrussos lutem.

"Pelo quê? Temos de nos acalmar", afirmou o Presidente bielorrusso.

O chefe de Estado bielorrusso assegurou que não é a Ucrânia que está a combater, acrescentando que "hoje contra a Rússia está a lutar todo o bloco da NATO e, sobretudo, os Estados Unidos".

De acordo com Lukashenko, a Europa teria acabado com a guerra há muito tempo se os Estados Unidos, com a ajuda da Polónia, não continuassem a estimular a ação de combate.

O Governo ucraniano considera o regime bielorrusso "cúmplice da agressão russa", por permitir não só ataques russos a partir de seu território, mas também a entrada de tropas russas na Ucrânia no início da "operação militar especial" lançada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, há cerca de seis meses.

"Legalmente, e por muito tempo, a Bielorrússia será considerada um país que forneceu infraestrutura para a invasão russa", declarou recentemente o assessor da Presidência ucraniana, Mikhaylo Podoliak.

Leia Também: EUA anunciam sanções a mais 100 elementos do regime do bielorrusso

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório