Meteorologia

  • 05 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 30º

Até 50 migrantes desaparecidos em naufrágio no Mar Egeu

O naufrágio de um barco com migrantes ocorrido hoje no Mar Egeu provocou até 50 desaparecidos, de acordo com os relatos dos sobreviventes, disseram as autoridades gregas.

Até 50 migrantes desaparecidos em naufrágio no Mar Egeu

"Segundo as declarações de 29 pessoas salvas, havia 80 pessoas no barco, pelo que até 50 pessoas estão desaparecidas", disse um funcionário do gabinete de imprensa da guarda costeira à agência francesa AFP.

O ministro da Marinha Mercante grego, Yannis Plakiotakis, ordenou uma operação de salvamento depois de ter sido informado do naufrágio ao largo das ilhas gregas de Cárpatos e Rodes, segundo um comunicado da guarda costeira.

As autoridades gregas envolveram nas operações seis embarcações e um helicóptero da Força Aérea.

As operações de busca estavam hoje de manhã a ser dificultadas por ventos fortes na zona, de acordo com o porta-voz da guarda costeira grega, Nikos Kokalas.

A embarcação com os migrantes saiu da cidade costeira turca de Antalya e tinha como destino a Itália, disse uma fonte da guarda costeira grega, com base nos relatos dos sobreviventes.

O naufrágio ocorreu durante a noite e "muitos dos sobreviventes não estavam a usar coletes salva-vidas", contou Kokalas à rádio grega Skai.

Os 29 sobreviventes são todos homens, de nacionalidade afegã, iraquiana e iraniana, segundo as autoridades gregas.

A perigosa travessia de algumas milhas náuticas entre as ilhas gregas e a costa turca no Mar Egeu, no Mediterrâneo oriental, custa a vida de muitos migrantes e refugiados que tentam chegar à Europa a bordo de barcos improvisados para escapar às guerras e à miséria.

Desde janeiro deste ano, 64 pessoas morreram no Mediterrâneo oriental, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Em 2021, morreram 111 pessoas nas mesmas condições.

O naufrágio anterior ao de hoje no Mar Egeu ocorreu em 19 de junho, quando oito pessoas morreram ao largo da ilha de Míconos e 108 foram resgatadas pela guarda costeira grega.

O número de chegadas de migrantes e refugiados na Grécia, principalmente da Turquia, aumentou este ano, de acordo com as autoridades gregas.

A Grécia acusa a Turquia de fazer "vista grossa" à ação dos contrabandistas e de permitir a saída dos migrantes em violação de um acordo de março de 2016, que previa um esforço das autoridades turcas para limitar a migração em troca de ajuda financeira europeia.

A Turquia nega tais acusações.

Leia Também: Migrantes. Dezenas de desaparecidos após naufrágio ao largo da Grécia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório