Meteorologia

  • 03 OUTUBRO 2022
Tempo
28º
MIN 16º MÁX 28º

Montenegro ordena expulsão de diplomata russo. Moscovo promete retaliar

Na sequência desta decisão de Montenegro, um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo terá dito que a "Rússia dará uma resposta adequada".

Montenegro ordena expulsão de diplomata russo. Moscovo promete retaliar

A ex-República Jugoslava do Montenegro ordenou, esta sexta-feira, a um diplomata russo que abandonasse o território do país na sequência daquilo que considerou ser uma violação das normas diplomáticas. A decisão levou Moscovo a prometer uma resposta em conformidade.

A informação foi avançada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros de Montenegro na rede social Twitter, que não forneceu grandes detalhes. "O Ministério dos Negócios Estrangeiros de Montenegro declarou um diplomata da Embaixada da Federação Russa no Montenegro 'persona non grata' devido às atividades contrárias ao artigo 9.º da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas", pode ler-se na publicação.

Na sequência desta decisão, um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo terá dito, quando questionado acerca de uma eventual retaliação, que a "Rússia dará uma resposta adequada", reporta a agência estatal russa TASS.

Entre março e abril, o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Montenegro tinha já ordenado a saída de cinco diplomatas que faziam parte da missão russa no país, também por violação das normas diplomáticas.

Em reação, segundo noticiado pela agência TASS, Moscovo terá exigido a um diplomata montenegrino que abandonasse o território russo.

A nação dos Balcãs foi uma das que aderiu às sanções internacionais aplicadas contra a Rússia na sequência da invasão à Ucrânia, que teve início a 24 de fevereiro.

Leia Também: Pelo menos 11 mortos num tiroteio em Montenegro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório