Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2022
Tempo
25º
MIN 12º MÁX 27º

Países Baixos. Nível médio do rio Reno atinge registo mais baixo este mês

O nível médio de água do rio Reno, no seu curso nos Países Baixos, caiu para 6,48 metros, o valor mais baixo já registado em agosto, divulgou hoje a Direção Geral de Gestão da Água (Rijkswaterstaat).

Países Baixos. Nível médio do rio Reno atinge registo mais baixo este mês
Notícias ao Minuto

21:59 - 18/08/22 por Lusa

Mundo Países Baixos

O governo neerlandês alertou, ao mesmo tempo, que a chuva prevista para os próximos dias não é suficiente para reduzir a escassez de água.

Segundo os dados da Rijkswaterstaat, o nível do rio Reno ao passar por Lobith, uma cidade na província neerlandesa de Gederland, no leste, está 6,48 metros acima do nível normal de Amesterdão (NAP), o nível médio de referência na maré alta, quando nesta época do ano a média habitual situa-se nos 8,30 metros acima do NAP.

É pouco habitual que o Reno atinja um nível tão baixo no verão, pois o rio normalmente chega ao seu nível de água mais baixo no outono, quando a água do degelo deixa de escoar para o rio dos Alpes.

O nível mais baixo registado até agora tinha sido 6,49 metros, medido em 29 de outubro de 2018.

A quantidade de água que entra nos Países Baixos em Lobith também diminuiu e, na terça-feira, estava ligeiramente abaixo dos 700 metros cúbicos por segundo, situando-se hoje nos nos 680 metros cúbicos.

Uma descarga inferior aos 800 metros cúbicos no verão tinha ocorrido apenas em 1976 e 1949.

Embora a previsão de chuva para hoje e sexta-feira permita aumentar lentamente o nível do Reno, espera-se que o nível do rio volte a baixar a partir de sábado, devido às altas temperaturas.

A maior parte do Reno atravessa a Alemanha, com uma extensão de 695 quilómetros, e a Suíça, com uma extensão de 367 quilómetros, enquanto 161 quilómetros passam pelos Países Baixos.

Os problemas causados pela atual seca estão a aumentar e está a tornar-se mais difícil corresponder à procura de água em várias zonas dos Países Baixos, segundo uma plataforma de monitorização criada pelo governo.

A quantidade de água que entra em Lobith determina a profundidade navegável e a disponibilidade de água para agricultura, natureza e água potável em grande parte dos Países Baixos.

Com exceção da água potável, os restantes setores estão a ser afetados pela escassez e algumas regiões estão a utilizar bombas adicionais para fornecer água suficiente, especialmente no oeste, onde o risco de salinização está a aumentar.

O baixo nível de água nos rios neerlandeses está a causar cada vez mais preocupação para o transporte marítimo, pois a profundidade da navegação continua a diminuir e os tempos de espera estão a aumentar.

Leia Também: Consumidores da zona euro antecipam inflação elevada e contração

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório