Meteorologia

  • 29 SETEMBRO 2022
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 22º

Um bilionário entre os candidatos às eleições no Brasil

Entre o total de candidatos, 38% não declaram património, 12% são milionários e um é bilionário.

Um bilionário entre os candidatos às eleições no Brasil
Notícias ao Minuto

18:52 - 17/08/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Eleições

Após o arranque, na terça-feira, da campanha eleitoral para eleger o presidente, governadores de estado e parlamentares regionais e federais do Brasil, foi divulgado que 38% dos candidatos não declaram património, 12% são milionários e um é bilionário.

De acordo com o site de notícias brasileiro g1, citando dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais de metade dos candidatos a presidente são milionários, cerca de 58%, assim como metade dos candidatos a vice-presidente. Quanto aos concorrentes sem património, registam-se 40% a deputados estaduais e 36% a federais.

O candidato bilionário Marcos Ermírio de Moraes, que concorre a suplente de senador no estado de Goiás, é o herdeiro do grupo Votorantim, multinacional brasileira que trabalha na exploração de minas, energia e sumo de laranja. Para além da empresa, Marcos tem ainda dois aviões, onze automóveis e seis imóveis que, somados, equivalem a 1,5 milhões de euros.

Até esta quarta-feira de manhã, foram feitas mais de 28 mil candidaturas para as eleições de outubro. Embora o prazo tenha acabado na segunda-feira, a Justiça Eleitoral brasileira ainda não terminou a consolidação das estatísticas, como tal, os candidatos ainda podem alterar o valor do seu património.

No dia 26 de agosto irão começar os tempos de antena na rádio e televisão do Brasil que decorrerão até 30 de setembro para os candidatos que concorrem na primeira volta. A fase inicial da campanha eleitoral termina em 1 de outubro, véspera da primeira volta das eleições.

Prevista apenas para cargos executivos, ou seja, para as disputas do governo regional dos 27 estados do país e a Presidência da República, a segunda volta das eleições brasileiras será realizada a 30 de outubro caso nenhum candidato alcance maioria absoluta dos votos válidos na primeira votação.

Leia Também: Eleições no Brasil. Líder do tribunal eleitoral defende urnas eletrónicas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório