Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2022
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 15º

Navio a caminho da Turquia é o primeiro com trigo ucraniano

A exportação de trigo ucraniano foi retomada hoje com a saída de um navio para a Turquia, duas semanas depois da abertura de um corredor para transportar cereais bloqueados desde a invasão russa, em 24 de fevereiro.

Navio a caminho da Turquia é o primeiro com trigo ucraniano
Notícias ao Minuto

12:39 - 12/08/22 por Lusa

Mundo Ucrânia

O navio "Sormovskiy", de bandeira do Belize, zarpou do porto ucraniano de Chornomorsk em direção a Tekirdag, na Turquia, com uma carga de 3.050 toneladas de trigo, anunciou o governo turco, segundo a agência espanhola EFE.

Desde que a rota de exportação foi aberta em 01 de agosto, no âmbito de uma acordo entre a Ucrânia, a Rússia, a Turquia e a ONU, 14 navios de carga partiram para portos turcos, europeus e asiáticos.

Até agora, cerca de 367.000 toneladas de milho, 56.000 toneladas de produtos de girassol e 11.000 toneladas de soja deixaram a Ucrânia, mas apenas 3.050 toneladas de trigo, cuja escassez ameaça causar fome em África e no Médio Oriente.

As Nações Unidas insistiram num acordo para ultrapassar o bloqueio dos portos ucranianos causado pela invasão russa, alertando para o risco de fome e instabilidade política em muitos países, especialmente no Norte de África e no Médio Oriente, que dependem fortemente do trigo russo e ucraniano.

Em conjunto, segundo a revista britânica The Economist, a Ucrânia e a Rússia fornecem 28% do trigo consumido no mundo, 29% da cevada, 15% do milho e 75% do óleo de girassol.

O centro de coordenação em Istambul que acompanha o cumprimento do acordo atribuiu a pouca quantidade de trigo exportada ao facto de muitos navios carregados com milho estarem ainda a aguardar autorização de partida, o que impede o carregamento de outros produtos.

Além do "Sormovskiy", o cargueiro "Star Laura", transportando 60.000 toneladas de milho para o Irão, deixou hoje o porto ucraniano de Yuzhny, anunciou o centro coordenador num comunicado.

Os navios têm de ser verificados por uma equipa de inspetores em Istambul, com representantes das partes do acordo, para certificar que não transportam outras cargas além das registadas à partida.

Os navios que se dirigem para portos ucranianos são inspecionados para garantir que não transportam armas para as forças da Ucrânia, segundo os termos do acordo.

O centro coordenador de Istambul disse que vai inspecionar hoje os navios "Sara", com bandeira da República de Palau, e o "Efe", com bandeira de Vanuatu, que transportam óleos para o porto ucraniano de Odessa.

Leia Também: ONU vai transportar 30.000 toneladas de trigo ucraniano

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório