Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 23º

Pena de prisão por manter migrantes retidos numa casa em Ceuta

A Polícia Nacional acredita estar perante uma possível organização criminosa que, segundo as primeiras indicações, estará envolvida no tráfico ilegal de seres humanos.

Pena de prisão por manter migrantes retidos numa casa em Ceuta
Notícias ao Minuto

10:19 - 11/08/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

A Polícia Nacional de Ceuta deu conta, esta terça-feira, a detenção, acusação e prisão do único suspeito, até ao momento, depois de terem sido localizadas e libertadas, a semana passada, seis pessoas de nacionalidade marroquina que foram mantidas contra a sua vontade num casa na cidade autónoma espanhola de Ceuta, 

Os resgatados tratavam-se de cinco migrantes a quem era exigido o pagamento de 8 mil euros em troca de serem levados de forma ilegal por via marítima para a península e de uma mulher que "permanecia manietada" e "sequestrada" por quem exigiam "um resgate", conta o La Vanguardia.

As autoridades informaram ainda que a chamada 'Operação Caballa' continua sob investigação e que, no telhado do mesmo prédio, foram encontrados 21 quilos de haxixe - transportados por via de drone. Uma mota, telemóveis e telefones de satélite, bem como dispositivos de geolocalização, também estavam no local.

A descoberta dos detidos ocorreu por acaso, no âmbito de uma das operações organizadas pela Sede nas últimas semanas em diferentes bairros da periferia de Ceuta para evitar confrontos com armas de fogo, entre gangs ligados ao tráfico de droga. Os agentes viram que uma mulher "batia numa janela a pedir ajuda" desde o segundo andar de um dos prédios. Quando entraram no local, estavam cinco homens na garagem, dois deles menores e no andar superior a mulher algemada.

A Polícia Nacional acredita estar perante "uma possível organização criminosa que, segundo os primeiros indícios, se dedicava ao tráfico ilegal de pessoas, privando-as da liberdade em domicílio particular e exigindo o pagamento dos familiares pela passagem de Marrocos para Ceuta".

Leia Também: Espanha adia reabertura das fronteiras terrestres de Ceuta e Melilla

Recomendados para si

;
Campo obrigatório