Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2022
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 26º

Autoridades de saúde alertam para risco de que a pólio retorne à Europa

Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças defende que enquanto a poliomielite não for erradicada globalmente, a ameaça permanece.

Autoridades de saúde alertam para risco de que a pólio retorne à Europa
Notícias ao Minuto

17:02 - 17/08/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Poliomielite

O Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças (ECDC) alertou na terça-feira, numa atualização sobre a poliomielite publicada no site da autoridade de saúde, para o "risco" de que a doença retorne à Europa.

De acordo com este novo balanço da situação, "enquanto houver grupos populacionais não vacinados ou subvacinados nos países europeus e a poliomielite não for erradicada globalmente, permanece o risco de que o vírus seja reintroduzido na Europa”, frisa o ECDC. 

Globalmente, do início do ano até 9 de agosto, 19 casos de poliomielite foram registados devido ao poliovírus selvagem tipo 1 (WPV1) e 223 casos devido ao poliovírus circulante derivado de vacina (cVDPV).

Em 2022, os casos de cVDPV foram relatados em 15 países, com 93% dos casos atribuídos ao cVDPV tipo 2 (cVDPV2), indicou o Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças

Algumas das variantes de poliovírus derivado de vacina tipo 2 encontradas no Reino Unido foram geneticamente relacionadas a um caso de poliomielite relatado em julho de 2022 em Nova Iorque, nos EUA, bem como a amostras ambientais colhidas na cidade nova-iorquina e Jerusalém, Israel.

Este novo alerta surge depois do vírus do pólio ter sido detetado nas águas residuais de Nova Iorque, o que sugere uma provável circulação local do vírus, disseram os departamentos de saúde da cidade e do estado norte-americano.

A doença não era registada nos Estados Unidos da América (EUA) há uma década. Suspeita-se que se esteja a espalhar silenciosamente entre não vacinados, disseram, na sexta-feira, e autoridades sanitárias.

Recorde-se que em Londres, crianças de 1 a 9 anos foram elegíveis para doses de reforço de uma vacina contra a poliomielite.

Em Nova Iorque, uma pessoa sofreu paralisia há algumas semanas devido a uma infeção por pólio no condado de Rockland, ao norte da cidade. Amostras de águas residuais recolhidas em junho em Rockland e em Orange County continham o vírus.

A maioria das pessoas infetadas com pólio não apresenta sintomas, mas ainda pode transmitir o vírus a outras pessoas durante dias ou semanas.

A vacinação oferece forte proteção e as autoridades pediram às pessoas que não tomaram as vacinas que procurem fazê-lo imediatamente.

Leia Também: Pólio detetado nos esgotos de Nova Iorque. "Estamos a lidar com um trio"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório