Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2022
Tempo
24º
MIN 14º MÁX 25º

Los Angeles limita presença de pessoas sem-abrigo, sob fortes protestos

Associações de sem-abrigo e manifestantes protestaram contra uma medida que, dizem, criminaliza a pobreza extrema.

Los Angeles limita presença de pessoas sem-abrigo, sob fortes protestos
Notícias ao Minuto

12:23 - 10/08/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Sem-abrigo

A cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, aprovou na terça-feira uma medida que proíbe concentrações e acampamentos de pessoas sem-abrigo a uma distância de cerca de 152 metros de escolas e centros de dia. A aprovação ficou marcada por um protesto à porta da autarquia.

Antes do voto, os ativistas e pessoas sem-abrigo que se encontravam na câmara gritaram contra a proposta, e uma pessoa foi detida, contou um agente da polícia de Los Angeles à ABC News. Na semana passada, duas votações que procuravam aumentar as restrições à situação de sem-abrigo foram interrompidas por protestos semelhantes.

No entanto, desta vez, a votação foi levada a cabo com sucesso pela autarquia, com os legisladores a votarem 11-3, esmagadoramente a favor da proposta.

Na prática, a LAMC 41.18 expande a proibição já existente contra sentar, dormir ou acampar em escolas especificadas pelo conselho autárquico. Agora, a proibição aplica-se a todas as escolas e centros de dia, públicas e privados.

A mesma lei também proíbe acampamentos sem-abrigo em vários locais tradicionalmente usados por pessoas sem-abrigo para fugirem do mau tempo, nomeadamente debaixo de viadutos de autoestrada, perto de ferrovias, perto de docas, em bibliotecas, entre outras localizações.

As associações de proteção de pessoas em situação de sem-abrigo criticam duramente a lei, argumentando que, não só criminaliza a situação de sem-abrigo, como também criminaliza a pobreza extrema em si, já que o número de pessoas nesta situação de sem-abrigo tem aumentado consideravelmente ao longo dos anos. Em julho, o New York Times referia que o número de pessoas em abrigos está a aumentar, com a pandemia, a inflação e a maior subida no preço das rendas desde 1986 - e com a situação de sem-abrigo, surgem ainda maiores dificuldades em arranjar emprego, dada a falta de condições, endereço e internet.

Apontando dados do condado de Los Angeles, o jornal escreve que um em cada quatro pessoas em situação de sem-abrigo vive na Califórnia, e Los Angeles é o epicentro desta situação - a população de pessoas sem-abrigo aumentou 50% entre 2015 e 2020, e as mortes de pessoas sem-abrigo aumentaram em 200% no mesmo período.

A PATH (People Assisting The Homeless), uma associação que protege pessoas sem-abrigo, diz que a nova lei aprovada em Los Angeles "apenas desloca pessoas e torna mais difícil para o staff treinado em chegar a estas pessoas de estabelecer confiança novamente". A associação também recorda que é mais provável que pessoas sem-abrigo sejam alvo de violência por parte de outras pessoas, do que o inverso.

Outroa associação, Services Not Sweeps, estima que a decisão crie 1.900 zonas onde será proibido sentar, dormir ou acampar, e 20% da cidade de Los Angeles ficará assim limitada a pessoas sem-abrigo.

Apesar deste último dado, o conselho mantém a convicção de que a medida protege as crianças da cidade. Paul Koretz, do conselho autárquico, disse que a medida apenas "pede às pessoas num acampamento para se moverem alguns metros".

Essa movimentação, no entanto, pode ser difícil, já que Los Angeles tem cerca de 750 escolas públicas e quase 1.000 centros de dia. O novo ano escolar começa na próxima segunda-feira, e esta grande vastidão de escolas e centros limita os espaços disponíveis para aqueles que não têm o seu espaço.

Leia Também: Comunidade Vida e Paz apoiou, em média, 485 sem-abrigo por dia em 2021

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório