Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 15º

Zelensky falou com Macron sobre "terrorismo nuclear russo" em Zaporíjia

A informação foi avançada pelo presidente da Ucrânia na rede social Twitter.

Zelensky falou com Macron sobre "terrorismo nuclear russo" em Zaporíjia

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, adiantou, através de uma publicação na rede social Twitter, ter falado esta terça-feira, por via telefónica, com o homólogo francês, Emmanuel Macron. Segundo o mesmo, ambas as partes abordaram a situação potenciada pelo "terrorismo nuclear russo" na central de Zaporíjia (Zaporizhzhia).

O chefe de Estado ucraniano não forneceu mais detalhes acerca do que foi discutido a propósito da situação nesta central nuclear, que foi tomada pelos russos logo no início da invasão sobre a Ucrânia.

Na mesma publicação, Zelensky deu ainda conta que agradeceu a Macron pela "ajuda tangível" oferecida por França ao nível da defesa do país, cujo território foi invadido pela Rússia a 24 de fevereiro.

"Discutimos a ajuda macrofinanceira à Ucrânia e os desafios à segurança alimentar", pode ainda ler-se no 'post' - onde o líder ucraniano defendeu ainda ser necessário "aumentar as sanções contra a Rússia".

De recordar que, na segunda-feira, o presidente da Ucrânia tinha já pedido a todo o mundo para que demonstrasse "força e determinação" para defender aquela que é a maior central nuclear da Europa, localizada em Zaporíjia.

Isto depois de, nos últimos tempos, se terem registado vários episódios de bombardeamentos nos arredores da mesma, que têm motivado Kyiv e Moscovo a trocar acusações a respeito da natureza de tais incidentes.

Razão que levou as autoridades ucranianas a pedirem uma desmilitarização da região, acompanhada da retirada das forças russas. Em causa está uma proposta que conta com o inteiro apoio dos aliados ocidentais da Ucrânia.

A guerra na Ucrânia já fez mais de 5.500 mortos entre a população civil, segundo os dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos. No entanto, a mesma entidade alerta que o número real de óbitos deverá ser bastante superior.

Leia Também: Zelensky ameaça russos em Zaporíjia. "São alvos especiais"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório